COOPERATIVA

Série Empreendimentos Coletivos - Cooperativa Financeira

Série incentiva a cooperação como forma de promoção do pequeno negócio. Nesta edição, entenda os benefícios de uma cooperativa financeira.

A cooperação entre as empresas tem se destacado como um meio capaz de torná-las mais competitivas.

Fortalecer o poder de compras, compartilhar recursos, combinar competências, dividir o ônus de realizar pesquisas tecnológicas, partilhar riscos e custos para explorar novas oportunidades, oferecer produtos com qualidade superior e diversificada são estratégias cooperativas que têm sido utilizadas com mais frequência, anunciando novas possibilidades de atuação no mercado.

Existem vários modelos de cooperação. Aqui iremos tratar especificamente de cooperativa financeira. Mas, afinal, que modelo é esse?

Cooperativa financeira ou cooperativa de crédito

Segundo Ênio Meinen, Diretor de Operações no Banco Cooperativo do Brasil S/A, a designação “cooperativa de crédito” tem merecido recorrentes objeções. Atualmente, os especialistas do ramo preferem usar o termo cooperativa financeira, em substituição a cooperativa de crédito.

Segundo o Banco Central, uma cooperativa de crédito é uma instituição financeira formada por uma associação autônoma de pessoas unidas voluntariamente, com forma e natureza jurídica próprias, de natureza civil, sem fins lucrativos, constituída para prestar serviços a seus associados.

A origem do ramo crédito

A primeira cooperativa de crédito surgiu na Alemanha, em 1848, por iniciativa de Friedrich Wilhelm Raiffeisen. Era voltada aos ruralistas e, por isso, o nome Raiffeisen passou a identificar em vários países, inclusive no Brasil, o cooperativismo de crédito rural.

Por aqui, a primeira cooperativa de crédito foi fundada em 1902, na localidade de Linha Imperial, município de Nova Petrópolis – Rio Grande do Sul.

O conteúdo foi útil para você?

  • Sim
  • Não

Enviado com sucesso! Agradecemos sua ajuda.


Compartilhe: