A procura por alimentos caseiros preparados de maneira diferenciada tem aumentado significativamente com o passar dos anos. Segundo Dados do Portal do Empreendedor, atualmente, são 167.538 empreendedores registrados na Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) correspondente ao “fornecimento de alimentos preparados preponderantemente para consumo domiciliar”. A atividade é descrita como “preparação de refeições ou pratos cozidos, inclusive congelados, entregues ou servidos em domicílio, como entrega de marmitas”.

Para ser assertivo na decisão de qual o nicho pode ser explorado pela sua empresa, é essencial observar o potencial de mercado do setor de alimentos.

Conheça os modelos de negócio

Os consumidores que buscam marmitas se deparam com uma ampla oferta de produtos, e o seu negócio deve justamente explorar as características de cada público para contemplá-lo.

 Deseja apostar na personalização?

Se você busca diferenciar o seu negócio adotando o viés da personalização dos pratos, certifique-se de que há público para consumir, já que a customização agrega valor ao produto e faz com que a sua produção seja menos escalável. Quem busca por um nicho sabe que vai encontrar diferenciais que podem ser mais caros que os oferecidos em larga escala.

 Deseja oferecer um cardápio clássico?

Seu negócio pode adotar uma linha mais conservadora e oferecer refeições convencionais, que fazem parte do dia a dia dos brasileiros. Os pratos tradicionais (como arroz, feijão, carne e fritas) podem agradar muitos consumidores e custar menos para serem preparados. Com isso, podem ser oferecidos preços mais baixos e competitivos.

 Deseja seguir a linha mais saudável?

Outro modelo de negócio que pode ser adotado consiste na oferta de refeições balanceadas, com saladas, proteínas e alimentos com baixo teor de gordura. As marmitas mais leves costumam agradar quem deseja manter uma alimentação regrada, com garantia de um preparo caseiro e criterioso.

 Deseja oferecer serviço de delivery?

Estude como será feita a comercialização de seus produtos. Seu negócio contará com pontos de vendas, fará entregas direta ao cliente ou seguirá a linha de distribuição corporativa? Caso pretenda realizar entregas em domicílio, é essencial verificar os impactos que essa decisão trará ao seu negócio e como se preparar para oferecer o serviço. Hoje, existem aplicativos que potencializam a oferta de delivery e podem contribuir sob essa perspectiva.

Dica Sebrae

Analise o seu orçamento e qual o público deseja atingir. A partir daí, estabeleça os melhores canais de divulgação de seu produto. Redes sociais, flyers, catálogos, parcerias com estabelecimentos com propostas aderentes (academias, empresas, lojas) podem ser alguns dos meios. É importante criar também um vínculo com o cliente, com o objetivo de fidelizá-lo e fazer dele um aliado para propagar a sua marca entre potenciais consumidores. Consultar seu público no momento da elaboração de novos cardápios, adotar cartão fidelidade (que premia os mais assíduos) e oferecer descontos especiais podem ser algumas das medidas para potencializar essa fidelização.

Quer saber mais? Acesse o conteúdo na íntegra aqui.

 

Se você deseja ter mais informações para entender o mercado no qual está inserido, não deixe de conferir o material 7 passos para analisar o seu mercado, produzido pelo Sebrae.

Que tal continuar explorando?