O caminho para aumentar a competitividade no setor de panificação passa, obrigatoriamente, pela busca da redução do desperdício. Muitas vezes, o problema pode ser evitado ou diminuído com um controle mais eficaz do processo produtivo.

Há um sistema simples e eficaz de redução de desperdício de insumos: a pré-pesagem. Nada mais é que a pesagem individual dos ingredientes utilizados em cada receita, seguida da etiquetação, com nome e data da pesagem.

Como funciona a pré-pesagem?

É bastante simples: a área da indústria receberá as quantidades exatas para a fabricação dos produtos de cada dia, seguindo o calendário e a ordem de produção previamente elaborada.

Essa preparação prévia dos ingredientes de uma receita com a quantidade solicitada pela área de atendimento é extremamente benéfica para panificadoras e confeitarias, ajudando a melhorar a estruturação da área de produção.

Para que o sistema seja viável, é preciso um planejamento do setor e a implantação de sistemas de controle e padronização de processos, que se tornam mais profissionais, produtivos e seguros, uma vez que exigem um planejamento que envolve calendários para produção, suprimindo a ocorrência de produtos vencidos.

A pré-pesagem deve ser feita em um local bem ventilado específico para esta ação, e com os equipamentos e matérias-primas a serem pesadas.

3 passos para alcançar resultados

Para implantar o sistema é preciso: 

 Padronizar todas as receitas da empresa e cadastrar os ingredientes utilizados e os procedimentos de   fabricação;

 Fragmentar as medidas correspondentes ao volume de venda da empresa e instituir ferramentas de   controle da produção, a fim de facilitar o monitoramento da produção;

 Definir calendários de produção, que serão usados como base para a organização da pré-pesagem.

 Os resultados esperados com a implantação do sistema de pré-pesagem são:

  • maior agilidade na produção;

  • padronização das receitas;

  • redução dos desperdícios de insumos;

  • otimização da mão de obra;

  • redução de tempo dos funcionários na produção;

  • controle do estoque de matéria-prima mais eficaz;

  • controle do custo dos produtos mais transparente e preciso;

  • melhor limpeza e organização do local.

Que tal continuar explorando?