Convênios do Sebrae com Governo Federal e Banco do Brasil vão ampliar acesso a financiamentos e simplificar gestão das empresas.

O Sebrae lançou no dia 18 de janeiro de 2017 o Empreender Mais Simples: menos burocracia, mais crédito, fruto de parcerias com o Governo Federal e o Banco do Brasil. O objetivo é reduzir a burocracia e orientar donos de pequenos negócios no acesso a financiamentos. Um total de R$ 8,2 bilhões será disponibilizado às micro e pequenas empresas nos próximos dois anos. Também serão investidos R$ 200 milhões no desenvolvimento e melhoria de dez sistemas informatizados para desburocratizar a gestão de empresas.  

“Queremos simplificar a vida dos empresários. Criar condições para que eles gastem menos tempo com as obrigações acessórias e mais com a gestão do negócio. Também vamos facilitar o acesso a crédito com orientação para não correrem riscos com a inadimplência. São iniciativas para aumentar a geração de trabalho e renda no país por meio do empreendedorismo”, enfatiza o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos. 

De acordo com a pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM), no ano passado, o Brasil atingiu a maior taxa de empreendedorismo de sua história. De cada dez brasileiros adultos, quatro já possuíam ou estavam envolvidos com a criação de uma empresa. Entretanto, apesar da cultura empreendedora, a burocracia ainda continua sendo um entrave para o desenvolvimento das micro e pequenas empresas. De acordo com a pesquisa do Banco Mundial “Doing Business”, o empresário brasileiro gasta 2.600 horas, ou seja, 108 dias, para calcular e pagar impostos e contribuições. 

Os sistemas informatizados, que em dois anos estarão concluídos, servirão para promover um ambiente de negócio com mais agilidade e menos burocracia. As primeiras entregas já acontecem em fevereiro de 2017. Além disso, os convênios também permitirão a produção de diagnósticos para detectar a necessidade de obtenção de crédito pelas empresas de pequeno porte. A parceria também visa ao acompanhamento de empreendedores que já obtiveram empréstimo, mas apresentam sinais de dificuldade para se manter em dia com o pagamento das parcelas. 

De acordo com pesquisa do Sebrae, 83% dos donos de pequenos negócios não recorreram a crédito no último ano e 19% dos empreendedores que já buscaram as instituições financeiras para obter financiamento, em algum momento da vida empresarial, tiveram o pedido de empréstimo negado. O estudo aponta ainda para o aumento da inadimplência, que passou de 3,4 para 8% entre 2012 e 2016.

Conheça os convênios

Fonte: Sebrae Nacional - 15/03/2017