LOGÍSTICA

Avarias devem ser evitadas durante o transporte

Procedimentos corretos minimizam ou eliminam danos causados aos móveis durante a movimentação e entrega.

Imperícia no manuseio e na embalagem, armazenamento inadequado, variações climáticas e a falta de treinamento podem provocar danos no produto a ser entregue. Atenção e cuidados eliminam o problema

Durante o manuseio e o transporte do móvel, o produto está sujeito a sofrer algum tipo de dano. É necessário conhecer algumas dessas possibilidades e como evitá-las.

Quebra

Ocorre em razão de queda, impacto ou choque durante o manuseio e transporte. Caso isso aconteça, reponha a peça. Cuidado com a movimentação. A embalagem deve ser bem projetada para evitar o dano.

Amassamento (compressão)

As embalagens, quando empilhadas, são comprimidas e podem sofrer amassamento nas superfícies e cantos.

Fique atento para escolher a embalagem correta e observe se o número máximo de empilhamento não está excedido.

Arranhões

É necessário embalar adequadamente acessórios para que não fiquem soltos e provoquem arranhões nas outras peças. Verifique se não há saliências ou pontas agudas, como parafusos, pregos no veículo onde o móvel será carregado, que possam perfurar a embalagem. Informe ao cliente que ele não deve abrir a embalagem usando estilete, o que pode causar corte no acabamento.

Abrasão (desgaste)

A abrasão ocorre no interior da própria embalagem, quando superfícies não são adequadamente embaladas. Peças soltas tendem a raspar umas nas outras e provocar avaria.

Marcas

As marcas são resultado de acabamentos mal curados. Antes de embalar uma peça pintada ou envernizada, verifique se o acabamento está totalmente seco. Sempre tomar cuidado com o uso do plástico-bolha sem a utilização de uma proteção de superfície. Esse material pode marcar o acabamento do produto. Tecidos aveludados também podem ficar manchados pelo material de embalagem.

Alteração de cor e manchas

Alguns materiais são sensíveis à luz. Se expostos, perdem a cor ou ficam manchados, como por exemplo, o amarelamento de superfícies brancas. Poeira e os resíduos gordurosos, que vem da fumaça do óleo diesel dos caminhões, podem sujar e manchar superfícies claras. Para evitar o problema, a carga dentro do veículo deve estar bem lacrada, sua manutenção mecânica correta e o depósito onde os móveis serão armazenados e embalados limpo.

Umidade e temperatura

Variações de temperatura e umidade alteram as características dos móveis. Painéis de madeira e seus derivados sofrem inchaço ou empenamento.

Alguns cuidados a serem observados durante o transporte:

  • Não pise e nem sente sobre as embalagens;
  • Não utilize cintas/fitas plásticas como alças para carregar o móvel embalado;
  • Não arraste o móvel embalado;
  • Respeite as recomendações inscritas na embalagem, como o número máximo de volumes a serem empilhados;
  • Consulte o fabricante quando houver dúvida ao manusear os itens;
  • Não exponha os móveis embalados a condições climáticas, como a chuva e incidência direta de sol;
  • O motorista deve portar os documentos legais como Conhecimento de Transporte de Carga (CTC), nota fiscal e Manifesto de Transporte;
  • Conferir os itens carregados com os descritos na Nota Fiscal;
  • Antes de carregar os itens, verifique as condições internas do veículo, como a limpeza e os pontos de risco (pregos e parafusos) que possam danificar o produto;
  • Não jogue as embalagens para dentro do veículo;
  • Quando a embalagem for muito pesada, use duas ou mais pessoas para carregá-la;
  • Trace a rota mais apropriada para o transporte. Leve em consideração as condições da estrada, os aspectos de segurança e a distância a ser percorrida;
  • Amarre a carga para que ela não se movimente dentro do veículo e a proteja para que a amarração não a danifique;
  • Contrate motorista responsável e o oriente sobre os bens de valor que irá transportar. O alerte para ações imprudentes, como freadas bruscas e curvas realizadas em alta velocidade;
  • Selecione veículos que tenham boa manutenção, tanto preventiva como corretiva;
  • Deixe claro que a responsabilidade pelos danos causados aos produtos transportados é da transportadora, quando originados pelas más condições do veículo ou pela imprudência do motorista; ou da empresa, quando relativos a embalagens inadequadas;
  • Quando ocorrerem danos devido ao manuseio e carregamento do veículo, a responsabilidade é da empresa que está fazendo a entrega do produto.

O conteúdo foi útil para você?

  • Sim
  • Não

Enviado com sucesso! Agradecemos sua ajuda.


Compartilhe: