Wed Oct 28 05:00:19 GMT-03:00 2020
Empreendedorismo
Feira Digital Brasil Original
Feira online apresenta produtos artesanais da Amazônia para o Brasil

Brasil Original

A partir da próxima sexta-feira (30) até o dia 15 de novembro, o Sebrae realiza a primeira feira de artesanato da Região Norte, em plataforma totalmente online, permitindo a compra dos produtos por lojistas ou demais interessados de todo o Brasil. A plataforma oferece uma ampla variedade de produtos feitos por artesão ribeirinhos, locais e indígenas, valorizando a diversidade a iconografia da região da Amazônia. 

         Basta acessar www.brasiloriginalamazonia.com.br e conferir as novidades de 32 artesãos empreendedores, sendo a maioria do Amazonas. Mas há expositores do Acre, Rondônia, Roraima e Tocantins.

         “Essa é uma boa oportunidades para nossos artesãos conquistarem clientes por todo o Brasil, através do valor simbólico que os produtos da Amazônia já possuem. Além disso, é uma oportunidade para os lojistas comprarem direto dos artesão, sem a necessidade de atravessadores”, destaca a diretora superintendente do Sebrae no Amazonas, Lamisse Cavalcanti.

         O acesso ao site é livre, sem a necessidade de fazer cadastro prévio. Ao entrar, o interessado clica em expositores ou faz uma rápida busca, bastando selecionar o Estado e os tipos de artesanato oferecido, que podem ser acessórios, decoração, biojoias, entre outros produtos.

         Após a pesquisa, o interessado pode entrar em contato direto com o artesão e passa a negociar suas compras. O site também traz histórias de superação, vídeos sobre os empreendedores e seus produtos e história do artesanato. 

         De acordo com a analista técnica do Sebrae/AM, Lilian Simões, essa feira digital é pioneira na oferta de produtos que envolvem artesãos de todos os Estados do Norte. A iniciativa, reforça, faz parte do projeto Brasil Original que tem por objetivo fortalecer, profissionalizar e abrir novos mercados para o artesanato produzido em todo o País. No Amazonas, ainda segundo Lílian, o projeto já beneficiou centenas de empreendedores indígenas e não indígenas, com destaque para artesãos das regiões do alto rio Solimões e do médio e alto rio Negro, onde há grande concentração de povos indígenas que sobrevivem, entre outras atividades, da fabricação de artesanato.  

Compartilhar
Favoritar

    Salvo na lista de favoritos

O conteúdo foi útil para você?

Conteúdo relacionado

Fale com o Sebrae

Converse online, por chat ou email, com os técnicos do Sebrae
para tirar dúvidas e receber orientações sobre o seu negócio.
É gratuito!

Converse agora