this is an h1

this is an h2

Pular para o conteúdo principal
Finanças | GESTÃO FINANCEIRA
Tributação na panificação e confeitaria

Conhecer os impostos e a categoria de enquadramento adequada faz parte da estratégia competitiva para o sucesso do negócio.

· 15/03/2016 · Atualizado em 17/03/2020
Imagem de destaque

As empresas de panificação e confeitaria, que fazem parte de um setor marcado pela predominância de pequenos negócios, enfrentam rotineiramente problemas ligados a tributação. Várias buscam um enquadramento no Simples Nacional, ainda que para isso tenham que fazer verdadeiros “malabarismos contábeis e fiscais”.

No fim das contas, essa atitude pode inviabilizar o negócio, já que o balanço forçadamente enquadrado numa escala menor do que a empresa representa impede o crescimento e mascara possíveis falhas de administração.

Então, à medida que a empresa cresce, acaba tendo que se enquadrar em outras formas de tributação, como o Lucro Real. E nesse momento várias delas acabam por perder rentabilidade, pois não conseguem se manter nessa nova estrutura tributária.

Um estudo analisa diferentes perfis de empresas, analisando os impactos da tributação nas formas de enquadramento: Simples Nacional, Lucro Real e Lucro Presumido, comparando-as e mostrando como a empresa se comportaria em cada um desses modelos. Ele sinaliza também ações que as empresas podem promover para busca de maior eficiência e produtividade, as quais podem auxiliá-las a absorver os custos com impostos e encargos e gerar retorno.


O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

Conteúdo relacionado