Turismo
Orientações e dicas sobre o turismo brasileiro para micro e pequenas empresas
Agência de viagens, hotéis, pousadas, bares, restaurantes, capacitação empreendedora e Copa do Mundo de 2014. Tudo relacionado ao turismo brasileiro para micro e pequenas empresas você encontra e aprende um pouco mais aqui nesse site setorial do Sebrae. Saiba como realizar um bom trabalho em seu empreendimento e aprenda um pouco mais sobre gestão de negócios e boas práticas empresariais.
Guia Prático de Soluções Sebrae: Inovação e Sustentabilidade no Turismo
O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) lança a versão digital do Guia Prático de Soluções Sebrae: Inovação e Sustentabilidade no Turismo.

O objetivo é facilitar o acesso dos pequenos meios de hospedagem e bares e restaurantes às soluções Sebrae que auxiliam na adoção de medidas inovadoras e sustentáveis.

O empresário interessado deverá procurar o Sebrae local para conhecer quais as soluções nacionais de seu interesse estão disponíveis nos portfólios de cada Estado.

 

Estudo nacional do Turismo da Experiência e sua oferta
Em 2007, o Sebrae firmou parceria com o Ministério do Turismo para o desenvolvimento de metodologia baseada na Economia da Experiência, como forma de valorizar os destinos turísticos e incrementar a comercialização de produtos e serviços dos pequenos negócios por meio de experiências memoráveis vivenciadas pelos turistas . Um primeiro projeto piloto foi aplicado na Serra Gaúcha, e em 2010/2011, outros quatro projetos foram desenvolvidos nos destinos de Bonito(MS), Costa do Descobrimento(BA), Belém(PA) e Petrópolis(RJ). Cerca de 170 empreendimentos relacionados à gastronomia, meios de hospedagem, agencias de viagens e da produção associada(agronegócios e cultura) participaram de todo o processo.

A partir daí, o Sebrae apresenta estudo nacional que reúne as principais características do empresário e do empreendimento que aplicam o conceito da Economia da Experiência, os benefícios alcançados e indicadores de desempenho dos pequenos negócios envolvidos nesta abordagem.

 

O turismo brasileiro está mais competitivo
O país obteve este ano a maior nota desde que foi criado o Índice de Competitividade do Turismo Nacional, ferramenta desenvolvido pelo Ministério do Turismo, Sebrae e Fundação Getúlio Vargas para mensurar o nível de desenvolvimento do setor.

O Índice de Competividade do Turismo Nacional avalia os principais destinos turísticos brasileiros com o objetivo de criar uma série histórica da competitividade desses destinos, fornecendo informações que podem subsidiar o planejamento estratégico da atividade turística e monitorar a evolução da atividade nos destinos e no País.

A nova edição do Índice aponta que houve aumento nos três grupos analisados: média nacional (de 52,1 para 58,8), média das capitais (de 59,5 para 66,9) e média das não capitais (de 46,9 para 53,1). São considerados dados de 2008 e 2013, respectivamente.

Confira a 5ª edição do Índice de Competitividade do Turismo Nacional.

Veja as edições anteriores no menu Biblioteca Online.

 

Publicação mostra vocação turística das cidades brasileiras
O Sebrae, em parceria com o MDIC, Ipea e IBGE e com o apoio da ABDI, produziu o Atlas Nacional de Comércio e Serviços. A publicação é uma ferramenta de apoio à tomada de decisão por meio de indicadores sociais, econômicos, setoriais e de infraestrutura. Também é uma ferramenta que auxilia os empresários, investidores e agentes públicos na compreensão da dinâmica espacial da economia brasileira.

Por meio do Atlas, pode-se perceber que a vocação turística de uma cidade aparenta ser um grande fator de atratividade de pequenos negócios de Serviços, como é o caso das cidades de Rio Quente, Fernando de Noronha, Bonito, Gramado e Búzios, enquadradas na maior faixa de concentração de pequenos negócios de serviços (20 ou mais empreendimentos para cada 1000 habitantes).

Para mais informações acesse o Atlas Nacional de Comércio e Serviços

 

Pesquisa aponta crescimento no setor
O segmento de turismo está cada vez mais otimista. É o que mostrou uma pesquisa divulgada pelo Ministério do Turismo. Os dados revelam que as 80 maiores empresas do setor de turismo no Brasil faturaram R$ 57,6 bilhões e empregaram 115 mil pessoas nos 27 Estados brasileiros. O setor cresceu 13,1% em 2012 em comparação ao ano anterior.

Em sua nona edição, a Pesquisa Anual de Conjuntura Econômica do Turismo é uma radiografia do setor traçada pelos próprios empresários. O levantamento indica significativa melhoria na evolução de preços na comparação entre o realizado em 2012 e as expectativas para 2013. No último ano, os preços do setor registraram alta de 9,6% e a expectativa apurada para 2013 indica uma elevação de preços de 3,8%, abaixo inclusive da estimativa para a inflação oficial, de cerca de 6%.

Veja mais sobre o assuntos no menu Turismo no Brasil.

 

Negócios 2014: turismo receptivo
A Copa do Mundo FIFA 2014 será responsável por 5,9 milhões de viagens. São esperados 600 mil visitantes estrangeiros e 3,1 milhões de brasileiros viajarão pelo País ao longo do torneio. Isso significa que as agências de turismo podem aproveitar as oportunidades geradas pelo megaevento esportivo.

Para aproveitar estas oportunidades, as empresas devem ter especial atenção a experiência do viajante: rapidez e cortesia no atendimento e ter uma equipe esperta, atenta, amável e informada. Também é preciso manter instalações e veículos limpos e confortáveis e monitorar as impressões dos clientes.”

Confira mais dicas na publicação Turismo: Agência de Turismo Receptivo, da série Ideias de Negócios 2014.

Acesse outros conteúdos do menu Ideias de negócios.

 

Sebrae oferece curso de internet para MPEs
Sebrae oferece curso de internet para MPEs.jpg
Os proprietários de micro e pequenas empresas contam agora com mais uma ferramenta para auxiliar na inclusão digital de seu próprio negócio. O Sebrae oferece, gratuitamente, o curso online Internet para pequenos negócios. O curso tem como finalidade oferecer aos participantes a oportunidade de conhecer as ferramentas disponíveis na internet para elaborar estratégias de participação no mercado virtual.

Distribuído em quatro módulos, o curso tem uma carga horária de 16 horas que abordam conteúdos como construção do plano individual, presença na internet sem ou com um site próprio, redes sociais, entre outros. 

Acesse o site Educação Sebrae e matricule-se neste curso.  

 

Programa prepara empresas de eventos para certificação
Identificar as necessidades das empresas participantes, realizar atividades de capacitação e consultoria direta para que a organização alcance o melhor nível de gestão empresarial e deste modo torne-se apta para a certificação através do Selo de Qualidade ABEOC BRASIL.

Este é o roteiro do Módulo de Capacitação do Programa de Qualidade ABEOC Brasil — Qualificação em Gestão e Certificação de Micro e Pequenas Empresas de Eventos, uma iniciativa da Associação Brasileira de Empresas de Eventos – ABEOC BRASIL em parceria com o SEBRAE.

Veja mais assuntos sobre gestão e capacitação no menu Gestão .

 

Ruraltur promove rodada de negócios na Paraíba.jpg
Panorama empresarial do turismo rural
Com crescimento anual de aproximadamente 6%, o Turismo Rural responde a uma nova tendência global, onde o turista não mais deseja ser um mero expectador de sua viagem, mas sim, o protagonista, que efetivamente vivencia a cultura e a experiência nos novos destinos visitados.

Para entender melhor a demanda, o Sebrae Nacional, em parceria com o Instituto de Desenvolvimento do Turismo Rural (Idestur), realizou uma ampla análise sobre o panorama empresarial do turismo rural no Brasil. O levantamento permite compreender melhor o perfil do empresário do setor, seus produtos e suas principais necessidades.

Veja mais informações no menu Turismo Rural