NORMAS TÉCNICAS

Normas técnicas: excelência e competitividade no setor automotivo

Parceira entre Sebrae e ABNT permite que pequenas empresas ofereçam serviços tão qualificados como os das grandes marcas.

  • Adequação às normas

Estabelecer padrões de qualidade e realizar capacitação para melhorar desempenho e competitividade dos pequenos negócios no setor automotivo, otimizando o serviço prestado em reparo de veículos, fazem parte da parceria entre o Sebrae e a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

As normas estabelecidas para o setor surgiram da necessidade de aperfeiçoar os procedimentos utilizados no reparo de veículos, uma vez que, apesar de ser um dos que mais crescem no país, não contava com meios de avaliação dos serviços oferecidos e nem mesmo da capacitação profissional.

Seguir normas permite mais competitividade, uma vez que os clientes são os primeiros a notarem o diferencial no atendimento e no resultado final do serviço solicitado.

Adequação às normas
  • Principais objetivos

Adequar-se às normas técnicas ajuda o empresário a manter empreendimento de alto nível e atualizado com os padrões que serão seguidos também por seus concorrentes, fortalecendo seu potencial de crescimento no mercado.

Elas orientam sobre os serviços a serem prestados, colaborando para a manutenção de um trabalho de boa categoria.

Essa adequação é um dos itens solicitados nas auditorias do Instituto da Qualidade Automotiva (IQA) para garantir a certificação no setor automotivo.

O cumprimento das normas técnicas não é obrigatório, mas pode ser o diferencial de uma empresa no mercado competitivo e, o mais importante, garante alto nível de qualidade tanto para a empresa quanto para o consumidor.

Principais objetivos
  • Adequação às normas
  • Como acessar

Os objetivos da implementação das normas técnicas são:

  • Aumentar a competitividade das pequenas empresas: oferecendo um serviço com mais credibilidade;
  • Oferecer serviço de excelência para o consumidor: ter profissionais mais capacitados significa trabalho bem feito;
  • Padronizar a qualidade do serviço prestado: as empresas passam a preencher requisitos elevados de qualificação;
  • Oferecer mais segurança no ambiente de trabalho: ter equipamentos adequados e funcionários que saibam manuseá-los reduz o risco de acidentes;
  • Melhorar a imagem dos estabelecimentos para o cliente: adequar-se às normas técnicas do setor automotivo significa oferecer serviço mais transparente para o consumidor, o que ajuda a fidelizar o cliente e conquistar novos;
  • Conscientizar sobre a importância da manutenção preventiva de veículos: automóveis sofrem desgastes diariamente; a manutenção periódica evita acidentes e outros contratempos.

Como acessar
  • Principais objetivos

A normalização para o setor automotivo compreende desde os requisitos gerais para pequenos comércios até a execução dos serviços. A coleção conta com 30 materiais, elaborados de acordo com o Comitê Brasileiro Automotivo.

O convênio Sebrae-ABNT oferece as normas a preços acessíveis e algumas gratuitas para micro e pequenas empresas.

Todas as normas técnicas estão disponíveis no site da ABNT. Basta o empresário fazer cadastro com o seu CNPJ.

Há normas que orientam sobre o reparo de autopeças:

  • Radiadores (características de desempenho e termos técnicos) - ABNT NBR 14335:1999;
  • Veículos rodoviários automotores (remoção e reinstalação de motores) - ABNT NBR 15831:2010;
  • Veículos rodoviários automotores em manutenção (remoção e instalação de vidros) - ABNT NBR 14777:2001.

Outras normas são para ambiente de trabalho e mão de obra qualificada:

  • Qualidade de serviço para pequeno comércio (requisitos gerais) - ABNT NBR 15842:2010;
  • Veículos rodoviários automotores (qualificação de mecânico de manutenção) - ABNT NBR 15681:2009;
  • Veículos rodoviários automotores (peças e vocabulário) - ABNT NBR 15296:2005.

Saiba mais

O conteúdo foi útil para você?

  • Sim
  • Não

Enviado com sucesso! Agradecemos sua ajuda.


Compartilhe: