EMBALAGEM

Técnicas para embalagens de produtos

Um bom design na embalagem e a utilização do apelo de sensibilização adequado são indispensáveis para o sucesso de vendas de um produto.

Planejamento
  • Código de barras

A relação entre o produto e sua embalagem é tão estreita que obriga que o planejamento em relação a ambos seja realizado de forma conjunta, considerando aspectos mercadológicos e de custo. Vale lembrar que há legislações específicas que definem as características básicas das embalagens. Elas devem ser cumpridas para que a empresa não esteja sujeita a sanções.

Recomendações

Para que a embalagem seja bem-sucedida na missão de auxiliar nas vendas dos produtos, é bom levar em conta algumas recomendações, que são as que seguem:

  • Pesquisas demonstram que dois números são estratégicos em relação ao consumo dos produtos: 3 e 85. Três segundos seria o tempo que o produto tem para atrair a atenção de quem está passando em frente a uma gôndola. Uma vez atraído, a chance de que o consumidor adquira o produto é de 85%.
  • É preciso diferenciar, chamar a atenção. A diferenciação pode ser feita pela forma, cor, tipo e grafismo da embalagem.
  • O ponto de partida é identificar a característica do produto que deverá ser valorizada para despertar o interesse do consumidor. Se o produto for destinado a suprir necessidades básicas, como é o caso dos alimentos, devem-se destacar as características nutritivas e de higiene. Se o consumidor vai adquirir o produto para presentear outra pessoa, a embalagem deve ser a mais bonita possível, pois o ato de presentear traz consigo a vontade de causar uma boa impressão.
  • É preciso identificar o melhor material para acondicionar o produto, como vidro, metal, madeira, papelão ou plástico.
  • O design da embalagem é fundamental. De nada adianta um produto ter qualidade se não tem um bom apelo de venda. Uma empresa especializada pode definir o design mais adequado, bem como um rótulo que sensibilize o consumidor.
  • A embalagem deve ser de fácil uso e manuseio pelo consumidor.

Código de barras
  • Planejamento

O código de barras é uma ferramenta de identificação e comunicação de produtos, serviços e localidades, com base em padrões internacionais reconhecidos por empresas no mundo inteiro.

Impresso na própria embalagem ou em uma etiqueta aplicada ao produto, o código de barras proporciona uma linguagem comum entre os parceiros comerciais para a classificação de itens como tamanho, cor e tipo do produto.

O código de barras também é um aliado do empreendedor na gestão do negócio. Permite o controle de estoque, a rastreabilidade dos produtos e o monitoramento das vendas, das compras, da margem de lucro, dos estoques, do fluxo de caixa e de outras variáveis.

A GS1 Brasil, Associação Brasileira de Automação, é uma associação multissetorial sem fins lucrativos e a única organização responsável pela atribuição da Licença para Codificação de Itens Comerciais (código de barras) e atende de micro a grandes empresas e empreendedores individuais em todo o Brasil com soluções aplicadas mundialmente.

São apenas três passos para você obter o código de barras com padrão GS1 e uma série de vantagens, como cursos gratuitos e materiais de apoio para melhoria do seu negócio, desde o controle do estoque até o caixa no varejo.

Acesse o site da associação ou entre em contato pelo telefone (11) 3068-6229 de segunda a sexta-feira das 8h às 18h.

O conteúdo foi útil para você?

  • Sim
  • Não

Enviado com sucesso! Agradecemos sua ajuda.


Compartilhe: