DESEMPENHO DA PRODUÇÃO

Boas práticas para o manejo do rebanho leiteiro

Conheça os pontos essenciais para alcançar a eficiência na criação das bezerras e novilhas, no manejo e na nutrição das vacas e no controle sanitário.

A eficiência e a autossustentabilidade de um sistema de produção intensiva de leite a pasto fundamentam-se em quatro pilares: dieta econômica, com base no pastejo rotacionado e no uso de cana-de-açúcar corrigida com ureia, por exemplo; manejo adequado do rebanho, visando à sua formação com animais melhorados geneticamente e saudáveis para expressarem todo seu potencial de produção; controle sanitário do rebanho baseado em medidas preventivas; e gestão profissional das atividades, que deve presidir todas as decisões e ações na propriedade.

O produtor deve ter em mente que a evolução de sua atividade vai depender da renovação constante do rebanho, ou seja, as vacas descartadas (preferencialmente produtivas) devem ser substituídas por novilhas de maior potencial de produção, de modo a garantir que a atividade leiteira continue a sustentar sua evolução para um nível de produção superior. 

Neste manual, conheça os pontos essenciais que o produtor precisa conhecer e dominar para alcançar a eficiência na criação das bezerras e novilhas, no manejo e na nutrição das vacas e no controle sanitário do rebanho.

O conteúdo foi útil para você?

  • Sim
  • Não

Enviado com sucesso! Agradecemos sua ajuda.


Compartilhe: