EMPRESA

Produtor faz melhoramento genético de ovelhas no Sertão do Araripe

Por meio do programa Super Berro, do Sebrae Pernambuco, o empresário do Rancho Jota aprendeu a maneira correta de cuidar do seu rebanho

O comerciante Juarez Fernandes Coelho nunca pensou que seria possível trabalhar com genética de ovelhas no sertão do Araripe, em Pernambuco. “É surpreendente, porque antes a gente nunca imaginou que ia ter uma transferência de embrião aqui no lugar que a gente mora, que é um lugar afastado de grandes centros”, afirma.

Mas é justamente esse o trabalho dele há dois anos. Através do programa Super Berro, do Sebrae Pernambuco, ele aprendeu a maneira correta de cuidar do seu rebanho. “A gente chama o Super Berro de gestão e tecnologia. É eu saber o que fazer dentro da propriedade, o que plantar de alimento, utilizando o que eu tenho na região, como você criar o animal”, explica a analista de agronegócio do Sebrae, Rossana Webster.

Hoje, Juarez faz tratamento de fertilidade em ovelhas, inseminação artificial e transferência de embriões para barrigas de aluguel em Araripina, criando animais com uma genética diferenciada no interior do estado. “E eu tô investindo na intenção de melhorar a genética da região e facilitar para os criadores, no geral, adquirir um reprodutor”, continua o produtor.

Rossana Webster concorda que o papel de Juarez é muito importante para outros criadores de ovelha da mesma área. “Poucas são as pessoas que tem condições de ir para São Paulo, ou Salvador, Fortaleza, participar de um leilão e trazer um animal de uma genética pura, que a gente chama. E com o Sebraetec você consegue produzir isso aqui no Sertão do Araripe”, continua.

Além da carne com melhor qualidade, os animais de genética superior produzem filhotes com a mesma sequência de genes, que valem mais e têm bom aproveitamento em competições. Isso melhora a renda dos pecuaristas e dá ainda melhores condições de criação. “Quando a gente fala em criar animais no sertão, você já pensa logo em um animal desnutrido, sem qualidade, e a gente precisa mostrar que a gente tem também produtos de qualidade aqui”, pontua Rossana.

Juarez reconhece que os ensinamentos do projeto Super Berro fizeram a diferença no seu rancho. O resultado: fazer o que gosta, com segurança, lucro e retorno para a comunidade. “Feliz demais, né. É um sonho realizado. Porque criar não é só querer criar, você tem que gostar, e eu gosto demais. Eu em dedico demais, faz parte da minha vida hoje”, finaliza Juarez.

Fonte: NE10 Interior  

Sabia que o Sebrae pode ajudar você a expandir seu negócio? Ligue 0800 570 0800 e agende uma visita. 

O conteúdo foi útil para você?

  • Sim
  • Não

Enviado com sucesso! Agradecemos sua ajuda.


Compartilhe: