Wed Apr 08 10:04:59 GMT-03:00 2020
Empreendedorismo
Como aumentar as vendas de seu artesanato na quarentena
Veja como a internet pode te ajudar a continuar vendendo mesmo nesse período de isolamento devido a COVID-19.

Com o isolamento social e cancelamento de feiras e eventos, muitos artesãos diminuíram suas vendas e estão preocupados em como resolver este problema. Uma solução é iniciar ou potencializar as vendas pela internet. O Mercado Azul, plataforma gratuita do Sebrae é uma das alternativas para contribuir com isso. Você está preparado para vender online? O Sebrae acredita que sim.   

 

O Perfil do Artesão e o Cenário Atual

covid-19 chegou ao Brasil e a realidade hoje é o fechamento de parques públicos, museus e outros espaços de entretenimento na maioria dos estados brasileiros. Muitos artesãos costumam usar destes espaços, como feiras, praias, eventos e museus para vender suas peças artísticas.

Além disso, a maioria dos artesãos está na faixa etária de risco, ou seja, acima de 50 anos e precisam se resguardar. Mas como todo artista não consegue ficar parado, que tal aproveitar este momento para rever seus estoques e se preparar para o mercado digital?

Segundo dados do Data Sebrae, 90% dos artesãos tem e-mail e 64% já vendem seus produtos pela internet, o que significa que a venda online pode ser promissora neste momento de crise. Mas como começar a vender online?

 

Passo a passo para começar

  1. Eleja:

  • Selecione e separe suas peças. Lembre-se que, o que mais atrai o cliente é a qualidade e o design do produto. Escolha os mais atrativos para sua vitrine virtual!

 

  1. Fotografe:

  • Certifique-se que o ambiente esteja bem iluminado.

  • Escolha fundos neutros (preto ou branco) para que possa destacar as cores e o formato do seu produto.

  • Fotografe pelo menos em 3 ângulos (frente, de cima e lateral).

  • Limpe suas peças, pois a poeira pode prejudicar na hora de fotografar.

 

  1. Descreva:

  • Fale sobre as qualidades do seu produto, para que serve e como utilizar. Encante seu cliente.

  • Informe o tamanho (largura, altura, profundidade) do produto. Especificar detalhes é importante para que o cliente tenha uma noção do tamanho e peso.

  

  1. Divulgue:

  • Redes sociais como Instagram e Facebook são as mais indicadas, pois tem ferramentas de vendas incorporadas. 

  • Plataformas de e-commerce pagas e gratuitas. 

 

Redes sociais e plataformas 

Muitos artesãos usam suas redes sociais, como Instagram e Facebook. Essas ferramentas são ótimas para começar e divulgar para amigos e familiares e começar a vender.

O Sebrae Publicou um artigo que também irá ajudar muito a entender como funciona as vendas pelas redes sociais.

Mas se você quer aumentar sua clientela e se suas redes sociais já não atendem mais, existem algumas plataformas pagas chamadas “Marketplace” como Americanas.com, Mercado Livre, ELO 7, que são uma vitrine para vários negócios. Seria uma espécie de shopping center virtual, com várias “lojas”, cada uma vendendo seu produto em um único ambiente.

O Sebrae também tem uma plataforma de marketplace e ela é gratuita chamada Mercado Azul. Lá, compradores, fornecedores e vendedores expõe seus produtos em uma vitrine totalmente grátis!

 

Conheça o Mercado Azul 

Mercado Azul é uma vitrine de negócios. Nesta plataforma empresas podem fornecer produtos e prestar serviços. Ela é muito simples de usar, tanto para quem cadastra seus produtos, quanto para quem procura.

Os produtos estão classificados por categoria e tem uma área exclusiva para artesanato, com diversas subcategorias.

Para se cadastrar e divulgar seus produtos ou serviços é muito simples. Confira o passo a passo:

  • Clique em anúncio grátis, no canto superior direito da tela; 

  • Digite o seu CPF na tela que vai abrir e valide com a sua data de nascimento; 

  • Preencha seus dados e aceite o termo de uso; 

  • Personalize seu anúncio com imagens relacionadas com descrição.  

 

O e-mail será a sua principal forma de contato entre a equipe do Mercado Azul e seus clientes. Você pode também colocar seus contatos, como telefone e WhatsApp, por exemplo. 

Para saber mais sobre o Mercado Azul, veja vídeo dLive que explica como utilizar essa ferramenta.

 

O Sebrae disponibiliza, ainda, de forma gratuita um curso online: Como vender pela internet na crise do coronavírusAprenda com a gente!

 

Boas vendas!

 

Escrito por Jane Blandina da Costa, colaboradora do Sebrae Nacional.

 

Compartilhar
Favoritar

    Salvo na lista de favoritos

O conteúdo foi útil para você?

Fale com o Sebrae

Converse online, por chat ou email, com os técnicos do Sebrae
para tirar dúvidas e receber orientações sobre o seu negócio.
É gratuito!

Converse agora