ABNT

Confecção de lingerie: conheça as normas técnicas

O Sebrae, em parceria com a ABNT, elaborou um guia para a normalização da fabricação de roupas íntimas.

Sabia que existe um manual para produção de lingerie? E que ele pode ser seguido para que você não tenha nenhuma surpresa ou dor de cabeça na hora da produção?

O Guia de implementação: normas para confecção de lingerie é o resultado de um esforço do Sebrae em parceria com a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).  Ele foi produzido para facilitar a sua vida e também para que você saiba a importância da aplicação da normalização no seu processo produtivo.

O que diz o manual?

Além de apresentar as normas, o manual também dá dicas importantes para gestores e explica como elas podem aproximá-los do sucesso e de bons resultados empresariais.

Para aprender as normas, é preciso entender que a produção de lingeries, hoje, vai muito além da confecção de peças íntimas. Esse mercado ganha cada vez mais fôlego ao produzir também camisolas, baby-dolls, pijamas e toda a sorte de acessórios para garantir um sono tranquilo e muito, muito confortável.

O que a roupa íntima precisa oferecer?

Modelagem ideal.

Costuras confortáveis.

Aviamentos personalizados.

Tecidos e rendas que combinem.

Criatividade e qualidade nas peças.

O que não pode ser esquecido na hora de fabricar lingeries

A escolha dos tecidos é um dos momentos de maior atenção. Por isso, no manual elaborado pelo Sebrae, você poderá conhecer ainda os tipos de fibras que compõem os tecidos das lingeries e como essa composição deve aparecer na etiqueta.

Você também saberá quais são os fios utilizados e as normas para as linhas de costura e para a estocagem dos tecidos.

Hora da ação!

Que tal começar a sua leitura? Basta clicar na imagem abaixo para fazer o download do material. Bom trabalho!

Acesse o "Guia de implementação: normas para confecção de lingeries" (em PDF).

O conteúdo foi útil para você?

  • Sim
  • Não

Enviado com sucesso! Agradecemos sua ajuda.


Compartilhe: