this is an h1

this is an h2

Thu Jan 13 15:12:26 BRT 2022
Empreendedorismo | ATITUDE EMPREENDEDORA
Mirna e Renilson produzem 70 mil embalagens sustentáveis por mês

Com apoio do Sebrae, a empresa cresceu cerca de 100% ao profissionalizar a gestão e adotar processos inovadores baseados na sustentabilidade

· 13/01/2022 · Atualizado em 13/01/2022

 

"O Sebrae é um grande estimulador de quem quer empreender, além de oferecer um grande suporte. Se todos que têm a intenção de empreender procurassem o Sebrae, certamente a taxa de fechamento de empresas seria muito menor."

Além de marido e mulher, Mirna de Santana Andrade e Renilson Conceição são sócios da Eco Caixas BA, uma fábrica de embalagens sustentáveis de alimentos. Tudo começou com a vontade que Renilson sempre teve de empreender na área de produção, isso porque esse sempre foi seu ramo de atuação. E foi perseguindo esse sonho que ele fez algumas tentativas antes de acertar: teve fábricas de detergente, sacolas plásticas e marmitex. "Negócios que não deram certo, mas que serviram de experiência para a empresa que temos hoje."

A ideia de produzir embalagens de papelão para alimentos surgiu após um estudo que ele fez, a partir do qual constatou que havia essa demanda de mercado na região onde mora, na cidade de Camaçari (BA). Quem trabalha com delivery por lá precisava viajar para comprar as embalagens. "Então decidi montar uma linha de produção. Assim eu conseguiria alinhar duas coisas com as quais eu tinha vontade de trabalhar: linha de produção e alimentação. Aí eu encontrei esse produto, que tem um giro muito grande."

Assim, em 2014, nasceu a empresa que tem hoje como carro-chefe embalagens de pizza de todos os tamanhos, além de caixas para outros alimentos típicos de delivery, como salgados, bolos e lasanhas. No entanto, como queriam ter um produto que se destacasse no mercado, decidiram inovar e produzir tudo de maneira sustentável. Alguns processos da empresa também são feitos dessa forma, já que a preocupação com o meio ambiente sempre esteve no radar.

"Todos os nossos materiais têm um ciclo, e o que sobra é reciclado. Tudo volta novamente para a indústria, e não se desperdiça nada. Também somos sustentáveis em outros aspectos, com o consumo mínimo de água e uso energia de nossa usina solar. Toda a produção é baseada na sustentabilidade."

Renilson diz que o Sebrae foi fundamental nessa adaptação da empresa para funcionar de maneira sustentável. Além disso, ele define o apoio como um "divisor de águas" para o negócio, pois organizou e profissionalizou diversos processos.

“Minha família vem toda da indústria, nunca teve nenhum empreendedor, então não fui preparado para trabalhar no comércio. O Sebrae entrou justamente para ajudar com essa minha falta de experiência em negociar, em vender, em comprar. O Sebrae nos auxiliou muito e vem nos auxiliando até hoje. Nosso forte é o chão de fábrica, mas na parte administrativa a gente tinha muita dificuldade. Antes do Sebrae, a gente fazia a gestão de uma forma mais amadora."

Mirna acrescenta que o apoio do Sebrae começou no processo de abertura da empresa, com auxílio nos processos burocráticos. Ela destaca que o Empretec foi a principal capacitação entre as que fez por meio da parceria..

"O Empretec nos ajudou muito no planejamento, a avaliar o cenário antes mesmo de montar o negócio. Aí, depois do Empretec, fizemos o plano de negócios. Passamos a avaliar os riscos que poderiam existir, o que seria nossa potência, nossas fraquezas. Criamos uma visão e uma missão a partir daí."

A empreendedora também lembra que o Empretec ajudou a aprimorar seus comportamentos empreendedores e que isso refletiu diretamente na gestão da fábrica. "Depois do Empretec, eu me enxerguei mais como empresária, foi muito intenso. O empreendedor luta no dia a dia para não se desmotivar, e no Empretec vi que teríamos muitos desafios durante a jornada, mas que era preciso manter o foco, porque assim atingiríamos nosso objetivo. Iniciamos a empresa durante uma crise econômica e esse estímulo ajudou muito a gente a não desanimar."

Ela também aponta como ponto positivo uma capacitação baseada na ferramenta Lean, realizada por meio de uma parceria do Sebrae com a prefeitura de Camaçari. "Esse treinamento nos fez enxergar os gargalos da produção.  Nossa produção passou a ser em linha, passamos a ter um controle do que vendíamos, qual produto mais sai entre outras coisas. A partir do Lean, o nosso faturamento aumento muito. Antes vendíamos, mas o dinheiro não rendia."

De acordo com Mirna, a Eco Caixas BA cresceu cerca de 100% com o apoio do Sebrae. "Quando iniciamos, vendíamos cerca de 750 caixas mensalmente. Chegamos a 100 mil caixas em um único mês e hoje vendemos uma média de 70mi. Atualmente, a gente tem uma noção melhor sobre quais produtos vendem mais, mais controle da produção, e tudo isso veio do treinamento que tivemos com o Sebrae, que ajudou muito a empresa a crescer. Aprendemos que administração é tão importante como produzir bem."

A empreendedora afirma ainda que a satisfação com o negócio não vem apenas dos bons números, mas de saber que eles estão atuando em harmonia com o meio ambiente, gerando o mínimo de impacto possível, e que essa ideia é compartilhada com os clientes e colaboradores da fábrica.

"Nossos funcionários estão mais conscientes sobre o uso dos recursos de uma forma mais racional. E eles passam isso para as famílias deles, e nós passamos também para os nossos clientes. Nosso catálogo é de papel reciclado, nossos brindes também, e assim a mensagem da sustentabilidade vai se espalhando."

Por querer continuar nesse caminho é que o foco da empresa é seguir crescendo e manter os cuidados com o meio ambiente. Para atingir esse objetivo, Mirna diz que um dos próximos passos é investir mais em marketing digital.

"Agora queremos expandir a marca. Hoje estamos em um local que possibilita esse crescimento. Já fizemos um site, com o apoio do Sebrae, e isso vem ao encontro do nosso objetivo de crescimento. Antes era no boca a boca, agora temos plataformas digitais."

Site: Eco Caixas BA 

Instagram: ecocaixasba

Região Norte

Região Nordeste

Região Centro-oeste

Região Sul

Região Sudeste


O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

Precisa de ajuda?

Nós temos especialistas prontos para atender você e o seu negócio de forma online e gratuita.

Acesse agora