CERTIFICAÇÃO DE ORIGEM

Rastreabilidade na ostreicultura

Entenda os conceitos, conheça os fundamentos e saiba quais são as recomendações técnicas para a produção de ostras no Brasil.

Rastreabilidade foi um conceito inicialmente desenvolvido para a área de engenharia industrial, como uma ferramenta para garantir a qualidade de produtos e da produção. Atualmente esse termo recebe uma série de definições próprias. E os produtores de ostras também podem se beneficiar implantando-a.

“As ostras sempre foram comercializadas assim. Por que mudar?”

Essa, possivelmente, será uma pergunta muito repetida pelos diferentes operadores da cadeia de produção e de distribuição de ostras cultivadas durante a discussão do processo de implantação do Sistema de Rastreabilidade de Ostras na Região Nordeste do Brasil.

Então, respondendo, de uma forma bastante simples e direta:

  • Porque a ciência e a tecnologia mudam a todo instante;
  • Porque a preocupação com a saúde pública mudou (ou, pelo menos, deveria ter mudado);
  • Porque o consumidor está mudando e tende e mudar muito mais, tornando-se mais exigente e consciente dos riscos alimentares e de  seus direitos;
  • Porque as empresas precisam ser cada vez mais eficientes e organizadas, qualquer que seja o setor onde estejam localizadas;
  • Porque a forma de se cultivar e comercializar ostras tem que mudar;
  • Porque a forma de distribuição de alimentos tem que mudar.  

Baixe "Rastreabilidade na ostreicultura: conceitos, fundamentos e recomendações técnicas" (em PDF).