Entenda como o Sebrae atua para melhorar as finanças da sua empresa

A adequada gestão financeira e o uso consciente do crédito são elementos chaves para o sucesso de um negócio. O Sebrae busca as melhores alternativas para atender de forma eficaz os pequenos negócios, por meio da disseminação de conhecimento e da articulação de parcerias com instituições financeiras, com o intuito de promover e facilitar o acesso a crédito, serviços financeiros e capital empreendedor.

Por meio da aquisição de conhecimento com os materiais e conteúdos de orientação técnica, cursos, seminários e consultorias o empresário de um pequeno negócio aprimora a gestão financeira da sua empresa, tornando-a sustentável economicamente.

A melhoria do ambiente de negócios é outro objetivo perseguido pelo Sebrae. Para isso são firmadas parcerias e realizados projetos com diversas instituições que compõem o Sistema Financeiro Nacional: o próprio Banco Central, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), bancos públicos, bancos privados, cooperativas de crédito, instituições de microcrédito, entre outras.

Participando dos projetos do Sebrae e/ou utilizando seus produtos e soluções o empreendedor obtém diversos benefícios, entre eles: acesso mais fácil a linhas de crédito, auxilio na tomada de decisão , analises e diagnósticos sobre a saúde financeira da empresa, acesso a taxas de juros menores, garantias complementares, redução de custos nas operações de empréstimo e financiamento.

Acesso a crédito

A estratégia de acesso a crédito do Sebrae possui como objetivo desenvolver e implementar, em parceria com instituições financeiras, processos voltados para a melhoria das condições de acesso a crédito no Brasil, com foco na redução das taxas cobradas, e fornecimento de garantias aos pequenos negócios.

Sua atuação abrange o atendimento com foco no uso de metodologias de orientação para o crédito, cujo objetivo é identificar, por um lado, a origem das necessidades financeiras para melhor orientar o acesso sustentável ao crédito, e por outro, a partir de uma avaliação completa da gestão do empreendimento, alternativas para o seu crescimento. De maneira complementar o acompanhamento pós-crédito dos pequenos negócios procura manter sua saúde financeira e a sustentabilidade da operação realizada, reduzindo seus riscos junto ao sistema financeiro.

Metodologias de aproximação entre pequenos negócios e instituições financeiras, produtos para reduzir a assimetria de informação, e novas abordagens para reduzir o custo do acesso ao crédito são as principais frentes de atuação desta estratégia.

Ao integrar a avaliação da necessidade de crédito da empresa, sua preparação para a negociação junto à instituição financeira, a oferta de garantias, e o acompanhamento pós-crédito, o Sebrae entrega uma trilha completa de atendimento e acompanhamento em prol da melhoria do ambiente de acesso a crédito dos pequenos negócios brasileiros.

Cooperativismo Financeiro

Uma cooperativa de crédito ou cooperativa financeira é uma associação de pessoas, sem fins lucrativos destinada a propiciar crédito e produtos financeiros exclusivamente a seus associados. É regulada e supervisionada pelo Banco Central, embora possua algumas características que a diferem dos bancos tradicionais.

O Sistema Sebrae atua na temática cooperativismo de crédito há mais de uma década, em duas vertentes principais de atuação:

a) Melhorar a compreensão das cooperativas financeiras sobre o perfil dos pequenos negócios, suas características e necessidades de forma a contribuir para o desenvolvimento de produtos e serviços financeiros mais adequados a este público e o fortalecimento da sua relação comercial com as cooperativas;

b) Melhorar a capacidade de gestão financeira dos pequenos negócios associados e/ou daqueles com potencial de associação às cooperativas, visando o uso consciente do crédito e a redução da inadimplência.

Saiba mais 

Capital empreendedor

Capital empreendedor é todo investimento que tem como objetivo viabilizar o desenvolvimento de empresas e projetos de alto potencial de crescimento. O maior benefício dessa modalidade de investimento, contudo, está no acompanhamento de um gestor profissional junto à empresa investida. Essa atuação mais próxima permite uma nova visão sobre produtividade, gestão e resultados.

O Sebrae criou o Projeto Capital Empreendedor em 2016, com o propósito de atuar em várias frentes de apoio a empreendedores e pequenos negócios de alto potencial de crescimento, desde a difusão de tecnologias básicas, passando pelo apoio à criação e estruturação de startups e, principalmente, a conexão entre investidores e empreendedores de empresas com potencial de serem investidas.

Entenda melhor o conceito de capital empreendedor acessando a página sobre o tema. Você encontrará cartilhas que tratam sobre os tipos de investimento e os vídeos “Capital Empreendedor” e “Papo de especialista – Capte investidores para sua empresa”.

Garantias

O Sebrae disponibiliza dois mecanismos de garantia complementar para os pequenos negócios, o Fundo de Aval para a Micro e Pequena Empresa (Fampe) e as Sociedades Garantidoras de Crédito.

  • Garantias Fampe 

O Fundo de Aval para os Pequenos Negócios – FAMPE é uma solução que objetiva disponibilizar garantias complementares a financiamentos de pequenos negócios, por intermédio de Instituições Financeiras conveniadas ao Sebrae, o que contribui para a melhoria do ambiente de acesso a crédito no país.

A disponibilização do FAMPE vem ao encontro de um dos principais problemas enfrentados por pequenos negócios formalizados na busca pelo acesso financiamento bancário que é a falta de garantias reais de credito.

O FAMPE pode garantir até 80% de um financiamento bancário, de acordo com o porte empresarial e a modalidade de crédito. Com isso, o pequeno empresário conta com a vantagem de acessar crédito em melhores condições de financiamento, com o benefício de ampliar seu negócio, o que na prática torna o Sebrae um avalista da empresa.

Se a expansão de seu empreendimento formalizado depende de garantias complementares de crédito, conheça mais sobre as condições, coberturas e como ter acesso ao FAMPE.

  • Garantidoras de Crédito

As Sociedades Garantidoras de Crédito (SGC) são entidades de caráter privado que tem como objetivo  complementar as garantias exigidas (aval ou fiança) dos pequenos negócios nas operações de crédito junto ao sistema financeiro.  São formadas por empresas, geralmente com o apoio de entidades representativas de classe, poder público e outros apoiadores locais.

O projeto do Sebrae de apoio às SGCs existe desde 2008, com atuação em duas modalidades: a) apoio técnico para constituição e gestão das SGC; b) aporte ao Fundo de Risco Local (FRL) que permite lastrear as garantias emitidas para as instituições financeiras conveniadas.

As ações do projeto resultaram na criação de uma Rede de SGC composta por mais de 15 instituições que já beneficiaram mais de 8.000 empresas com garantias complementares em suas operações de crédito.

Visite o portal das sociedades garantidoras de crédito e verifique se existe uma perto de você.

Fonte: Sebrae Nacional