rodada de negócios

Rodada de Negócios Indígenas

R$ 200 mil em negócios para artesãos indígenas do Alto Rio Negro e outras localidades

Rodada de Negócios
  • Sobre o evento

O município de São Gabriel da Cachoeira (localizado a cerca de 860 quilômetros de Manaus) vai sediar, nesta sexta-feira (30) e sábado (31), mais uma edição da Rodada de Negócios de Artesanato Indígena do Amazonas.

Promovido pelo Sebrae no Amazonas, o evento tem por objetivo projetar o artesanato local em mercados fora do Estado, especialmente nas regiões Sudeste, Sul e Nordeste do Brasil. Para isso, o Sebrae/AM está subsidiando a ida de 12 empresários, proprietários de lojas de médio e grande porte do segmento de artesanato para que conheçam e negociem a compra de peças artesanais diretamente com os fabricantes, isto é, com os indígenas, eliminando a figura do atravessador e ao mesmo tempo garantindo a originalidade dos produtos.

E, em parceria com instituições ligadas à causa indígena, o Sebrae/AM, por meio do projeto Brasil Original, também subsidia a participação no evento de cerca de 100 artesãos de 25 etnias, entre as quaisbaniwa, kuripaco, tariano, tukano, dessana, tikuna, saterémawé, entre outras.De acordo com a gestora do projeto Brasil Original, analista técnica do Sebrae/AM, Lílian Simões, desde o início deste mês os artesãos estão produzindo peças artesanais para que no dia da Rodada de Negócios possam realizar boas vendas e estabelecer parcerias comerciais permanente com os empresários.

“Nós, do Sebrae, através do projeto Brasil Original, buscamos preparar o artesão para atuar não apenas como um produtor de artesanato, mas como um empreendedor. A Rodada de Negócios é a oportunidade para esse indígena colocar em prática o que ensinamos”, afirma a gestora. Para ela, iniciativa como essa fomentam o empreendedorismo social e promovem o empoderamento das unidades produtivas nas comunidades indígenas. 

Ainda de acordo com Lílian Simões, o projeto Brasil Original atende, no Amazonas, cerca de 200 artesãos indígenas, que recebem treinamento em modernas técnicas de fabricação e acabamento, design, inovação, empreendedorismo, negociação, orientação para financiamento, atendimento e vendas, participação em feiras, entre outras atividades.

A Rodada de Negócios deverá resultar em um montante de R$ 200 mil em vendas para os artesãos, segundo enfatiza Lílian Simões. Ela revela que essa estimativa tem por base os resultados da primeira edição da Rodada de Negócios, que ocorreu no mês março deste ano, no município de Benjamin Constant (a 1.120 quilômetros de Manaus). Naquela ocasião, o faturamento total dos indígenas com vendas superou a expectativa inicial, que era de R$ 160 mil.

Sobre o evento
  • Rodada de Negócios
  • Empreendedorismo

A Rodada de Negócios vai ocorrer no ginásio do Colégio São Gabriel, a partir das 14h do dia 30 e continua pela manhã no dia 31. Em formato de Feira, cada etnia terá um estande de exposição no qual deverá exibir seus produtos ao público visitante. Os empresários visitantes deverão circular livremente pelo evento, observando os produtos, conversando com os indígenase negociando as peças diretamente com eles.

Espera-se a exposição de centenas e peças, entre as quais cestarias, bijuterias, vasos, cerâmica indígena, artigos de decoração, objetos de cultura indígena voltados para caça e guerra (lanças, arcos e flechas, zarabatanas, máscaras). Todas as peças possuem manuseios e técnicas característicos de cada etnia, aumentando a percepção de valor dos produtos em função da originalidade e do conhecimento tradicional indígena embutido na peça.     

A Rodada de Negócio conta com a parceria da Prefeitura de São Gabriel da Cachoeira, da Fundação Nacional do Índio (Funai), da Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro (FOIRN), do Instituto Socioambiental (ISA) e do Governo do Estado por meio da Fundação Estadual do Índio (FEI).

Empreendedorismo
  • Sobre o evento
  • Serviço

Aproveitando as oportunidades de negócios da Rodada de Negócios, a Associação dos Artesãos Indígenas de São Gabriel da Cachoeira (ASSAI) lança, nesta sexta-feira (30), o site assai.sgc.am por meio do qual a entidade vai ofertar seus produtos ao mundo inteiro através da internet. A plataforma vai apresentar as peças produzidas pelos membros da Associação, incluindo o descritivo do produto, a etnia de origem e o preço.

De acordo com a presidente da ASSAI, Janete Martins, da etnia tariano, o site foi uma ideia nascida durante reuniões de lideranças e como resultados das capacitações do Sebrae/AM. “A gente sabe que estamos numa localidade muito distante dos grandes centros comerciais. Então o site vai ser uma forma de fazer com que todos conheçam nosso artesanato e possam comprar mais”, explica.São Gabriel da Cachoeira é um município do Amazonas localizado no extremo Noroeste do País, na tríplice fronteira Brasil-Colômbia-Venezuela. Com cerca de 45 mil habitantes, sendo quase 90% composto de indígenas, o município tem como língua oficial não apenas o português, mas os idiomas indígenas nheengatu, tucano e baníua.

Segundo a gestora do projeto Brasil Original, Lílian Simões, o grupo de artesãos da ASSAI recebe apoio do Sebrae/AM desde de 2013.

Serviço
  • Empreendedorismo

O que: Rodada de Negócios de Artesanato Indígena do Amazonas

Quando: 30 e 31 de agosto de 2019

Onde: São Gabriel da Cachoeira – ginásio do Colégio São Gabriel

Entrada: grátis 

Hora: das 14h às 18h do dia 30. E das 8h às 13h do dia 31.

O conteúdo foi útil para você?

  • Sim
  • Não

Enviado com sucesso! Agradecemos sua ajuda.


Compartilhe: