this is an h1

this is an h2

Thu Jul 21 10:41:59 BRT 2022
Finanças | GESTÃO FINANCEIRA
Empréstimo ou financiamento: afinal, qual o melhor?

Saiba as principais diferenças entre empréstimo e financiamento e descubra qual a melhor modalidade para o seu negócio.

· 14/06/2022 · Atualizado em 21/07/2022
Imagem de destaque do artigo

Na hora de buscar recursos para sua empresa, as palavras empréstimo e financiamento sempre vêm à cabeça do empreendedor. Mas, na prática, elas são distintas. Você sabe qual a diferença?

Antes, é interessante entender os conceitos e as semelhanças entre elas. Ambas as modalidades financeiras são as maneiras mais comuns de obter a liberação de um valor de crédito junto ao banco ou a uma instituição financeira, pública ou privada. 

Para ajudar a entender melhor essas situações e a descobrir qual delas funciona melhor em cada caso, preparamos este conteúdo. Confira!

O que é empréstimo?

O empréstimo é um contrato entre um cliente e uma instituição financeira. Ele recebe determinada quantia em dinheiro e pode gastá-la como quiser, mas paga os valores devidos para a instituição em um determinado prazo, pagando juros.

Os juros do empréstimo são calculados de acordo com vários fatores: o prazo dos pagamentos, a quantidade de parcelas, o método de cálculo da amortização, o oferecimento ou não de garantias e, principalmente, o risco que o cliente oferece de dar calote ao banco. A instituição financeira realiza uma pesquisa prévia sobre o histórico do contratante para saber qual é o seu grau de confiabilidade no mercado e, a partir disso, decide sobre o valor a ser emprestado. 

E o que é financiamento?

Aqui, o principal aspecto dessa modalidade de crédito é a finalidade: o cliente precisa usar a quantia que pegou emprestada em algo específico e já combinado com a instituição financeira. Por exemplo, a compra de um automóvel novo, de um imóvel, reforma da casa etc. Nesse caso, é comum os bancos oferecerem redução nas taxas de juros, pois sabem exatamente para onde irá o valor concedido. 

Mas também existem regras mais rígidas para a liberação do dinheiro solicitado e o contratante deve estar atento a isso. Como a natureza dessa operação permite que o banco utilize o próprio bem financiado como garantia de pagamento, se o cliente atrasar ou não arcar com seus débitos, o banco pode executar judicialmente o cliente e tomar para si a propriedade do bem adquirido como forma de pagamento do débito. 

Afinal, qual a melhor opção? 

Para escolher entre empréstimo e financiamento, é sempre importante entender as necessidades específicas do seu negócio. A contratação de uma linha de crédito é uma ação que demanda planejamento, estudo, estratégia e bastante pesquisa de valores e condições, para que nem o empreendedor nem a empresa acabem em uma situação de endividamento ou inadimplência, o que pode afetar seriamente o funcionamento do negócio. 

Antes de optar por uma das modalidades, vale fazer alguns questionamentos:

  • Você realmente precisa do dinheiro neste momento?
  • Os valores cobrados nas parcelas do empréstimo ou financiamento cabem nas finanças do seu negócio?
  • Foi feito o planejamento estratégico para saber quanto dinheiro sua empresa realmente precisa, como utilizar os recursos e como pagá-los? 
  • Qual retorno financeiro esse dinheiro vai trazer para o seu negócio?

É importante destacar que cada banco e instituição possui critérios próprios para a concessão dos valores de empréstimo e financiamento, por isso é fundamental ler os contratos com bastante atenção e solucionar todas as suas dúvidas antes de assiná-los. 

Ficou interessado em saber mais sobre empréstimos ou financiamentos? Leia o artigo que o Sebrae preparou para você. 


O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

Precisa de ajuda?

Nós temos especialistas prontos para atender você e o seu negócio de forma online e gratuita.

Acesse agora