Realizar atividades no ambiente virtual hoje em dia está cada vez mais comum. Pagar contas, comprar roupas ou artigos de decoração pode ser feito até mesmo pelo celular. E mesmo o que antes era visto como algo complexo, como viajar, hoje em dia é possível ser realizado pelo viajante com assistência de todo o conteúdo e ferramentas de compra online.

No entanto, quando planejamos uma viagem, buscamos no mundo digital informações para tomada de decisões. Aplicativos e redes sociais, por terem um grande volume de dados e conteúdos disponíveis, podem ajudar na hora de se organizar. Mas geralmente o turista procura por vivências locais e experiências únicas que nem sempre se acha facilmente. É nessa hora que um guia de turismo se faz necessário, e essa assistência pode ser também iniciada de forma online.

É possível adaptar todas as atividades da profissão a esse momento: as possibilidades vão desde construir um relacionamento mais próximo com o cliente, criando um atendimento diferenciado e ganhando a confiança desse cliente, que quando satisfeito, pode recomendar a sua marca para outros turistas, fazendo com que o engajamento vá aumentando.

Ter presença digital, identificando o melhor canal e disponibilizando conteúdos relevantes que o conectem com o público desde o início da jornada do turista, ou seja, quando ele está buscando a inspiração para sua viagem, é o primeiro passo para conseguir novos clientes.

Você pode identificar quais as redes sociais seu público-alvo mais utiliza e, assim, saber onde focar sua divulgação. É importante disponibilizar informações como: telefone, perfis em outras redes sociais e horário de atendimento. Quando possível e autorizado pelos seus clientes, poste fotos evidenciando o seu trabalho e a satisfação desses clientes. Isso ajuda a atrair a atenção para o seu trabalho. Observe também os competidores para ter uma ideia de valores, destinos mais procurados, a forma de demonstrar os conteúdos etc.

Na fase de planejamento da viagem, a busca por orçamentos, roteiros e opções começa. Mostre-se disponível para tirar dúvidas e dar sugestões, interaja com o cliente. Ao descobrir que tipo de passeio ele está procurando, você pode preparar ofertas personalizadas e promoções de acordo com o perfil de cada viajante.

Uma boa ideia é sugerir atividades novas, que fogem do óbvio, criando experiências diversificadas (isso pode contar como um diferencial do seu serviço). Reserve materiais de vídeo, imagens e informações sobre pontos turísticos, opções de passeio, fatos sobre a cultura local, entre outros. Procure também se relacionar com a cadeia do turismo, como agências, hotéis, restaurantes e pontos turísticos, e também criar produtos únicos em parceria com outros fornecedores.

Quando o turista decide fechar uma viagem e utilizar seus serviços, é chegada a hora de orientá-lo com sugestões de atrações com um toque de exclusividade e que vão enriquecer a experiência garantindo sua marca registrada como guia de turismo, principalmente em destinos exóticos, que muitas vezes o viajante não tem segurança de organizar sozinho.

Quando o cliente chega ao seu destino, é hora de fazer contato. Reforce a ideia de que ele é bem-vindo e dê dicas do calendário local de eventos e da agenda cultural. Monitore a experiência do turista para ter certeza de que ele está sendo bem atendido.

Que tal estabelecer contato com restaurantes, hotéis, pubs ou bares para conseguir parcerias? Procure criar momentos de interação com outras pessoas que estão viajando também. A ideia é personalizar toda a experiência e construir um relacionamento de confiança.

Mantenha seu cliente conectado, sem deixar de aproveitar, é claro! Dê informações de locais seguros, de qualidade e com Wi-Fi gratuito. Você também pode enviar dicas e lembretes associados ao calendário de atividades do destino durante o período de permanência do turista. Durante a viagem, ele pode compartilhar as experiências pelas redes sociais. Veja isso como uma oportunidade de promoção para você.

Se um bom serviço foi prestado, vínculos podem se criar, e ele pode divulgar sua marca de forma espontânea, associando as experiências dele.

Falando nisso, você já tem uma marca? Um nome profissional facilmente conhecido pelo público? Canais de redes sociais voltados para o profissional que não seja o seu perfil pessoal? Você pode aproveitar e adaptar algumas dicas de relacionamento com clientes e parceiros na cartilha que o Sebrae preparou para o público das agências de turismo.

E não é só porque a viagem acabou que significa que o seu trabalho deve parar por aí. Ainda existem algumas ações que você pode praticar. Mantenha relacionamento com o turista, envie mensagem de agradecimento, via e-mail e redes sociais, e ofereça preços promocionais para o retorno dos turistas ou indicações.

Crie pacotes personalizados para datas especiais ou oportunidades futuras, em que o cliente planeja com antecedência ou decida se surpreender com oportunidades de última hora, inspirando nele o desejo de viajar outra vez.

Clique aqui para continuar lendo sobre a tendência da conectividade no turismo e saiba mais com este vídeo:

No nosso portal você encontra mais informações sobre a tendência da economia digital e como ela vem modificando o mercado de turismo atual.

Que tal continuar explorando?