INICIATIVA SUSTENTÁVEL

Uso de resíduos e dejetos como fonte de energia renovável

Tecnologias limpas e incentivos da legislação fazem das fontes renováveis em uma alternativa vantajosa para o desenvolvimento sustentável da agropecuária.

O Brasil é um dos países com maior participação na oferta de energia de fontes renováveis. O desenvolvimento e o aprimoramento de tecnologias mais limpas, acompanhadas de legislações incentivadoras, fazem com que as fontes renováveis sejam uma opção vantajosa dos pontos de vista social, econômico e ambiental.

Os recursos renováveis podem ser obtidos de muitas fontes, entre elas: da energia solar, dos ventos (eólica) e da biomassa (matéria orgânica). A cartilha "Uso de resíduos e de dejetos como fonte de energia renovável" apresenta alternativas de produção de energia a partir da biomassa, com foco nas atividades agrícolas e pecuárias.

Devido ao clima favorável, rica biodiversidade e vasta extensão territorial, o Brasil leva vantagem no uso progressivo de energia limpa a partir de resíduos e dejetos. Além disso, sua produção agropecuária é ampla e diversificada, em porte e tecnologia, e há inúmeras propriedades rurais em todas as regiões do país.

Essa produção agropecuária diversificada e descentralizada gera muitos resíduos e dejetos que podem ser aproveitados – pelo menos parte deles – em energia.

A energia produzida com fontes renováveis e por meio de tecnologias ambientalmente sustentáveis pode suprir as demandas de eletricidade e calor das atividades humanas e industriais, em especial na área rural.

Tais tecnologias estão disponíveis para todos os portes de empresa até mesmo para as pequenas propriedades, o que torna possível a transformação desses resíduos e dejetos em energia com processos simples e de fácil acesso a esse segmento e com impactos muito positivos na redução de custos e na melhoria da imagem do negócio pelo adequado uso dos recursos naturais.

Saiba mais.  

O conteúdo foi útil para você?

  • Sim
  • Não

Enviado com sucesso! Agradecemos sua ajuda.


Compartilhe: