this is an h1

this is an h2

Pular para o conteúdo principal
Wed Jun 09 18:21:11 BRT 2021
Empreendedorismo | ATITUDE EMPREENDEDORA
Antônia abriu salão especializado em cabelos crespos que cresceu 80%

Durante a pandemia, um empréstimo pelo Pronampe garantiu o capital de giro que ela precisava para ficar tranquila enquanto o funcionamento não volta ao normal

· 01/06/2021 · Atualizado em 09/06/2021

“Eu acho o Sebrae muito importante nos esclarecimentos e informações que ele nos dá. Sempre tem alguma resposta para os problemas e questões que a gente enfrenta.” 

O clima de trabalho com o ex-marido, de quem era sócia em uma eletrônica, era péssimo. Mas pior era o que Antônia Rodrigues Lima passava em casa, onde era vítima de violência doméstica. Entre os poucos momentos de tranquilidade, estavam os de cuidados com os cabelos de suas filhas.

“A história de cuidar de cabelos cacheados começou com a dificuldade de cuidar do cabelo das filhas quando elas eram crianças. Não eram nem cacheados nem lisos, não havia produtos para esse tipo de cabelo. Ou cortava Joãozinho ou alisava. Passei anos procurando produtos apropriados para os cabelos delas.”

Por isso, quando se separou do ex-marido, já tinha o conhecimento sobre cabelos por ter feito bastante para cuidar das madeixas das filhas. Até fazia alguns atendimentos em casa, com as vizinhas.

“Logo após o divorcio, passei a trabalhar com isso, trabalhando em alguns salões de beleza. Quando entrei no mercado especializado em crespos e cacheados, encontrei a minha realização profissional.”

Como fazia muito sucesso nos salões em que trabalhou, Antônia foi acumulando clientes cativas, principalmente mães que ficavam maravilhadas com o resultado dos cabelos de suas filhas. Assim, em 2015, percebeu que era a hora de ter o próprio negócio. Na área central de Brasília, abriu o Salão Beleza Crespa.

“Para a minha surpresa, todas as minhas clientes estavam me procurando para continuar sendo atendidas por mim. Todas vieram para o meu salão. Era muito difícil porque eu trabalhava sozinha, de 7h às 20h, e saía muito cansada, mas realizada.”

A demanda era tão grande que logo teve de contratar duas cabeleireiras assistentes e uma recepcionista. Para lidar melhor com esse novo momento, Antônia se lembrou do Sebrae, onde já havia feito diversos cursos, entre eles de atendimento e de gestão. Então, nesse estreitamento de laços, passou a contar com uma consultoria que impulsionou ainda mais o negócio.

“Um consultor ia periodicamente lá no salão, perguntando se estava tudo bem, se eu precisava de alguma coisa. Eu achava isso formidável. Quando abri a empresa, comecei a trabalhar tão rápido que eu não tinha toda parte burocrática resolvida, então o Sebrae também me ajudou a regularizar.”

Com o apoio do Sebrae para colocar as questões administrativas e financeiras em dia, o salão entrou em um ritmo de crescimento que só parou com a chegada da pandemia. A empresária estima que o crescimento nesse período tenha sido de 80%.

“Foi tão rápido que eu nem me dei conta de que já estava com o meu carro, comprando carro para a minha filha, realizando desejos e sonhos que para mim pareciam muito distantes. Nem eu esperava, foi surpreendente.”

Quando chegou a pandemia, a empreendedora tinha uma boa reserva em caixa, mas, após meses sem poder funcionar por não ser um serviço essencial, pensou que seria uma boa pedir um empréstimo pelo Pronampe (Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte).

“Uma cliente me informou que o Sebrae estava ajudando os empreendedores a acessar o crédito do Pronampe. Liguei no Sebrae e eles me informaram sobre a linha de crédito. Aí, fui atrás e consegui. Não foi burocrático, em uma semana o dinheiro estava na conta. Usei como capital de giro. Eu não cheguei a ficar no vermelho, mas vi que estava prestes. Então, me ajudou a ficar em casa com mais tranquilidade enquanto não volta o funcionamento normal.”

Enquanto isso, ela trabalha para levar sua linha exclusiva de produtos para o tratamento de cabelos crespos e cacheados para todo o Brasil. 

“Onde tiver uma crespa e cacheada, vou ficar feliz de os produtos chegarem lá. Estou em contato com o Sebrae sobre como fazer isso, porque tem gente em vários estados me procurando com interesse em comprar. Eu não queria simplesmente vender, mas também direcionar para salões especializados. Quero encontrar uma maneira de viabilizar essa distribuição.”

Facebook: salaobelezacrespa

Instagram: belezacrespa

Região Norte

Região Nordeste

Região Centro-oeste

Região Sul

Região Sudeste

Região Norte

Região Nordeste

Região Centro-oeste

Região Sul 

Região Sudeste


O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

Conteúdo relacionado