this is an h1

this is an h2

Pular para o conteúdo principal
Thu Jul 29 11:21:57 BRT 2021
Empreendedorismo | ATITUDE EMPREENDEDORA
Após aceleração do Sebrae, a startup do Davi cresceu 147%

Plataforma de CRM começou atendendo apenas o mercado automotivo, mas abriu para outros mercados e ganhou novos clientes, entre eles empresas multinacionais

· 29/07/2021 · Atualizado em 29/07/2021

"O Sebrae é fundamental para educação inicial do empreendedor brasileiro. As pessoas que estão lá dentro, os consultores, ajudam bastante, são muito comprometidos com o empreendedorismo."

Desde pequeno, Davi Barboza precisava se virar na comunidade Pau de Lima, em Salvador (BA), onde nasceu, para ter seu próprio dinheiro. Por isso, ele diz ter um "espírito empreendedor por natureza". Seu pai, que naquela época abriu uma oficina que conserva até os dias de hoje, era o exemplo em que se inspirava

Aos 14 anos, começou a trabalhar com vendas e passou por vários cargos, desde balconista até atendente. Essa experiência o motivou a cursar a faculdade de Administração de Empresas.

A abertura de sua primeira empresa não demorou muito. Com 21 anos recém-completados, ele montou uma revendedora de veículos, que acabou fechando as portas dois anos depois. De volta ao mercado, trabalhou em concessionárias de grandes empresas automobilísticas multinacionais até voltar a ter o próprio negócio, quando abriu uma distribuidora de mármore e granito, que também quebrou anos depois.

Mas desistir nunca passou pela sua cabeça e, em 2011, Davi decidiu entrar para o mundo das startups, quando criou a Smart Panda, um marketplace de lojas de shopping. O projeto se mostrou um grande sucesso, e por isso Davi se mudou para São Paulo (SP) para dar continuidade ao crescimento do negócio.

Quando surgiram compradores interessados, decidiu vender a empresa em 2014, mas já com outros planos em mente. No ano seguinte, ele já estava pronto para tirar a ideia do papel e, assim, aproveitando sua experiência de trabalho e conhecimento sobre a rotina das concessionárias, fundou a Automobi.

"Eu sabia da dificuldade que as concessionárias têm de trazer o cliente de volta para fazer manutenção depois que ele compra o veículo. Então desenvolvi essa plataforma de CRM [sigla de Customer Relationship Management, que em português significa Gestão de Relacionamento com o Cliente], que trabalha com inteligência de dados, entende o comportamento do cliente, gera insights e ajuda na fidelização. A gente acredita que o sucesso da empresa está baseado no relacionamento com os clientes."

Davi diz que já conhecia o Sebrae desde que começou a empreender, mas que o início da parceria começou de fato em 2017, quando estava morando em Campo Grande (MS).

"Lá eu comecei a fazer parte do programa do Sebrae, Living Lab MS, um laboratório de inovação. Então a Automobi ficou incubada nessa aceleração, e tivemos muitas mentorias, palestras, consultorias. Foi muito importante para fazermos muitas boas conexões, tanto com os mentores quanto com investidores e com outros empreendedores. Em uma rodada de investimentos, por exemplo, consegui investidores para a empresa."

O empresário diz que o resultado não poderia ser diferente: “Faturamos 2,5 vezes o que tínhamos faturado em 2017, um crescimento de 147%".

Apesar do sucesso da empresa, Davi percebeu que o setor automotivo é um mercado volátil, com certas instabilidades. Assim, junto ao Sebrae, decidiu dar uma guinada no negócio, ou uma "pivotagem", como é chamada nos termos técnicos. A partir daquela decisão, a empresa passaria a atuar também em outros mercados, mudando de nome em 2019 para Magnet Customer, com bases em São Paulo e Campo Grande.

"O Sebrae participou da pivotagem e foi muito importante. Conversei muito com os mentores, que deram dicas, indicaram clientes, estabelecendo conexões. Fizemos testes, avaliamos juntos, e tudo isso abriu portas para novas oportunidades".

Entre essas oportunidades, a mudança atraiu novos clientes de todo o Brasil, como polos de educação a distância, escolas de pós-graduação, lojas de joias, companhias de investimentos e grandes corporações, entre elas algumas multinacionais.

A meta agora é dobrar o número de clientes, que hoje gira em torno de 220. 

"Queremos agora atingir 500 até o ano que vem e chegar ao fim do ano com faturamento superior a 200 mil reais/mês. Além disso, melhorar ainda mais a gestão, para focar em vendas nos dois últimos trimestres de 2021. E evoluir sempre a plataforma."

Site: magnetcustomer.com

Instagram: magnetcustomer

Região Norte

Região Nordeste

Região Centro-oeste

Região Sul 

Região Sudeste


O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

Precisa de ajuda?

Nós temos especialistas prontos para atender você e o seu negócio de formar online e gratuita.

Acesse agora