MARKETING

A confiança é a chave para a expansão do comércio eletrônico

O boletim ressalta a importância da segurança nas transações de comércio eletrônico e as opções disponíveis ao empresário.

Nos primeiros anos de e-commerce, o principal fator a ser considerado no processo decisório de compra de produtos pela internet era a confiabilidade do site. Ou seja, a vontade de consumir existia, mas limitada ao tamanho do risco associado a um possível prejuízo. Assim, os produtos que eram comercializados na década de 90 não passavam de uma ou duas centenas de dólares, como livros, CDs, entre outros.

Surgiram, então, as soluções de certificação digital e de segurança online, associadas às compras feitas com cartões de crédito. Muitos consumidores ainda preferiam realizar o pagamento por boleto bancário, ainda que o recebimento do produto levasse mais tempo para chegar até eles.

Hoje, o comércio eletrônico tornou-se uma realidade sem volta. No entanto, ainda requer muitos avanços para dar saltos mais ousados, principalmente nos quesitos de segurança e experimentação. Para muitos produtos, o consumidor ainda prefere ir à loja, pois há uma necessidade de experimentar, tocar e cheirar, de forma tangível, o objeto desejado.