Economia Criativa
Formalização é um bom negócio também para a música
Com o apoio do Sebrae em Pernambuco, jovens de Recife se formalizaram na fabricação de amplificadores valvulados e criaram a Altovolts. A empresa vem ganhando o Brasil junto a importantes nomes da música brasileira, como Dado Villa-Lobos e Robertinho do Recife, considerado um dos maiores guitarristas do Brasil.

Os amplificadores funcionam em áudio por conta do espectro sonoro que conseguem reproduzir. Para manter a qualidade dos amplificadores, são produzidas até duas peças por mês – o que faz com que o interessado tenha que esperar entre dois e três meses para colocar as mãos em um dos equipamentos da marca.

Conheça mais histórias de empreendedores que deram certo em Casos de Sucesso
UFRJ cria laboratório para discussão de Políticas Públicas
O segmento de políticas públicas para cultura no Brasil ganhou um reforço. Foi criado o Laboratório de Políticas Públicas Culturais da Universidade Griô Campus Rio, na UFRJ. A gestão será compartilhada entre a universidade e os movimentos sociais para elaborar, programar e implementar políticas públicas para cultura no Brasil. O Laboratório será mantido com orçamento de R$ 800 mil do Ministério da Educação.

A primeira ação do projeto será fortalecer a experiência da Rede Ação Griô, no diálogo entre a tradição oral e a educação formal, e da mobilização na Internet para pressionar que projetos de lei de interesse dos pontos de cultura, Lei Griô e a Lei Cultura Viva, sejam votados e aprovados.

Conheça outras iniciativas em Apoio e Fomento
Site brasileiro quer materializar a sua ideia
Um site de crowdsourcing de ideias acaba de ser lançado no Brasil. Chamado de Estilo Vivo, o portal conta com a ajuda dos internautas para comercializar os produtos. O site funciona com as pessoas enviando suas ideias. Em seguida, o produto é detalhado e compartilhado no portal para que os visitantes façam suas críticas e sugestões. Os projetos que receberem maior apoio são materializados e produzidos comercialmente. Por fim, profissionais da área criativa fazem opções de design e os vencedores ganham prêmios.

Veja mais dicas de marketing e comunicação em Estratégias de Mercado
Ganhe dinheiro usando a criatividade
Quem ainda duvida que criatividade dá dinheiro, saiba que nunca foi tão fácil empreender com arte. É possível usar os princípios da economia criativa para abrir um negócio. Para exemplificar, veja a história de um grupo de amigos que tinham apenas R$ 700 no bolso e mesmo assim decidiu montar um escritório de design.

Hoje a empresa possui clientes como Nike, Havaianas e Itaú e alcançou um faturamento de R$ 1,5 milhão em 2011.

Conheça mais tendências que podem ajudar seu negócio em Cenários e Tendências
Sebrae fortalece o conceito de economia criativa
Criatividade e talento são palavras cada vez mais importantes para as empresas e sintetizam o conceito de economia criativa. Para o Ministério da Cultura, a economia criativa compreende o ciclo de criação, produção, distribuição/difusão e consumo/fruição de bens e serviços caracterizados pela prevalência de sua dimensão simbólica.

O conceito está em constante evolução. É preciso transformar a habilidade criativa natural em ativo econômico e estimular modelos inovadores para o desenvolvimento da economia criativa brasileira. Para direcionar as empresas na atuação deste setor, o Sebrae preparou o Termo de Referência – Atuação do Sistema Sebrae na Economia Criativa.

Conheça outros documentos sobre o mercado criativo em Biblioteca online
Microempreendedor Individual na Economia Criativa
Se você ainda não formalizou seu negócio, saiba que ao optar pela formalização, você ganha muitos benefícios. Para os profissionais de economia criativa, uma das opções é ser um Microempreendedor Individual (MEI). Com uma pequena contribuição mensal, você terá direito a benefícios previdenciários, a emitir nota fiscal, vender para grandes empresas e para os governos e até contratar funcionários.

Veja mais dicas em Microempreendedor Individual

 

Negócios Verdes
Negócios que se relacionam com o aproveitamento de fontes renováveis e sustentáveis de energia. Esse é o principal mote da palestra gerente de Desenvolvimento Territorial do Sebrae, Juarez de Paula. O palestrante explica que o grande negócio do futuro é explorar a tecnologia da eficiência por meio da sustentabilidade.

Olho vivo nas oportunidades
Fique atento para perceber as oportunidades de negócio. No programa de rádio, você saberá como uma feira de livros tornou-se fonte de oportunidade para os personagens. A partir da necessidade dos próprios moradores, foi possível viabilizar uma iniciativa importante para a população.

Ganhe dinheiro usando a criatividade
Quem ainda duvida que criatividade dá dinheiro, saiba que nunca foi tão fácil empreender com arte. É possível usar os princípios da economia criativa para abrir um negócio. Para exemplificar, veja a história de um grupo de amigos que tinha apenas R$ 700 no bolso e mesmo assim decidiram montar um escritório de design. Hoje a empresa possui clientes como Nike, Havaianas e Itaú e alcançaram um faturamento de R$ 1,5 milhão em 2011.

Conheça mais tendências que podem ajudar seu negócio em Cenários e Tendências