this is an h1

this is an h2

Instalação da Regional Curitiba abre Sebrae 50+50 no Paraná

José Roberto Tadros, presidente do CDN do Sebrae: criação da nova unidade estimula o empreendedorismo na capital e municípios adjacentes (Foto/crédito - Andressa Miretzki/Sebrae)

Os empreendedores de micro e pequenas empresas da capital paranaense contam agora com o apoio da nova regional do Sebrae, em Curitiba. O anúncio da criação da unidade e da nova estratégia de atendimento ocorreu na tarde desta segunda-feira (21/02), na sede do Sebrae. Lideranças empresariais e públicas acompanharam o evento, realizado de acordo com os protocolos de segurança devido à pandemia. O Sebrae Paraná passa a contar com sete regionais e 26 escritórios.

A instalação da Regional Curitiba marca um momento especial de celebração dos 50 anos do Sebrae, que visa transformar o período do cinquentenário em uma oportunidade para reforçar a relevância dos pequenos negócios no desenvolvimento socioeconômico do estado e do país.

“A nova regional é resultado de uma estratégia de ampliação do atendimento, pois a capital reúne a maior concentração de pequenos negócios. E conciliamos com o cinquentenário, que tem uma representação histórica sobre o papel dos pequenos negócios no desenvolvimento, sempre com impacto positivo na geração de trabalho, emprego e renda, ainda mais agora na crise econômica decorrente da pandemia”, comenta Fernando Moraes, presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae Paraná.

A implantação da regional vai impactar no atendimento e no desenvolvimento de ações e projetos. De início, serão instalados cinco novos Escritórios de Articulação – divididos entre as Regionais Administrativas de Curitiba. Os três primeiros serão na regional Matriz, em Santa Felicidade e na Cidade Industrial. “Nossos consultores atuarão de maneira itinerante, com o trabalho nas ruas, nas empresas e instituições empresariais, para atender, levantar demandas e encaminhar parcerias com foco na melhoria das MPE e do próprio ambiente de negócios”, explica o gerente da regional Curitiba, Joailson Agostinho.

Segundo Eduardo Pimentel, vice-prefeito de Curitiba, a divisão dos escritórios de articulação realizada pelo Sebrae Paraná é uma forma de entender melhor a necessidade dos empreendedores da cidade. “É importante essa divisão do Sebrae, que tem a sensibilidade para sentir a realidade dos segmentos empresariais no dia a dia, que atua permanentemente para incentivar o empreendedorismo e auxilia, efetivamente, na retomada econômica da nossa cidade”, destaca Pimentel.

A partir do trabalho de articulação, até o final de 2022, o Sebrae, junto com parceiros interessados, instalará mais dez Pontos de Atendimento na capital, que poderão ser dentro de instituições empresariais ou associações, sempre com o objetivo de levar informação e fortalecer os pequenos negócios. 

Outro aspecto envolve a ampliação de soluções nas dez salas do empreendedor, já instaladas em Curitiba, como a Trilha do MEI, que compreende temáticas de compras, gestão financeira, mundo digital, vendas e planejamento, bem como uma série sobre tendências para os microempreendedores individuais. No ano passado, as salas em Curitiba realizaram 29.514 atendimentos. Para 2022, a previsão supera os 35 mil.

“Além da atualização do portfólio das salas, da articulação e presença nos bairros, vamos promover um aumento significativo nas capacitações. Para ser ter uma ideia, somente a solução Porta a Porta sairá de 6.640 atendimentos em 2021, para 30 mil em 2022, dentro da proposta da nova regional”, projeta o diretor de Operações do Sebrae Paraná, Julio Cezar Agostini.

O governador em exercício, Darci Piana, lembrou a parceria do governo do Paraná com o Sebrae, que oferta programas e ações para empreendedores, e destacou a dinâmica da nova regional. “Com o atendimento dedicado na Capital, cujas necessidades de cada bairro são diferentes, assim como o comércio e o comportamento do consumidor, o Sebrae vai oferecer um atendimento com eficiência para os segmentos empresariais de micro e pequenos negócios”, projeta Piana.

A área que compreende a Região Metropolitana de Curitiba, Litoral e Vale do Ribeira seguirá sendo atendida pela Regional Leste do Sebrae Paraná.

Resposta à crise

O empreendedorismo alcançou uma marca histórica no Brasil e no Paraná, em 2021. Segundo levantamento feito pelo Sebrae, com base em dados da Receita Federal, o ano passado registrou um recorde de novos pequenos negócios. Foram mais de 3,9 milhões de empreendedores que se formalizaram em busca de obter uma fonte de renda ou para realizar o sonho de serem donos da própria empresa. No Paraná, foram 265.545 novos negócios registrados.

Curitiba concentra 388.316 micros e pequenos negócios e representa 20% do PIB do estado. Números que impactam a economia e ratificam a instalação da nova regional.

“Vamos ampliar o relacionamento com clientes e o setor produtivo na capital para sermos um alicerce no movimento de retomada, pois, da mesma forma que a pandemia forçou muitas pessoas a irem para o empreendedorismo por necessidade, ela também estimulou a busca desse meio de vida por oportunidade. Então, empresas que nascem mais organizadas tendem a crescer, gerar empregos e renda nas suas comunidades. Esse é nosso papel”, aponta Vitor Roberto Tioqueta, diretor-superintendente do Sebrae Paraná.

José Roberto Tadros, presidente da Confederação Nacional do Comércio (CNC) e presidente do Conselho Deliberativo Nacional do Sebrae, enfatizou que Curitiba é uma referência de urbanização, infraestrutura e empreendedorismo. “Crises acontecem ciclicamente, por isso precisamos incentivar o desenvolvimento das micro e pequenas empresas. A criação da nova regional do Sebrae Paraná é um estímulo para o empreendedorismo curitibano, podendo ter melhores resultados na cidade e nos municípios adjacentes, podendo escutar a realidade de cada bairro, que são diferentes e possuem necessidades diferentes”, estima Tadros.

Estiveram presentes José Gava Neto, diretor de Administração e Finanças do Sebrae Paraná; coronel Sérgio Malucelli, presidente da Federação das Empresas de Transporte de Cargas do Estado do Paraná (Fetranspar); Ercílio Santinoni, Federação das Associações de Micro e Pequenas Empresas do Paraná (Fampepar); Camilo Turmina, presidente da Associação Comercial do Paraná (ACP); João Arthur Mohr, gerente de assuntos estratégicos da FIEP; Graciela Bolzón de Muniz, vice-reitora da Universidade Federal do Paraná (UFPR); João Barreto Lopes, da Associação das Empresas da INDL de Curitiba (AECIC); Francisco Costa Filho, da Associação do Comércio e Indústria de Uberaba e Região (ACIUR); Paulo Iglesias, presidente da Curitiba e Região Convention & Visitors Bureau (CCVB); Renato Maçaneiro, diretor da Fomento Paraná; Luciana Burko, da Câmara da Mulher Empreendedora; Guto Silva, deputado estadual, e os vereadores de Curitiba Márcio Barros e Mauro Bobato, além de secretários municipais e lideranças.

Os interessados em receber atendimento da Regional Curitiba podem procurar os canais do Sebrae, que estão disponíveis pelo 0800570800, Salas do Empreendedor, nas redes sociais e acessando https://www.sebraepr.com.br/

Fonte: Agência Sebrae de Notícias – Paraná

Sobre o Sebrae 50+50

Em 2022, o Sebrae celebra 50 anos de existência, com atividades em torno do tema "Criar o futuro é fazer história". Denominado Projeto Sebrae 50+50, a iniciativa enfatiza os três pilares de atuação da instituição: promover a cultura empreendedora, aprimorar a gestão empresarial e desenvolver um ambiente de negócios saudável e inovador para os pequenos negócios no Brasil. Passado, presente e futuro estão em foco, mostrando a evolução desde a fundação em 1972 até os dias de hoje, com um olhar também para os novos desafios que virão para o empreendedorismo no país.