this is an h1

this is an h2

Mon Nov 29 15:17:25 BRT 2021
Empreendedorismo | ATITUDE EMPREENDEDORA
Após ser enganada, Agda abriu uma oficina mecânica para mulheres

Além do serviço de confiança para o público feminino, a empresária também promove palestras para ensinar mecânica a mulheres

· 07/04/2021 · Atualizado em 29/11/2021

"O Sebrae deu visibilidade ao meu negócio, me ajudou a fazer o controle financeiro, a cuidar do marketing e da administração em geral da oficina."

A bancária Agda Óliver estava feliz com seu carro novo até que precisou levá-lo para uma revisão em Brasília (DF). Como não entendia de mecânica, foi enganada na oficina e teve de pagar por diversos serviços e peças desnecessárias. Revoltada, começou a estudar o tema para não ser lesada novamente.

Como também já tinha vontade de abrir um negócio, teve a ideia de montar uma oficina mecânica voltada para mulheres, garantindo que elas pudessem procurar os serviços com a tranquilidade de não serem enganadas.

Inicialmente, ela queria que os funcionários fossem todos mulheres, mas ela não conseguiu encontrar profissionais suficientes no mercado. Ainda assim, inaugurou a oficina Meu Mecânico, em 2010, mantendo a ideia de ser focada no público feminino.

"Eu também queria ensinar as mulheres a cuidarem do carro delas, para que elas entendessem mais sobre o assunto. Queria que fosse um lugar com transparência, comodidade, honestidade. E onde elas pudessem tirar as dúvidas sem serem taxadas de bobas."

Antes da inauguração, Agda procurou o Sebrae e apresentou sua ideia. Ela diz que seu projeto foi muito bem recebido e logo foi orientada a fazer os cursos sobre gestão. Participou de todas as capacitações disponíveis, tanto online quanto presenciais, e em seguida do Empretec. Paralelamente, seguiu as orientações de fazer pesquisa de mercado e um plano de negócios para seu empreendimento.

Com a oficina já em funcionamento, a parceria com o Sebrae continuou e se fortaleceu. Após fazer um curso de inovação, a empresária criou o TPM – Terça Para Mulheres, um evento semanal em que convidava clientes para ir à oficina, onde contavam também com serviços de manicure, palestras sobre mecânica, além de descontos especiais.

Hoje, após dez anos, a oficina cresceu de dois para sete funcionários, o número de clientes sempre aumentando. Ao todo, 70% dos clientes são mulheres. Agda diz que a oficina também tem grande apelo com o público LGBT.

Para o futuro próximo, a empresária planeja trabalhar na abertura de franquias de sua oficina e fortalecer sua carreira de palestrante, cujas portas também foram abertas pelo Sebrae, quando ganhou o Prêmio Sebrae Mulher de Negócio. Um dos seus maiores desejos é abrir uma escola de mecânica para mulheres.

Site: Meu Mecânico

Twitter: @meumecanico

Região Norte

Região Nordeste

Região Centro-oeste

Região Sul

Região Sudeste


O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

Precisa de ajuda?

Nós temos especialistas prontos para atender você e o seu negócio de forma online e gratuita.

Acesse agora