this is an h1

this is an h2

Pular para o conteúdo principal
Francisca da Silva

Lugar de mulher é no fogão?
Só se for comandando

Francisca da Silva, ou Xica, como prefere ser chamada, é a mineira que comandou 12 empreendimentos, como a Rede Sabor Mineiro Uai, focada em serviços de bufê e formada por mulheres vítimas de violência doméstica que encontraram no trabalho a força e a oportunidade para reconstruir suas vidas. Essa também é a outra identidade de Xica da Silva, ativista na busca pela visibilidade dessas mulheres e apoio a elas.


“O bufê se vinculou com essa necessidade de, além de gerar renda, fazer também um trabalho de inclusão social"

Retrato da realidade de muitas mulheres brasileiras, Xica também teve suas dores e dificuldades enquanto percorria seu caminho, e foi no empreendedorismo que ela voltou a tomar as rédeas de sua vida. Durante 10 anos, passou por violências física, psicológica e patrimonial no relacionamento com o pai de suas três filhas, do qual saiu com inúmeras marcas dentro e fora do emocional, como a perda de um olho, resultado de um acidente de carro proposital causado pelo ex-companheiro. Depois de denunciá-lo nove vezes, encontrou proteção para ela e suas filhas em um abrigo, e com a ajuda de vizinhos e sacolões começou a entender o conceito de uma economia solidária e participativa.

“Juntamos nossa força de vontade, nossa aptidão, nossa atitude e começamos a produzir”

Para se alimentar, Xica recebia doações de caixas de legumes que não seriam comercializadas, até que um dia, enquanto via o programa da Ana Maria Braga, sentiu-se encorajada pelas famosas frases de efeito da apresentadora. Cozinheira de mão cheia que é, decidiu produzir conservas de tomate seco, vendendo-as pelas ruas. “No início, as pessoas compravam por dó, depois começaram a ver que realmente o produto era bom.” Xica então criou com seu grupo de geração de renda, o Trem Bom. Depois, foi a vez do Amigos de Xica e, por último, da Rede Sabor Mineiro Uai.

Atualmente, ela está envolvida com um projeto de merendas escolares com a União Europeia, colabora com as mulheres contando sua história, propondo novas relações de trabalho, e participa ativamente da inclusão social e da valorização das mulheres periféricas vítimas de abusos domésticos através da Rede Sabor Mineiro Uai

Continuar lendo