ATITUDE EMPREENDEDORA

Atendimento no Sebrae no DF

Conheça nossos canais de atendimento

Central de Atendimento Telefônico - 0800 570 0800
Pelo 0800 570 0800, por meio de ligação gratuita, a partir de e telefone fixo ou celular, é possível obter informações básicas sobre todas as formas de atendimento especializado do Sebrae no DF. Também se podem fazer inscrições para qualquer ação gratuita, como cursos, palestras, workshops e outras – as inscrições para ações com custo são feitas por meio da internet, neste portal.

Fale com o Especialista
Trata-se de um canal na web, com atendimento via chat ou por e-mail, com orientação direta dada por um especialista do Sebrae no DF, em um processo informativo mais avançado que o oferecido pelo 0800 570 0800. Oferecem-se respostas sobre questões legais, de abertura e melhoria do negócio, de gestão, de acesso a mercados e outras pertinentes aos pequenos negócios. Via chat, o canal funciona de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 17h30. Por e-mail, o internauta envia suas dúvidas e perguntas, cujas respostas são dadas em até 48 horas. Clique aqui para acessar.

Central de Atendimento - Sede


Na Central de Atendimento da sede, no SIA, em Brasília, são atendidos clientes que procuram o Sebrae espontaneamente, sem necessidade de agendamento. Lá, eles encontram diversos especialistas em pequenos negócios para orientação técnica sobre qualquer setor da indústria, do comércio e dos serviços – sejam micro ou pequenas empresas. Também são atendidos microempreendedores individuais (MEI) e pessoas que queiram abrir seus negócios. Além disso, o local tem salas, auditório e todo tipo de equipamento para oferecer cursos, seminários, workshops, palestras e outras ações implementadas pelo Sebrae para seu público. Fica no SIA, Trecho 3, Lote 1.580, telefone 3362-1600.

Central de Atendimento - Asa Norte
Na Central de Atendimento 515 Norte, na Asa Norte, em Brasília, são atendidos clientes que procuram o Sebrae espontaneamente, sem necessidade de agendamento. Lá, eles encontram orientação técnica sobre qualquer setor da indústria, do comércio e dos serviços – sejam micro ou pequenas empresas. Também são atendidos microempreendedores individuais (MEI) e pessoas que queiram abrir seus negócios. Além disso, o local tem três salas para treinamentos e capacitação. Fica na 515 Norte, Bloco C, telefone 3348-7795/7791.

Central de Atendimento - L2 Sul
Na Central de Atendimento L2 Sul, na Asa Sul, em Brasília, são atendidos clientes que procuram o Sebrae espontaneamente, sem necessidade de agendamento. Lá, eles encontram orientação técnica sobre qualquer setor da indústria, do comércio e dos serviços – sejam micro ou pequenas empresas. Também são atendidos microempreendedores individuais (MEI) e pessoas que queiram abrir seus negócios. Fica na SGAS Avenida L2 Sul, 604/605, Módulos 30/31, Asa Sul, telefone 3348-7128/7131.

Atendimento Itinerante


Em cinco unidades móveis (dois ônibus e três carros), o Sebrae no DF atende o público de forma descentralizada, em seus locais de moradia ou de trabalho, nas diversas Regiões Administrativas (RAs). Esse atendimento ambulante é oferecido aos clientes que procuram o Sebrae espontaneamente, sem necessidade de agendamento. Nas unidades móveis, há orientação técnica sobre qualquer setor da indústria, do comércio e dos serviços, para micro e pequenas empresas, microempreendedores individuais (MEI) e pessoas que querem abrir seus negócios. Para saber onde estão as unidades móveis, clique aqui.

Redes Sociais
O Sebrae no DF tem presença intensa nas redes sociais. Por meio delas, é possível conhecer produtos e serviços, ter informações variadas sobre empreendedorismo e a atuação de empresas do DF, entre elas, potenciais parceiros, fornecedores ou compradores para o seu negócio. As redes sociais do Sebrae no DF também oferecem atendimento qualificado, promovendo ambientes colaborativos, de relacionamento entre clientes, e disseminando ideias e opiniões que podem apoiar o desenvolvimento empreendedor.

O Sebrae no DF está presente nas redes sociais que se destacam pelo volume de usuários que alcançaram e pela importância na qualidade de meios de comunicação que viabilizam a formação de opinião de diversos públicos.

Conheça as páginas do Sebrae no DF nas redes.  

Twitter
Facebook
YouTube
Instagram

Agentes de Orientação Empresarial (AOE)


O Programa Negócio a Negócio é uma estratégia de orientação empresarial de gestão caracterizada, essencialmente, pela visita de um Agente de Orientação Empresarial (AOE) à sede do empreendimento, não havendo necessidade de que o empresário tenha a iniciativa de buscar o Sebrae no DF ou de se deslocar até um de seus pontos de atendimento. O objetivo do programa é promover melhorias no empreendimento por meio de orientação presencial, continuada, gratuita e customizada, bem como iniciar o relacionamento com clientes que tradicionalmente não procuram o Sebrae. Por outro lado, por meio desse atendimento, é possível, ao Sebrae, a elaboração de um panorama da situação das microempresas e empreendedores individuais em todo o País.

O trabalho dos AOE traz uma inovação importante, que é o atendimento porta a porta, em que o Sebrae vai até a empresa. A principal estratégia do programa é o atendimento em larga escala dos microempreendedores individuais e das microempresas e, em 2017, também das empresas de pequeno porte (EPP), oferecendo a implantação de práticas de gestão. Inicialmente, são feitas duas visitas presenciais gratuitas no empreendimento. Dependendo do interesse e da maturidade alcançada, com a aplicação das soluções indicadas, seguindo a estratégia elaborada pelo Sebrae no DF, esse ciclo poderá ser aplicado nos anos seguintes.

Na primeira visita, o AOE faz um diagnóstico do empreendimento, a partir do preenchimento d um formulário de avaliação, feito com base nas evidências percebidas durante a visita e nos relatos do empreendedor. Este diagnóstico deverá contemplar os seguintes temas: mercado, operação e finanças. Na segunda visita, o AOE entregará o relatório 1 (R1) com sugestões de soluções Sebrae ao empreendedor atendido, fazendo o posterior acompanhamento da implementação das sugestões.

Agentes Locais de Inovação (ALI)


O Programa Agentes Locais de Inovação (ALI) é um acordo de cooperação técnica entre o CNPq e o Sebrae, com o objetivo de promover a prática continuada de ações de inovação nas empresas de pequeno porte, por meio de orientação proativa, gratuita e personalizada. Essa orientação é realizada por agentes, bolsistas do CNPq, selecionados e capacitados pelo Sebrae, para acompanhar um conjunto de empresas.

O programa tem abrangência nacional e está consolidado como estratégia de competitividade e diferencial competitivo para as empresas de pequeno porte. Os Agentes Locais de Inovação (ALI) visitam os empreendimentos, apresentam soluções e oferecem respostas às demandas do negócio. As mudanças geram impacto direto na gestão empresarial, na melhoria de produtos e processos e na identificação de novos nichos de mercado para os seus produtos.

Leia mais

Salas do Empreendedor


A Sala do Empreendedor é um espaço físico dentro de cada Regional Administrativa do DF, que, em parceria com instituições locais e o Sebrae no DF, oferece uma gama de serviços para desburocratização e fomento do empreendedorismo local. Por meio da Sala do Empreendedor, a Administração Regional oferece um espaço de atendimento empresarial sobre temas como abertura de empresas, legislação, licitações e gestão, entre outros. O Sebrae DF estimula e apoia a iniciativa de se criar esse instrumento de desenvolvimento social e econômico local. O atendimento na Sala do Empreendedor é realizado, geralmente, pelos Agentes de Desenvolvimento Territorial (ADTs). Hoje, existem Salas do Empreendedor nas seguintes Regiões Administrativas: Gama, Brazlândia, Planaltina, Paranoá, Recanto das Emas, Lago Norte, Cidade Estrutural, Itapoã, Sobradinho II, Santa Maria, São Sebastião e Varjão.

A Sala do Empreendedor é de responsabilidade da Região Administrativa, com auxílio da Diretoria de Desenvolvimento Econômico (DIDEC) e dos Agentes de Desenvolvimento Territorial (ADT), nomeados, garantir a implementação da Lei Geral no Distrito Federal e o desenvolvimento de micro e pequenas empresas e empreendedores individuais em suas áreas de atuação. O espaço terá representantes de todas as secretarias e setores da Administração Regional na medida dos serviços prestados, além de pessoal técnico oriundo de parcerias com outras instituições públicas ou privadas. Para seu pleno funcionamento, a Sala do Empreendedor deverá ter infraestrutura física de, no mínimo, mesa, cadeira, impressora, computador com acesso à internet. O Sebrae no DF também disponibiliza, na Sala do Empreendedor, material informativo para distribuição aos empresários.

O Agente de Desenvolvimento Territorial (ADT) foi criado para auxiliar nos processos de implementação e continuidade dos programas e projetos contidos na Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas. No entanto, o papel dele e sua influência positiva vão além das atividades relativas à Lei Geral. A expectativa é a de que ele desempenhe papel importante de coordenação e continuidade das atividades para o desenvolvimento sustentável de sua Região Administrativa, juntamente com o poder público distrital e as lideranças do setor privado local.

Dentro da Sala do Empreendedor, o ADT tem a responsabilidade de incentivar a legalização de negócios informais que se enquadrem nos requisitos estabelecidos pela Lei Complementar 123/06, também conhecida como Lei Geral da Micro e Pequena Empresa; facilitar a abertura de novas empresas; regularizar atividades informais; e oferecer serviços aos microempreendedores individuais. Lá, os agentes prestam serviços como os seguintes:
• disponibilizar aos empresários informações necessárias para a emissão de alvará de funcionamento, mantendo-as atualizadas nos meios eletrônicos de comunicação oficiais;
• orientar sobre a regularização do registro e funcionamento, além da situação fiscal e tributária das empresas;
• analisar os expedientes necessários para viabilizar a implantação de empreendimentos;
• atender os microempreendedores individuais, às microempresas e às empresas de pequeno porte;
• auxiliar e orientar todo contribuinte sobre benefícios, facilidades e respectiva legislação para abertura, desenvolvimento e encerramento de empresas e empreendimentos no DF;
• auxiliar, por meio de parceria com agentes financeiros, a fomentação do empreendedorismo local por meio da obtenção de credito/microcrédito;
• executar outros serviços que fomentem empreendimentos locais.

A capacitação dos Agentes de Desenvolvimento Territorial (ADTs) é realizada com o apoio do Sebrae DF e da Secretaria de Estado de Economia e Desenvolvimento Sustentável (SEDES). Em 2016, foram capacitados 60 ADTs, que receberam formação para:
• viabilizar a desburocratização aos pequenos empresários;
• implementar da Lei Distrital nº 4.611/2011, que diz respeito às compras públicas;
• integrar as secretarias de governo e os serviços das administrações nas atividades de cada região relativas ao desenvolvimento dos empreendedores individuais e pequenos empresários;
• aderir ao Programa de Implementação da Lei Geral das MPEs formalizado pelo Sebrae.
Será obrigatório para os ADTs ter capacitação básica no Curso de Agentes de Desenvolvimento e no Curso de Formalização do Empreendedor Individual, promovido pelo Sebrae no DF.
Nas Salas do Empreendedor, há atendimento para:
• pessoas interessadas em abrir empresa;
• microempreendedor individual, visando à orientação e aos serviços, inclusive com acesso ao Portal do Empreendedor para seu registro e legalização;
• microempresas;
• empresas de pequeno porte.

Para receber o atendimento na sala do empreendedor não é necessário levar documentos. No entanto, quem deseja formalizar-se como microempreendedor individual deve levar documentos de identidade; CPF; número do título de eleitor ou, caso já tenha entregue o Imposto de Renda Pessoa Fisica, o número do recibo de entrega à Receita Federal; endereços residencial e de onde será aberta.

Totens do Sebrae no DF


O Sebrae disponibiliza, em 42 pontos do DF, totens com informações destinadas aos seus clientes. Os equipamentos contam com dados sobre cursos e eventos, orientações e ideias para abrir um negócio e endereços de postos de atendimento. Todas as informações pesquisadas podem ainda ser enviadas para o e-mail do usuário.

Também é possível, por meio dos totens, emitir Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS) para microempreendedores individuais (MEI). Para isso, basta informar o número de Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), com o mês que se pretende pagar.

Veja onde encontrar os totens do Sebrae no DF. 

1 Adm. Regional Águas Claras
Rua Manacá Lote 02 Bloco 01

2 Adm. Regional Gama
Área Especial s/nº Setor Central do Gama

3 Adm. Regional Itapoã
Quadra 378, Conj.A - A/E nº1, Lote 04 - Fazenda Itapoã

4 Adm. Regional Lago Sul
SHIS QI 11 Área Especial 01

5 Adm. Regional Parkway
Av. Contorno Área Especial 14 Lote 15

6 Adm. Regional Planaltina
Via WL 02 - Setor Administrativo

7 Adm. Regional Recanto das Emas
Av. Vargem da Bênção, Chácara 03

8 Adm. Regional Samambaia
Quadra 302, Conj.13 Lote 05 - Centro Urbano

9 Adm. Regional Santa Maria
Av. Alagados QC 01 A/E - Lote B

10 Adm. Regional São Sebastião
Quadra 101 Conj.08 A/E s/nº - Resid. Oeste

11 Adm. Regional SCIA
Área Especial 05 - Setor Central - Estrutural

12 Adm. Regional SIA
SIA Trecho 08 Lote 125/135

13 Adm. Regional Varjão
Quadra 04 Conj. B Lote 04

14 CEASA
SIA Trecho 10 Lote 05

15 Junta Comercial
SAS Qd.02 Lote 1/A

16 UniCEUB – Asa Norte (Bloco 1)
SEPN 707/907 – Campus do UniCEUB

17 UniCEUB – Asa Norte (Bloco 2)
SEPN 707/907 – Campus do UniCEUB

18 UniCEUB – Taguatinga
St. D Sul QSA CL - Taguatinga

19 UnB - Biblioteca
Campus Universitário Darcy Ribeiro - Biblioteca Central

20 UNOPAR
SRTVN Ed. Radio Center - Asa Norte

 

Ouvidoria

A Ouvidoria do Sebrae no DF é um canal de comunicação entre o cliente e o instituição que recebe as manifestações (pessoalmente, por carta, fax, telefone, internet e caixas coletoras), as encaminha para as unidades responsáveis, acompanha a busca de soluções e responde ao usuário dentro de um prazo previamente estabelecido. A Ouvidoria deve funcionar como última instância da instituição, só sendo objeto de apreciação da Ouvidoria assuntos tratados inicialmente em outras instâncias, cujas possibilidades de atuação estão esgotadas.

Assim, a Ouvidoria recebe, analisa e trata as manifestações relacionadas ao Sebrae no DF oriunda de pessoa, física ou jurídica, interessada ou usuária dos serviços prestados pelos Sebrae. Essas manifestações podem ser representadas na forma sugestões, elogios, críticas, reclamações e denúncias. Ela mantém, em suas ações, os seguintes princípios:
• Integridade, transparência e imparcialidade;
• Autonomia para a apuração das ocorrências recebidas e analisadas, e independência para a atuação na busca da solução das ocorrências;
• O compromisso de atuar com cortesia e respeito, afastando-se de qualquer discriminação;
• O compromisso de resguardar o sigilo das informações a que tiver acesso.

Para isso, a Ouvidoria do Sebrae no DF tem a seguinte rotina:
• Verificar os canais diariamente;
• Acolher, analisar e dar tratamento às manifestações;
• Monitorar e verificar o andamento das manifestações até sua conclusão, informando as respostas internas e externas necessárias para o conhecimento dos manifestantes;
• Disponibilizar ao manifestante as informações sobre as medidas tomadas com relação ao caso notificado à Ouvidoria;
• Propor medidas e soluções que melhorem o desempenho e a qualidade dos serviços prestados.

As manifestações recebidas pela Ouvidoria do Sebrae no DF sãop classificadas em cinco tipos.
• Sugestões – Sugeridas por clientes ou não clientes, as sugestões são acolhidas pelo Sebrae com o objetivo de elevar a qualidade dos seus serviços ou melhorar processos e procedimentos que beneficiem os clientes.
• Elogios – São feitos como reconhecimento da qualidade dos serviços e do atendimento prestado. Os clientes manifestam sua satisfação com os colaboradores ou as unidades que prestaram o serviço e com o Sebrae. Referência de agrado ou louvor em relação ao atendimento recebido ou a situações observadas ou vivenciadas;
• Reclamações – Ocorrem quando o cliente expressa sua insatisfação com as soluções e os serviços prestados pelo Sebrae no DF. São queixas, manifestações de desagrado e protestos;
• Críticas – Expressam a opinião dos clientes ou não clientes em relação à instituição ou aos produtos do Sebrae no DF;
• Denúncias – São as manifestações que requerem apuração e providências para coibir atos que representem riscos para a instituição, para os colaboradores, para os clientes e para demais partes interessadas. São tratadas pela Comissão de Ética.

Recebe e analisa o conteúdo de todas as manifestações. Em seguida, os encaminha para a área responsável pelo tratamento, acompanhando as providências tomadas e o prazo das respostas que retornam ao cliente. Os prazos são normalmente de 10 dias úteis, para reclamações, críticas e sugestões; e de até 40 dias úteis para tratamento das denúncias.

É possível encaminhar sugestões, elogios, criticas, reclamações e denúncias à Ouvidoria do Sebrae no DF sem se identificar. Porém, isso impossibilita um retorno sobre o tratamento dado à questão ao manifestante ou o parecer da unidade envolvida. Caso o demandante queira fazê-lo, a Ouvidoria assegura o direito à confidencialidade, resguardando o sigilo sobre sua identidade, como questão de princípio. Mesmo sem identificação, a Ouvidoria acolhe e verifica a ocorrência.

As manifestações podem ser enviadas pelos seguintes canais:
• Portal do Sebrae no DF (www.df.sebrae.com.br), clicando no link Fale Conosco – Ouvidoria;
• Portal do Sebrae Nacional (www.sebrae.com.br), clicando no link Ouvidoria;
• E-mail ouvidoria@df.sebrae.com.br;
• Central de Relacionamento (0800 570 0800);
• Pessoalmente, na sede o Sebrae no DF (SIA Trecho 3, Lote 1580), de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 17h.