GESTÃO DO CONHECIMENTO

STEP BY STEP

Conheça o passo a passo da validação da sua Empresa

Como validar sua empresa

Em 1990, a banda pop New Kids on the Block [novas crianças na vizinhança] estourava nas paradas de sucesso com a música Step by Step [passo a passo]. Para ‘estourar nas paradas’, uma Majors [grande gravadora], fazia um esforço de marketing musical milionário para comercializar o ‘produto’ e transformá-lo em sucesso. Na atualidade o que impera é o modelo de negócio digital, com o acesso em diversos tipos de canais de streaming [transmissão], que além de ganhos em receita, são responsáveis por apresentar novas opções de promoção, popularização e logística de distribuição.

O mundo mudou e continua mudando, rapidamente... Apareceram “novas crianças na vizinhança”: as STARTUPs [empresas ágeis, enxutas e escaláveis e que resolvem problemas reais]. O grande investimento em densos planejamentos para fazer com que o cliente vá às compras, como o das gravadoras, requer esforços exaustivos, que às vezes acabam em frustrações e com a poupança de uma vida inteira. As Startups trabalham com o planejamento realizado Step by Step, e que cada passo seja testado antes de ser implementado.

Cada ideia de uma startup para inovar um produto, um serviço ou processo, é uma hipótese que pode ou não ser aceita pelo mercado e como tal deve ser testada, ou na linguagem empresarial, validada.

A cada passo, a validação de uma ideia de uma startup, busca “ouvir” do mercado aquilo que ele quer, sem interpretar pela paixão, através de uma métrica [resultados concretos e mensuráveis] estabelecida com base em números ou porcentagens que sejam sustentáveis para a empresa crescer seu Market Share [fatia de mercado].

Se a validação for positiva, dentro da métrica estabelecida, então uma nova hipótese deve ser testada, e se validada, testa-se uma nova hipótese... e assim por diante, passo a passo, até o projeto ser validado como um todo. Mas se for negativa, ou fora da métrica estabelecida, então o empreendedor deve pivotar [mudar de rumo], nesse caso, sem desperdícios de tempo e dinheiro. Mas não deve desistir ou desanimar e sim testar outras e/ou novas hipóteses, da mesma forma.

Validação, independente de ser positiva ou negativa, pode trazer inúmeras possibilidades mais interessantes que ainda não haviam sido pensadas ou planejadas na ideia original, levar o empreendedor para um caminho menos arriscado e mais escalável [crescimento rápido], pode evitar um fracasso desastroso que inviabilize novas tentativas por causa de grandes perdas. O fracasso deve ser somente um trampolim para o aprendizado, e nunca uma plataforma para impossibilidades.

E validar possui um passo a passo simples, mas que deve ser perseguido com determinação, como as sugestões que se apresentam a seguir:

Um step interessante é realizar ações Out [fora] do ambiente digital, onde o contato físico se faz eficiente para os testes, principalmente quando a hipótese a ser validada é o problema da sociedade que a Startup busca resolver. Esse contato não deve ser feito através de um questionário estruturado, mas de um bate papo de onde saia naturalmente todas as informações necessárias a validação, sem direcionamentos e induções por parte da Startup.  

Outro step que deve ser considerado é a busca de informações via facebook e demais redes sociais, onde a Startup pode validar ideias simples para um número maior de pessoas.

Mais um step importante é a aposta em uma landing page [página de destino], que apresenta o projeto na teoria pela primeira vez ao mercado buscando gerar leads [consumidor conhecido que demonstra interesse em consumir o seu produto ou serviço]. Das primeiras manifestações dos leads, surgirão hipóteses para testes e métricas para validações posteriores.

Um próximo step que a startup deve pensar é a criação do MVP, que significa Minimum Viable Product, ou em português ‘Produto Minimamente Viável’. É um conjunto de testes feitos para validar o projeto através de um Mockup [protótipo] onde o empreendedor vai oferecer o mínimo de funcionalidades em uma versão enxuta, mas suficiente para resolver o problema para o qual foi desenvolvido. Serve para conhecer na prática a reação do mercado, a compreensão do cliente sobre seu produto/serviço e se ele, de fato, é interessante na vida real.

Validar todas as hipóteses passo a passo no mercado é primordial, achar que sabe o que as pessoas desejam é arriscado! O empreendedor deve sempre deixar o mercado falar. Saber o querer do lead é validar a viabilidade do projeto.

Testar cada hipótese poderia fazer ou não uma música como step by step da banda pop New Kids on the Block ‘estourar nas paradas’, como poderia ou não fazer as gravadoras, mas uma coisa é certa, isso poderia acontecer com infinitamente menor investimento de dinheiro e tempo.

 

Para saber mais, procure o Sebrae Lab. 68.3216.2222

 

Jorge Mazer, analista técnico do Sebrae Lab

O conteúdo foi útil para você?

  • Sim
  • Não

Enviado com sucesso! Agradecemos sua ajuda.


Compartilhe: