Pular para o conteúdo principal
Tue May 19 12:16:36 BRT 2020
Finanças | GESTÃO DE RECURSO

O ciclo financeiro e a gestão de recursos no artesanato

Conhecendo melhor esse processo, empresários do setor podem expandir seus negócios e apresentar serviços de qualidade e produtos diferenciados.

· 08/11/2015 · Atualizado em 19/05/2020

Apostar na gestão eficiente dos recursos e controlar o processo produtivo podem gerar rentabilidade no setor artesanal. Para isso, você precisa entender como funciona o ciclo financeiro do produto, que vai desde a fabricação até a venda ao consumidor final. 

O fundamentos básicos que constituem o modelo ideal de produção desse tipo de material é chamado de tripé oportuno.

Confira a seguir informações e dicas para você aproveitar melhor o mercado de peças artesanais.

Tripé oportuno

Quando a peça artesanal é confeccionada, segue-se o ciclo que prioriza aspectos como a qualidade do produto (com a capacitação do artesão), o crédito e a comercialização.

Esse tripé é um ciclo considerado como a grande base para o sucesso desse tipo de empreendimento. Veja como os três pilares funcionam:

  • Capacitação Para que sejam oferecidos serviços de qualidade e produtos diferenciados aos consumidores, o artesão precisa ser capacitado e ter formação que atenda às suas necessidades para a criação de um novo item.
  • Comercialização É a forma como a peça é apresentada ao mercado e disponibilizada para venda aos clientes potenciais.
  • Crédito Na maioria das vezes, o empresário precisa contar com suporte para comprar matéria-prima e investir na linha de produção e comercialização. Para isso, ele pode ter acesso a financiamentos e empréstimos que contribuam para a expansão do negócio.

Boa gestão

Cuidar do capital de giro para evitar prejuízos é uma medida que gera maiores chances de crescimento e competitividade ao negócio.

Veja os passos de um bom gerenciamento:

  • Controlar a linha de produção;
  • Não trabalhar com grandes estoques;
  • Dar especial atenção ao prazo de pagamento aos fornecedores;
  • Buscar um prazo maior de pagamento aos fornecedores;
  • Ficar atento ao prazo de entrega concedido ao consumidor;
  • Ampliar o giro de estoques;
  • Contar com uma variedade de fornecedores de matéria-prima.

As tomadas de decisções interferem na gestão dos recursos do negócio, por isso, é importante:

  • Levar em conta o mercado em que está inserido;
  • Gerenciar com cautela o capital de giro;
  • Cuidar da administração de estoques.

Ciclo financeiro

O ciclo financeiro de uma empresa é caracterizado pelas seguintes etapas:

  • Pagamento das encomendas aos fornecedores;
  • Recebimento das vendas feitas aos consumidores.

Para saber o resultado desse processo, o empreendedor pode utilizar a seguinte fórmula:

Prazo Médio de Estoque +

Prazo Médio de Recebimento de seus clientes +

Prazo Médio de Pagamento para os Fornecedores

Ao dar atenção a esse ciclo, o empresário perceberá os lucros das vendas, para entender se precisará de outros recursos como financiamentos e empréstimos.

Saiba mais

Nove segredos da boa gestão financeira

Cartilha produzida pelo Sebrae/SP fornece dicas para uma gestão financeira adequada.

Saiba como montar uma loja de artesanato e invista no segmento.

Conheça os cursos online na área de finanças.

 

Nos ajude a melhorar este conteúdo! Avalie abaixo se o conteúdo foi útil ou não para você. Se não foi útil, nos diga o que ficou faltando para poder melhorá-lo.
Compartilhar

O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

Conteúdo relacionado

Fale com o Sebrae

Converse online, por chat ou email, com os técnicos do Sebrae
para tirar dúvidas e receber orientações sobre o seu negócio.
É gratuito!

Converse agora