ANÁLISE DE TENDÊNCIA

Tendências de negócio para 2019

Quem quer montar uma empresa deve estar preparado para resolver os problemas do público e também investir em inovação.

O ano acabou de começar e você está cheio de novos planos para colocar em prática. Um deles é montar o tão sonhado negócio próprio. Na sua cabeça, o sucesso é certo, afinal você tem um dinheirinho guardado e muita disposição para fazer acontecer. O problema é que ainda não sabe muito bem em que segmento investir.

Tudo bem, nós estamos aqui para ajudar você a se tornar um empreendedor de sucesso. E lá vai a primeira dica: para alcançar a glória, é preciso estar disposto a aprender, já que todo negócio que prospera deve entender o que o público precisa, descobrir a sua dificuldade e apresentar uma solução que melhore a vida das pessoas.

Isso quer dizer que montar uma empresa de sucesso requer muita inovação – e coragem também! Afinal, estamos falando de criar soluções que ainda não existem e muitas vezes esbarrar na falta de investimento.



E então, está pronto para fazer algo diferente e que transforme a realidade? Separamos algumas tendências de mercado que envolvem uma boa oportunidade de crescimento.

Não esqueça que estamos na era digital, portanto, inovações acontecem constantemente e quem inova sempre tem mais chance de ter um negócio bem-sucedido.

Sustentabilidade

Aquecimento global não é novidade para ninguém. É comum ouvirmos notícias sobre como a sustentabilidade é importante nesses tempos de desequilíbrio ambiental. E será que a sua empresa pode fazer alguma coisa para tornar o planeta mais sustentável?

A ecoinovação vai estar muito em voga agora em 2019. Trata-se de uma estratégia empresarial que tem a sustentabilidade como inspiração para criar modelos de negócios diferenciados. Seu objetivo é aumentar a competitividade das empresas com base na adoção de práticas de responsabilidade socioambiental.

A sua empresa pode entrar nesse ciclo ao inovar em produtos e serviços que estejam relacionados ao emprego de recursos e insumos de maneira mais eficiente. Isso envolve, por exemplo, negócios voltados a:

  • Energias alternativas, como a solar e a eólica.
  • Reutilização de resíduos, como reciclagem e compostagem.
  • Reaproveitamento de água.
  • Construções inteligentes.

Economia colaborativa

Há uma onda consciente se ampliando no mercado. Em muitos casos, o consumismo tem ficado de fora da pauta econômica, dando espaço para o compartilhamento, e a isso tem se dado o nome de economia colaborativa.

Mais uma vez, a preocupação ambiental aparece como um dos principais motivadores de desenvolvimento de negócios. Isso quer dizer que agora é a hora de investir na troca de serviços e objetos para ter sucesso nos negócios.

Como o modelo de negócio é baseado no compartilhamento, a ideia é que os dois lados (quem oferece os serviços ou produtos e quem os usa) sejam beneficiados. E a sua empresa pode ajudar a mediar essa relação de troca.

Você pode, por exemplo, desenvolver aplicativos que ajudem pessoas com necessidades específicas a encontrar outras que tenham soluções para seus problemas, como:

  • Empréstimo de objetos diversos, como: furadeira, cortador de grama e até mesmo carro.
  • Troca de serviços.

Você pode, ainda, criar espaços compartilhados para que as pessoas:

  • Utilizem como escritório para trabalho, como os espaços de coworking.
  • Convivam com profissionais que exercem uma atividade semelhante, para troca de experiências, como os ateliês compartilhados.
  • Deixem os filhos enquanto utilizam outros espaços do local para trabalhar.
  • Vendam seus produtos.

Finanças

Fintechs são as queridinhas do momento. Sabe por quê? Porque elas oferecem serviços bancários, mas cobram bem menos que os bancos, e são extremamente eficientes, já que usam a melhor tecnologia para entregar resultados aos seus clientes.

Dessa maneira, elas têm tudo a ver com o que se espera de um negócio promissor hoje em dia: mudam o relacionamento das pessoas com o universo da economia ao melhorar a experiência do público com instituições bancárias e financeiras.

Aproveitando a agilidade dos negócios digitais, a sua empresa pode começar a atuar nesse ramo, para inovar nos serviços financeiros, muito conhecidos por sua burocracia. Veja algumas ideias de temas em que você pode investir e desenvolver negócios inovadores:

  • Crowdfunding.
  • Organização e planejamento financeiro.
  • E-commerce.
  • Bitcoins.

Atendimento ao cliente

Falar em tempo real com o seu cliente é a tendência de atendimento. Hoje não existe mais barreira para se relacionar com alguém. Com as redes sociais e os aplicativos de bate-papo, tudo o que basta é enviar uma mensagem instantânea.

Quando se trata do relacionamento com o cliente, as empresa precisam estar preparadas para responder os contatos rapidamente. A clientela quer tirar dúvidas, fazer reclamações enviar sugestões e, sobretudo, resolver problemas o mais rápido possível.

Hoje em dia, existem ferramentas para realizar essa tarefa. São os bots, programas de computador que simulam uma pessoa na conversação. A sua startup pode investir na criação desses programas e oferecer o produto para empresas, é sucesso na certa.

Alimentação alternativa

Nunca se falou tanto em saúde e bem-estar. Por isso, tem-se buscado cada vez mais produtos naturais. E essa é uma ótima oportunidade para você, que quer montar um negócio no ramo de alimentação. O que vai fazer a diferença em 2019 é oferecer produtos e serviços customizados, buscando atender as necessidades (e restrições) alimentares do seu público consumidor.

Assim, no segmento de alimentação alternativa, há algumas tendências em que investir, como os alimentos sem glúten e sem lactose. A procura por esse tipo de produto é tanta que em 2018 a maior taxa de crescimento entre os alimentos industrializados foi justamente a dos considerados saudáveis.

Outra aposta do setor são os orgânicos. Vivemos um momento de alerta contra os perigos do uso de agrotóxico e transgênicos na nossa alimentação. Por isso, quem oferecer produtos livres de veneno vai ser muito valorizado. Pesquisa da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário aponta que a produção orgânica nacional vem crescendo a cada ano, mas que a demanda ainda não está sendo suprida.

Cervejaria artesanal

O Brasil é um dos maiores consumidores de cerveja do mundo, e a média anual de litros consumidos por habitante cresce a cada ano. Uma pesquisa realizada pelo Ibope revelou que a cerveja é a bebida preferida de 2/3 dos brasileiros para comemorações.

Isso torna o mercado de cervejas um campo a ser explorado. Principalmente porque há uma busca enorme por sabores diferenciados, o que é encontrado nas cervejas artesanais. De acordo com o Sindicato Nacional da Indústria da Cerveja, espera-se que até o próximo ano existam mais de 350 cervejarias artesanais no país.

Food truck

No Brasil, o food truck já virou febre. É que muitos empresários viram nesses restaurantes sobre rodas uma chance de inovar no serviço de alimentação. As vantagens são o custo mais baixo que o de um estabelecimento físico e um contato mais próximo com o público.



No entanto, a moda pode ter deixado o mercado um pouco saturado. Mas é justamente aí que entra a sua criatividade para se dar bem nesse setor. Claro que uma boa análise de concorrência é indispensável, mas o mercado ainda tem espaço para quem sabe como inovar e está afinado com as necessidades dos clientes.

No seu novo food truck, você pode:

  • Criar um nicho turístico e oferecer comidas típicas da sua região.
  • Atender eventos festivos.
  • Inovar nas embalagens, para facilitar o manuseio da comida.
  • Atender um público com restrição alimentar, como os veganos e os celíacos.
  • Atender em um ponto fixo para fidelizar a clientela.

Serviços

Com a recuperação da economia brasileira e a inflação sob controle, além da estabilidade nas taxas de juros e câmbio, 2019 dá esperanças para quem quer empreender. É isso o que mostra o Relatório Negócios Promissores em 2019, elaborado pelo Sebrae.

Veja nesta página por que o setor de serviços é uma aposta para quem planeja investir no próprio negócio.

Não se esqueça de planejar

A abertura e o gerenciamento de um novo negócio exigem um conjunto de habilidades e conhecimentos, como entender o mercado, o público e planejar bem cada etapa. Uma boa administração considera, também, estratégias de marketing, um fluxo de caixa controlado e passa, ainda, por muita criatividade e inovação.

Para iniciar bem o seu novo negócio, nós criamos um roteiro para você seguir e, assim, facilitar o seu trabalho.

Ideias de negócio

O Sebrae fez diversos estudos sobre mais de 450 ideias de negócio, que dão uma
visão geral sobre cada negócio para apoio na tomada de decisão do futuro empresário. Conheça outras possibilidades empreendimento que você pode montar e tome a decisão sobre o negócio certo para você!

Cursos online

O conteúdo foi útil para você?

  • Sim
  • Não

Enviado com sucesso! Agradecemos sua ajuda.


Compartilhe: