this is an h1

this is an h2

Thu Feb 24 17:12:43 BRT 2022
Inovação | INICIATIVA SUSTENTÁVEL
Design e redesign de moda: sustentabilidade e lucro para o seu negócio

Aprenda como inovar o seu negócio e alcançar clientes por meio do design de sua empresa

· 22/07/2015 · Atualizado em 24/02/2022
Imagem de destaque do artigo

Uma iniciativa comum a todos os empreendedores, na hora de iniciar um negócio, é o planejamento. Idealizar o empreendimento, da sua concepção até a comercialização, aumenta a chance de sucesso.

É certo que a jornada do cliente vai muito além da relação custo-benefício. Dessa forma, o consumidor de moda leva em consideração vários elementos na hora de decidir comprar, como o valor estético e simbólico do produto. Portanto, os ciclos de moda não refletem só um processo contínuo de busca da melhor solução técnica, mas, principalmente, a preocupação com o estímulo aos sentidos.

Nesse cenário, o design e o redesign de produtos se tornam estratégias essenciais para criar soluções inovadoras para a empresa, posicioná-la de maneira mais eficaz no mercado e fazer a diferença ante a concorrência.

Para você entender melhor a importância desse estilo para a sua empresa, preparamos o conteúdo que segue abaixo, para potencializar e inovar seu modelo de negócio.

O que é redesign?

Redesign, na moda, significa produzir de maneira consciente, por meio do reúso de peças que seriam descartadas. Esse é o ponto de partida do conceito, que está a cada dia com novas exigências de sustentabilidade por parte dos consumidores.

As possibilidades na moda são variadas: vão desde resgatar uma solução do passado, com uma leitura contemporânea, ou utilizar insumos de qualidade – como tecidos e acabamento –, até refazer peças a partir de outras peças, bem como substituir botões e aviamentos, refazer o acabamento ou remodelar uma peça a partir de outras.

Quais os benefícios do redesign para sua empresa?

  1. Economia: além de usar a criatividade para criar novas peças, o redesign é também uma maneira de o empreendedor fazer economia, haja vista que reutiliza peças do encalhe, as quais possivelmente seriam descartadas.
  2. Identidade: ao implantar práticas criativas, o empreendedor imprime identidade à marca e, por consequência, pode atrair novos clientes.
  3. Consumo sustentável: como contrapartida a escolhas mais conscientes, o consumidor é beneficiado por adquirir um produto proveniente do reaproveitamento, e torna-se protagonista do consumo mais racional e sustentável.
  4. Serviço: costureiras, designers de moda autônomos e ateliês de corte e costura podem aproveitar as potencialidades do redesign para ampliar os lucros. Quando as empresas adotam design em seus projetos, os riscos de cometer erros são menores. Logo, ao empregar a metodologia de design no processo de desenvolvimento dos produtos, o empreendedor adquire maior segurança em relação aos aspectos fundamentais que um produto deve ter para preservar a saúde e o bem-estar dos consumidores.

O que é necessário para implementar um projeto de design?

Para iniciar um projeto de design na sua empresa, é necessário conhecer costumes, preferências, perfil de consumo, limitações físicas e nível de renda dos clientes. Além disso, é fundamental conhecer as condições de uso do produto – incluindo clima, duração, local do uso, qualidade. E, por fim, deve-se considerar os impactos social e econômico associados ao produto que será desenvolvido.

Com esses conceitos bem definidos, é hora de colocar a mão na massa e seguir as etapas de implantação do design.

Etapas do projeto de design

  1. Levantamento de informações: são reunidas informações para a especificação dos requisitos e das restrições do produto.
  2. Formulação do conceito: são produzidos princípios de projeto para o novo produto. Esses preceitos são fundamentais para entender como esse produto atingirá os requisitos básicos.
  3. Detalhamento: com o conceito escolhido, na etapa anterior, é chegada a hora de elaborar o protótipo e de testá-lo com usuários reais.

Quer saber mais sobre moda? Saiba o que é necessário para montar um ateliê de costura.

Criando a identidade visual da sua marca

Com o produto pronto, é hora de criar uma identidade visual para a empresa, que seja coerente com os produtos vendidos. É assim que você consegue desenvolver uma boa percepção de valor entre os clientes (novos ou frequentes). Trabalhar bem sua marca é muito importante para o sucesso do seu negócio. Um designer familiarizado com o seu empreendimento é capaz de valorizar sua loja, por meio da criação de uma fachada agradável e convidativa, que motivará o público a visitá-la.

Confira algumas dicas para a criação da identidade da sua marca:

  1. Estabeleça a harmonia entre conceito, cores e iluminação

Nas vitrines, o melhor é evitar excessos e estabelecer harmonia entre conceito, cores e iluminação. O foco sempre deve ser a valorização dos produtos.

  1. Diferentes canais, mesma identidade visual

Esses mesmos conceitos podem e devem ser adaptados e aplicados às lojas virtuais, transformando o ambiente de e-commerce em uma “filial” com a mesma qualidade e valorização dos clientes.

Quer saber mais sobre como aplicar o design em seu estabelecimento?

No artigo Moda sustentável: oportunidade para as lojas inovarem e conquistarem um novo público, você vai conhecer os diferenciais que caracterizam o produto sustentável.

Confira o artigo Brechós atendem às mudanças do mundo da moda.

Conheça o Centro Sebrae de Sustentabilidade e fique por dentro dos negócios de sucesso e das práticas sustentáveis e tenha acesso a dicas e cartilhas.


O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

Precisa de ajuda?

Nós temos especialistas prontos para atender você e o seu negócio de forma online e gratuita.

Acesse agora