this is an h1

this is an h2

Fri May 13 16:28:54 BRT 2022
Empreendedorismo | ATITUDE EMPREENDEDORA
Maria Vitória já abriu três unidades de sua marca de caldo de cana

A empreendedora seguiu a orientação do Sebrae e diversificou os produtos para aumentar as vendas e o faturamento

· 13/05/2022 · Atualizado em 13/05/2022

 

“O Sebrae dá muita segurança, é muito verdadeiro e transparente para quem quer empreender. Sempre diz se você está fazendo algo errado ou se precisa melhorar. Quem está iniciando precisa ir de mãos dadas com o Sebrae para aumentar a chance de o negócio dar certo e não quebrar.”

Após se formar em Letras, Maria Vitória Ferreira começou sua vida profissional trabalhando como revisora em editoras e em seguida no Consulado da Itália. Essa experiência abriu portas para que ela trabalhasse por mais dez anos em uma multinacional atuando na área de comércio exterior. No entanto, após engravidar e retornar de sua licença-maternidade, acabou sendo desligada da empresa.

A situação deixou-a diante de um impasse: tentaria voltar ao mercado de trabalho na mesma área em que atuava ou buscaria novos caminhos? A dúvida também estava relacionada à possibilidade de trabalhar mais perto de sua família em Sorocaba (SP), já que seu antigo emprego era em Barueri (SP), o que demandava um enorme deslocamento. Na prática, acabou fazendo as duas coisas. Primeiro participou de processos seletivos na área de comércio exterior, sem sucesso, até decidir que ela mesma criaria sua própria vaga. Seu caminho era ser empreendedora.

A decisão sobre o segmento em que iria empreender foi baseada em uma inquietação: ela gostaria de atuar em uma área que precisasse ser aprimorada. Foi assim que se lembrou de quando estava em licença-maternidade: quando passeava com seus filhos gêmeos, gostava de tomar caldo de cana de um vendedor que encontrava pelo caminho. Mas nem sempre o profissional estava lá, com sua moenda no carrinho. Então ela percebeu que poderia empreender tendo um ponto fixo de venda de caldo de cana, mas além disso queria fazer algo inovador.

Para tirar a ideia do papel, Maria Vitória decidiu procurar o Sebrae, pois gostaria de começar com pé direito, fazendo tudo certo. “Lá, eu falei da minha ideia, que era um quiosque de shopping, algo gourmet. Eles não conheciam nada assim. Mas o consultor pediu para eu pensar, colocou vários obstáculos para testar se eu realmente queria e se valeria a pena. Disse também que precisava ter um diferencial.”

Refletindo sobre o que ouviu do consultor, decidiu começar fornecendo para uma pastelaria e para um supermercado. Assim, ela se tornou MEI (Microempreendedor Individual) e lançou sua marca de caldo de cana em 2019, a The Cana.

Porém, pouco tempo depois, veio a pandemia, que a obrigou ficar parada. Quando retomou as atividades, começou a perceber que as vendas em supermercados eram muito baixas. Mas no Sebrae ela entendeu por que e pôde corrigir a rota.

“Veio a pandemia, paramos por um tempo, voltamos fornecendo para varejo de alimentos, legumes e verduras que eram entregues em domicilio. Sempre quis tentar supermercados, fabricava o caldo de cana em casa, depois em um espaço, e entregava na pastelaria e no supermercado, mas no supermercado não vendia.”

“Eu participei do programa ALI [Agente Local de Inovação] e fui orientada a fazer entrevistas com os clientes dos meus concorrentes. Eu perguntava por que eles tomavam, quando, em que situações. Descobri que tomar caldo de cana para eles era um momento de descanso, não apenas para matar a sede, então envolvia sentar e esperar moer a cana. Aí passei a entender por que não vendia no supermercado.”

A solução para o problema foi levar a moenda para dentro do supermercado e preparar o caldo de cana na hora para os clientes. Maria Vitória diz que a ideia foi um sucesso.

“O sucesso foi tanto que começamos nessa primeira unidade da rede de supermercado em julho de 2021 aqui em Sorocaba, lançamos em uma segunda unidade em fevereiro de 2022 em Botucatu (SP) e em março em Bauru (SP). Já temos três unidades.”

O passo seguinte, que também aprendeu durante o ALI, foi diversificar e lançar novos produtos. Assim, logo passou a vender também palitinhos de cana in natura e a revender melado de cana. Hoje já são mais de dez produtos.

“O Sebrae foi e é muito importante para a minha empresa. O ALI foi muito bom, abriu a minha cabeça. Eu também fiz cursos online, sempre muito importantes. Um deles de boas práticas de manejo de alimentos, e recentemente fiz um pacote de vários cursos rápidos, porque eu precisava fazer um empréstimo. E por último fiz o Sebrae Trade, porque a gente tem vontade de exportar nossos produtos.”

Com o crescimento do negócio, a empreendedora precisou mudar de MEI para ME (Microempresa), tanto pelo aumento do faturamento quanto pela necessidade de contratação de mais funcionários.

Para continuar crescendo, ela pretende abrir mais uma unidade em Sorocaba e já tem outra rede de supermercados do Paraná interessada no negócio. “Também estamos estudando franquear nossa marca. E, como eu disse, exportar. Não sei se o caldo em si, devido à perecibilidade, mas outros derivados da cana.”

Site: The Cana

Instagram: @thecanabrasil

Região Norte

Região Nordeste

Região Centro-oeste

Região Sul

Região Sudeste


O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

Precisa de ajuda?

Nós temos especialistas prontos para atender você e o seu negócio de forma online e gratuita.

Acesse agora