LOGÍSTICA

A logística reversa no apoio à pequena empresa

A logística reversa, ou inversa, faz parte do negócio como um todo e lida com o fluxo físico dos produtos do ponto de consumo de volta ao local de origem.

Embora as primeiras definições sobre logística reversa datem da década de 70, apenas há pouco tempo sua implementação tem sido melhor estudada e aplicada nas micro e pequenas empresas, principalmente no setor de Serviços.

A logística reversa – também conhecida como logística inversa ou logística reversível – lida com o fluxo físico de produtos da empresa desde o ponto de consumo até ao local de origem.

Na hierarquia de processos de um empreendimento, a logística reversa pode ser considerada uma parte integrante da logística do negócio como um todo, que por sua vez abrange a administração de todos os recursos materiais, financeiros e pessoais  da empresa.

No cotidiano da empresa de serviços, podemos dividir a atuação da logística reversa nas principais variáveis, a seguir, com respectivos exemplos:

  • Retorno ou a recuperação de produtos: garrafas PET para reciclagem, vasilhames, lixo reciclável, cartuchos remanufaturados etc.
  • Redução do consumo de matérias-primas: otimização dos recursos atuais para uma maior entrega de produtos e serviços com menos tempo de trabalho.
  • Reciclagem, a substituição e a reutilização de materiais: economia em recursos financeiros e ambientais.
  • Deposição de resíduos: cultivando o meio ambiente e promovendo um maior desenvolvimento social.
  • Reparação e refabricação de produtos: redução de custos e maior margem de lucro.


Todos os fatores acima dependem de uma boa logística reversa na empresa. É preciso realçar, contudo, que as operações de logística reversa exigem muita atenção nos procedimentos de suporte.

Por exemplo, empreendimentos que trabalhem com embalagens retornáveis precisam de sistemas de armazenamento adequados, que garantam a maior parte do valor que ainda há no produto usado.

Geralmente, processos desta envergadura de logística reversa requerem um meio de transporte que seja compatível com o sistema logístico tradicional.

Por estar relacionada à destinação de produtos e materiais já descartados pelo consumidor, a logística reversa contribui para a preservação do meio ambiente, exatamente pelo retorno de bens de pós-consumo ao ciclo produtivo. Diminuindo, assim, o acúmulo de lixo industrial na natureza.

Para o empreendedor, é preciso identificar cada processo de entrega do(s) produto(s) oferecido(s) e analisar, caso a caso, qual é o melhor procedimento de logística reversa – sempre levando em consideração as variáveis de atuação descritas nos tópicos acima.

 

O conteúdo foi útil para você?

  • Sim
  • Não

Enviado com sucesso! Agradecemos sua ajuda.


Compartilhe: