CERTIFICAÇÃO DE ORIGEM

Organismos identificados nas ostras cultivadas no nordeste do Brasil

Fichas técnicas desenvolvidas para ajudar os produtores a identificar os principais organismos que podem ser vistos a olho nu na ostreicultura.

As fichas técnicas foram pensadas e criadas para serem usadas diretamente no campo, por produtores e técnicos extensionistas.

Elas apresentam os principais organismos que podem ser vistos a olho nu (sem o uso de lupa ou de microscópio), que podem prejudicar os  cultivos e que foram encontrados sobre ou dentro das conchas de ostras cultivadas em quatro estados do Nordeste (Sergipe, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do  Norte) durante o ano de 2015.

As fichas técnicas foram estruturadas na forma de temas como:

  • Quem é aquele organismo encontrado junto às ostras?
  • Ele pode ser consumido ou comercializado para algum outro fim?
  • Quais os prejuízos ele causa e qual é o grau de dificuldade para o seu controle?
  • Quais são as formas e como são os custos para se evitá-lo e para combatê-lo?
  • Qual é o grau de risco que ele apresenta à saúde do consumidor de ostras?

É preciso lembrar que manejar envolve trabalho, riscos e custos e, por isso mesmo, o manejo precisa ser otimizado. Por outro lado, sem um manejo adequado, as ostras infestadas por esses organismos, demorarão mais tempo para crescer, perderão valor de mercado e poderão até mesmo morrer.

Por isso, as fichas técnicas são um importante instrumento para auxiliar na orientação técnica e na tomada de decisões mais corretas para que se consiga produzir mais e melhor.

Baixe "Fichas técnicas ilustradas: organismos identificados nas ostras cultivadas no nordeste do Brasil" (em PDF).