Arquitetando o seu negócio

Projeto do Sebrae/SC capacita arquitetos e urbanistas de SC

A iniciativa, parceria entre o Sebrae/SC e o Conselho de Arquitetura e Urbanismo, já atendeu mais de 180 profissionais do Estado

O Sebrae/SC, em parceria com o Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Santa Catarina, promove no mês de março mais dois ciclos do projeto “Arquitetando o seu negócio”. A iniciativa tem como objetivo capacitar e formalizar empreendedores do setor, a fim de motivar e promover iniciativas para o desenvolvimento de pequenos negócios. Em 2016, mais de 180 arquitetos participaram dos eventos. Neste mês, serão realizadas oficinas em Florianópolis, de 9 a 11 de março, e em Rio do Sul, de 16 a 18 de março, num formato de imersão, onde os arquitetos ficarão 24 horas absorvendo e trabalhando na prática as soluções para suas pequenas empresas conquistarem mercado.

As inscrições devem ser feitas pelo telefone 0800 570 0800.

“Com a realização desses eventos, o Sebrae/SC e o Conselho de Arquitetura e Urbanismo buscam orientar o profissional de arquitetura e urbanismo sobre as formas de potencializar os resultados de seus empreendimentos, produtos e serviços de forma sustentável, promovendo o desenvolvimento desses negócios”, explica a Analista Técnica do Sebrae/SC, Simone Peluso.

A arquiteta Amanda Vieira, de Florianópolis, estava prestes a abrir o próprio escritório quando participou das oficinas em setembro de 2016. Segundo ela, o conteúdo apresentado abrange os principais temas para quem pensa em ter um negócio próprio. “Eu achei as oficinas muito completas e assertivas. Na faculdade não aprendemos nada sobre administração, finanças, marketing e o Sebrae/SC soube direcionar esses temas exatamente para a realidade de um escritório de arquitetura”, comenta Amanda.

As oficinas abordam temas como marketing, legislação, finanças e gestão, todas customizadas para o setor da arquitetura e urbanismo. “Os arquitetos terão acesso a ferramentas e referências essenciais para que possam empreender e inovar nos seus negócios, fomentando a competitividade e o desenvolvimento do setor” explica Simone.

O conteúdo foi útil para você?

  • Sim
  • Não

Enviado com sucesso! Agradecemos sua ajuda.


Compartilhe: