EMPREENDEDOR

Empreendedorismo em comunidades

O Sebrae Rio atua nas favelas da cidade do Rio de Janeiro promovendo a inclusão produtiva e o fortalecimento dos pequenos negócios

Durante os últimos anos, o Sebrae Rio produziu importantes informações sobre o perfil de empreendimentos e de micro e pequenas empresas situadas nas comunidades, além de ter aperfeiçoado as ferramentas e estratégias de apoio para atender não apenas aos empreendedores das localidades, mas aqueles afinados com o perfil demográfico, de mercado e de consumo da classe C ou nova classe média.

A atuação nas comunidades visa apoiar, por meio da promoção do empreendedorismo e do fortalecimento dos pequenos negócios, o desenvolvimento socioeconômico das áreas de baixo IDH e com densidade econômica de pequenos negócios.

Público-alvo

  • Empreendedores de favelas do Rio de Janeiro que já são, ou podem se tornar, Microempreendedores individuais (MEI) e microempresas (ME);
  • Jovens de 15 a 24 anos com potencial de empreendedorismo;
  • Lideranças institucionais e empresariais;
  • Instituições públicas ou privadas de fomento ou apoio às atividades empresariais.

O que faz
Nos locais de atuação, são realizados plantões de atendimento com os seguintes serviços:

  • orientações sobre a formalização e como se tornar um Microempreendedor Individual;
  • orientações sobre a obtenção de alvará;
  • orientações sobre nota fiscal;
  • oficinas e cursos sobre gestão que solucionem e ajudem nas questões do dia a dia empresarial.

Além disto, temos calendários de capacitações, com cursos, oficinas e palestras sobre gestão de negócios.

Como participar das ações do Sebrae Rio

As ações são 100% gratuitas e, para participar, basta comparecer aos plantões de atendimento nos dias e horários indicados:

  • Rio de Janeiro

Complexo do Alemão - Vila Olímpica Carlos Castilho - Estrada do Itararé, 460 - Complexo do Alemão
3ª e 4ª feira- 10h às 16h

Barreira do Vasco - Fundação Leão XIII - Rua Ricardo Machado, 698 – São Cristóvão
2ª feira - 10h às 15h (Exceto a primeira 2ª feira do mês)

Cidade de Deus - 34ª Região Administrativa da Prefeitura do RJ  - Rua Edgar Werneck, 1.693 - Cidade de Deus
2ª e 4ª feira - 10 às 16h

Mangueira
Postinho do Dentista - Rua Graciele Matarazzo - Candelária - Mangueira (em frente a Padaria da Marilane)
3ª feira - 10h às 15h (toda 1ª terça-feira do mês)

Manguinhos
Casa do Trabalhador de Manguinhos - Av Dom Helder Câmara, 1184 - Manguinhos
3ª feira - 10h às 16h

Maré
ONG Redes da Maré - Rua Sargento Silva Nunes, 1012 - Nova Holanda
2ª e 3ª feira - 10h às 16h

Penha
Clínica da Família Felippe Cardoso - Av Nossa Senhora da Penha, 42 – 3º andar - Penha
6ª feira - 9h às 16h

Realengo
Banco da Providência - R. Barão do Triunfo, 393 – Realengo
4ª feira – das 9h às 16h

Rio das Pedras
ONG Social BIT - Rua Nova, 1 - Rio das Pedras (esquina com a rua da Associação de Moradores/ em frente a lanchonete Rio Lanches)
3ª e 4ª feira - 10h às 16h

Rocinha
Paroquia Nossa Senhora da Boa Viagem - Estrada da Gávea, 445 - Rocinha
4ª feira - 10h30 às 16h30

Terreirão
ONG Onda Carioca - Rua Arquiteto s/n, Terreirão - Recreio dos Bandeirantes
3ª feira - 11h às 16h

Vila Keneddy
Centro Comunitário Irmãos Kennedy - Estrada Sargento Miguel Filho, 371 - Bangu
3ª feira - 9h às 16h

  • Duque de Caxias

Vila Nova
Igreja Cristo é Vida - Av. Tabelião Silmar Silva 182, Centro - Duque de Caxias
3ª feira - 12h às 17h (1ª e 4ª quarta-feira do mês)

Mangueirinha
Igreja Evangélica Verdade Eterna - Rua Dr. Arruda Negreiros, 9 - Parque Senhor do Bonfim - Duque de Caxias
4ª feira - 10h às 16h (1ª e 3ª quarta-feira do mês)

  • Mesquita

Centro
CRAS Chatuba - Rua Magno de Carvalho, 1302 – Chatuba
2ª feira - 13h às 16h30 (1ª e 3ª segunda-feira do mês)

  • Nova Iguaçu

Miguel Couto - Casa do Menor São Miguel Arcanjo - Av. Henrique Duque Estrada Mayer, 222 - Miguel Couto - Nova Iguaçu
3ª feira - 13h às 16h30 (2ª e 4ª terça-feira do mês)

Morro Agudo - Paróquia São Francisco de Assis - Rua Thomaz Fonseca, 123 - Comendador Soares - Nova Iguaçu
4ª feira - 14h às 17h30

  • São Gonçalo

Jardim Catarina - AMAJAC (Associação de Moradores de Jardim Catarina) - Rua Fransilvânia, 1118 - Jardim Catarina - São Gonçalo (antiga rua 39, L. 30, Q 153)
5ª feira - 10h às 16h30

Ações setoriais

Além de fornecer orientações sobre gestão empresarial, o Sebrae Rio desenvolve ações com grupos de empresários de segmentos de mercado específicos nas comunidades.

O objetivo principal dessas ações é promover o aumento de eficiência, produtividade, sustentabilidade e estímulo a inovação desses negócios. Além dos temas de gestão tradicionais, os principais eixos temáticos desenvolvidos nessas ações são aperfeiçoamento de produtos e serviços, associativismo, acesso a mercado e a crédito.

Esses grupos foram mapeados através de diagnósticos realizados pelo Sebrae Rio para identificação de vocações econômicas locais em algumas favelas, partir das demandas identificadas nos plantões de atendimento, e, também através de articulação ou solicitação com organizações parceiras, locais ou não.

TOP Empreendedor

Promovemos o desenvolvimento de melhorias contínuas nos negócios de favela através da implementação de ferramentas de gestão empresarial.

O que faz
Consultorias in loco nas temáticas de planejamento estratégico, mercado e controles financeiros.

Público-alvo: 115 empreendedores, selecionada via edital, formalmente constituídos como MEI ou ME, com atividades formais há mais de 12 meses e que já tenham participado de capacitações do Sebrae.

Empreendedorismo feminino

Promover o empreendedorismo e o associativismo de mulheres das comunidades visando seu protagonismo, seu papel no fortalecimento dos negócios e a geração de renda para a família e a comunidade local.

O que faz: atendimento coletivo as empreendedoras que participaram do projeto em 2016 visando contribuir para que criem um contexto favorável a mudanças – comportamentais e de mentalidade – propícias ao crescimento profissional, à elevação da performance e à obtenção mais rápida de melhores resultados

Público-alvo: podem participar mulheres acima de 18 anos que participaram ativamente do projeto em 2016.

Onde atua:

  • Barreira do Vasco, Caju, Camarista Méier, Cidade de Deus, Maré.


Gastronomia em comunidade

Promover o fortalecimento dos negócios de alimentação fora do lar nas favelas e regiões periféricas da cidade do Rio de Janeiro, para contribuir com a geração de trabalho, renda, sustentabilidade desses empreendimentos e valorização da cultura gastronômica local.

O que faz
Capacitações e consultorias direcionadas para este segmento e promoção de ações de visibilidade para a gastronomia das comunidades.

Público-alvo: empresários do segmento de alimentação fora do lar situados nas favelas e regiões periféricas da cidade do Rio de Janeiro.



Afroemprendedorismo

Promover o fortalecimento do afroempreendedorismo por meio do fomento aos negócios, inclusão produtiva, e sustentabilidade dos pequenos negócios do segmento de moda afro.

O que faz
Capacitação empresarial com foco nas principais demandas de qualificação em gestão empresarial como gestão financeira, planejamento, marketing e inovação.

Público-alvo: 46 afroempreendedores, selecionados por meio de edital específico, donos de negócios que se autoclassificam como negros (pretos e pardos), de acordo com a classificação do IBGE, do segmento de moda, que produzem - de forma artesanal ou industrial -, vestuário e acessórios com referências da matriz cultural afro-brasileira ou pan-africana.



O conteúdo foi útil para você?

  • Sim
  • Não

Enviado com sucesso! Agradecemos sua ajuda.


Compartilhe: