LUCRO

Saiba como aumentar a sua lucratividade de sua empresa em 2018

Entenda como você pode alavancar os rendimentos do seu pequeno negócio sem grandes investimentos, ainda no início deste ano.

02 de dezembro de 2017

Antes de tudo, é importante conceituar lucratividade. Trata-se, pois, de um indicador de eficiência operacional. Geralmente ela, a lucratividade, é expressa em percentual e indica o ganho que a empresa consegue gerar no trabalho que desenvolve.

Assim, por exemplo, se a lucratividade da sua empresa é de 12%, então significa dizer que a cada R$ 100,00 de receita obtém-se um lucro de R$ 12,00. A lucratividade pode ser calculada mensalmente, semestralmente, anualmente ou a qualquer período de tempo que o empresário ache interessante. Como o conceito é simples, sua formula também é simples:

Lucratividade = (Lucro Líquido/Receita Total) x 100

Uma vez entendido o conceito de lucratividade, confira abaixo algumas dicas, simples, para aumentar a lucratividade da sua empresa já nas primeiras semanas do ano:

1. Reveja os seus custos fixos

Alguns custos fixos são considerados verdadeiros vilões, pois roubam parte importante dos lucros da empresa. É importante descobrir como esses custos podem ser reduzidos, mas sem prejudicar a produtividade da empresa. Um trabalho de eficiência energética, por exemplo, pode trazer resultados significativos. Lembre-se, por exemplo, que o telefone pessoal é PESSOAL e, por isso, não faz parte dos custos fixos da empresa. Liste os custos fixos e analise de que forma você pode reduzi-los.

2. Renegocie com seus fornecedores

É importante, sempre que possível, analisar seus contratos com fornecedores. Você está comprando pelo preço justo? Procure alternativas que tragam resultados mais significativos. Será que vale a pena, por exemplo, concentrar suas comprar em poucos fornecedores? Assim você compra mais produtos e pode barganhar melhores condições. Compare, pesquise e renegocie com seus fornecedores.

3. Revise os seus preços

Tenha certeza que o seu preço foi formado da maneira correta. Geralmente alguns custos passam despercebidos e acabam não compondo a estrutura de custos e, por isso, sacrificam sua margem e diminuem sua lucratividade. Revise, periodicamente, sua estrutura de custos e ajuste seus preços.

4. Repense o seu mix de produtos

Geralmente as empresas vendem uma série de produtos e, nem sempre, todos os produtos possuem boas margens. Assim, de tempos em tempos é importante repensar o mix de produtos vendidos. Aqueles que possuem uma margem maior devem ser priorizados e aqueles que não possuem uma margem tão atrativa precisam ser repensados. Mas lembre-se de olhar para o seu cliente, sempre. Considere, para essa decisão, as características do seu negócio e dos seus clientes.

5. Agregue valor ao seu negócio

Uma ótima maneira de agregar valor ao seu negócio e, consequentemente, aos seus produtos e serviços é focando em três palavras mágicas, quais sejam: A pré-venda. O atendimento. O pós-venda. Essas três palavras, quando bem usadas no negócio, aumentam o nível de satisfação dos clientes, promovem a fidelização, atraem novos clientes e, consequentemente, agregam valor ao seu negócio.

Gostou das dicas? Aproveita, então, uma “dica-bônus” que vai poder ajudar você na gestão da sua empresa. Compartilhe com seus colegas e não deixe de usá-la sempre que precisar.

DICA BÔNUS: Procure o Sebrae

O Sebrae em Sergipe é especialista em pequenos negócios e parceiro dos sergipanos. Ligue para o 0800 570 0800 e agende uma conversa com um dos nossos especialistas. Venha conhecer os nossos produtos e serviços, eles podem ajudar você a aumentar sua lucratividade. Vem com a gente!

Thiago Oliveira
Formado em Economia
Mestre em Desenvolvimento Regional
Analista Técnico do Sebrae em Sergipe

O conteúdo foi útil para você?

  • Sim
  • Não

Enviado com sucesso! Agradecemos sua ajuda.


Compartilhe: