ac am rr pa ap ma pi ce rn pb pe al se ba to mt ro ms go df mg es rj sp pr sc rs
  • RSRio Grande do Sul
  • SCSanta Catarina
  • PRParaná
  • SPSão Paulo
  • MSMato Grosso do Sul
  • RJRio de Janeiro
  • ESEspírito Santo
  • MGMinas Gerais
  • GOGoiás
  • DFDistrito Federal
  • BABahia
  • MTMato Grosso
  • RORondônia
  • ACAcre
  • AMAmazonas
  • RRRoraima
  • PAPará
  • APAmapá
  • MAMaranhão
  • TOTocantins
  • SESergipe
  • ALAlagoas
  • PEPernambuco
  • PBParaíba
  • RNRio Grande do Norte
  • CECeará
  • PIPiauí
menu Sebrae

Cursos e Eventos

Cursos e Eventos presenciais

Confira a programação do Sebrae no seu estado e inscreva-se já.

Cursos Online

Matricule-se nos cursos online 100% gratuitos e estude sem sair de casa.

Thu Jul 16 15:02:59 GMT-03:00 2020
Empreendedorismo
Restaurante Shin Suzuran
Como o tradicional restaurante Shin Suzuran se manteve durante a pandemia
  • Restaurante Shin Suzuran
  • Aprendizado em família
  • Expectativas futuras
  • Consultoria SEBRAE

Restaurante Shin Suzuran

A crise do novo coronavírus atingiu milhares de empresas brasileiras que precisaram de criatividade e reajuste nos serviços para conseguirem lidar com a crise. Até negócios tradicionais em diversas cidades do país tiveram que fechar as portas, pois não conseguiram dar continuidade nos seus serviços. O momento foi de grande desafio para se reinventar e permanecer no mercado. 

Em Manaus (AM), o primeiro restaurante de comida japonesa da cidade Shin Suzuran ainda se mantém apostando na inovação e na qualidade de seus serviços e atendimento. Contudo, também enfrentou suas dificuldades durante a pandemia. 

A frente do negócio, o chef Hiroya Takano se viu em aflição pois não sabia como continuaria pagando as contas e os funcionários, sendo eles os que mais o preocupava.

“Os primeiros 15 dias que passamos foi um desespero, porque não tinha como pagar os compromissos, como água, luz e os funcionários. Como eu iria dispensar funcionários que trabalham comigo há 20, 23 e até 25 anos? Como eles iriam enfrentar esse período se ninguém estava contratando? Então foi um desespero, mas sempre estivemos pensando no bem-estar de todos nós”, contou Hiroya. 

O pagamento de contas e colaboradores foi maior dificuldade que o chef considerou durante a pandemia. Mas disse que a iniciativa do Governo Federal em adiantar o pagamento dos funcionários através da Caixa Econômica foi um diferencial que outras crises não tiveram e que o ajudou com a situação. 

Outra alternativa para o ganho de recursos foi o de continuar com os serviços do restaurante através do “take away”, quando os clientes passam no local e buscam a comida, e pelo delivery através de aplicativos. A entrega em domicílio já havia sido incorporada pelo negócio um ano antes. 

“Nós estávamos em um ano muito bom. Não só eu, como outros donos de restaurante, estávamos satisfeitos. E de repente vimos o fechamento de tudo e aquilo fez com que ficássemos muito apreensivos. Como a gente já havia começado a fazer entrega pelo iFood [aplicativo de delivery de restaurantes], já tínhamos o know-how de como proceder. Nós tivemos muita sorte de termos iniciado ano passado essa entrega”, disse o chef. 

O Shin Suzuran, que é considerado o melhor restaurante de comida oriental em Manaus pela Revista Veja, mantém a tradição da gastronomia japonesa ao mesmo tempo que sempre busca inovação para atender sua clientela. 

O chef Hiroya é conhecido por unir os elementos japoneses com a culinária amazônica, além de incorporar PANCs (Plantas Alimentícias Não-Convencionais) no cardápio. Criações que cada vez mais consolidam os clientes do restaurante. 

Aprendizado em família

O restaurante Shin Suzuran funciona há quase 42 anos e foi o primeiro de culinária japonesa em Manaus, sendo inaugurado para atender os japoneses que vieram trabalhar no Distrito Industrial. Fundado pelos pais de Hiroya, Tatsuya e Saki Takano, o restaurante já está em sua terceira geração no comando dos filhos do chef: Hiroya Adriano e Hiroko Adriana.

Apesar de ter começado a crise apreensivo, o chef afirma que esse também foi um aprendizado para os filhos sobre como lidar com o negócio. “Esse foi o primeiro enfrentamento que ele estão passando, mas ainda estamos ajudando na retaguarda com a parte burocrática e ensinando a enfrentar as dificuldades do dia a dia”.

Hiroya também relembra de uma lição que aprendeu durante a crise que vivenciou em 2007 com a abertura das temakerias que ameaçavam tirar a evidência dos restaurantes tradicionais de comida oriental. 

Na época, foi um consultor do SEBRAE que o fez pensar de forma diferente. “Ele disse que eu não precisava me preocupar em fazer clientes, porque a temakeria iria fazê-los por mim. Quando eles tivessem mais conhecimento sobre a comida japonesa, eles poderiam vir comer no restaurante Shin Suzuran. Isso foi um momento muito importante. Eu estava desesperado e de repente outra pessoa me fez olhar a crise do outro modo”, contou o chef.

Agora esta é a lição que Hiroya tenta passar para seus filhos que estão a frente do negócio: ser mais racional antes de se desesperar ao enfrentar qualquer dificuldade.

Expectativas futuras

Com a reabertura do comércio, o chef Hiroya Takano espera que o restaurante volte a ter movimentação, embora acredite que nada será como antes até haver uma vacina contra o novo coronavírus. 

A nova aposta de comunicação do negócio é mostrar os cuidados que estão tendo em relação à alimentação e ao ambiente para reforçar a confiança dos clientes. O chef também acredita que o Brasil irá se recuperar rapidamente da crise do coronavírus. 

“O Brasil com certeza vai ser um país que vai surpreender com a retomada da economia. Eu já vi várias crises nesses tempos, mas o país sempre enfrentou de frente e teve uma retomada rápida. O potencial do Brasil vai ser mostrado para o mundo e nós vamos trabalhar juntos e enfrentar essa pandemia. No final vamos dizer: nós vencemos e rápido”, concluiu Hiroya.

Consultoria SEBRAE

Assim como Hiroya teve o apoio do Sebrae em uma de suas crises passadas, você também pode adquirir conhecimento para enfrentar as dificuldades do seu negócio! O SEBRAE/AM oferece consultoria para pequenos negócios que querem alavancar no seu segmento. 

Neste serviço, um consultor irá levantar as necessidades de sua empresa, identificar soluções e recomendar ações de melhoria através de uma ferramenta chamada diagnóstico. Deste modo, é implantado um projeto a fim de aprimorar práticas de gestão, otimizar recursos e auxiliar na tomada de decisões. 

É uma forma segura e confiável de agilizar seu negócio e acertar nas estratégias que irão promover sua marca. 

Para saber mais informações sobre o que o SEBRAE pode fazer pelos empreendedores amazonenses, basta entrarem contato com o SEBRAE/AM através do atendimento online  ou do número 0800 570 0800. 

E se você quer se tornar um empreendedor mas não sabe por onde começar ou qual negócio abrir, o SEBRAE fez diversos estudos sobre mais de 350 Ideias de Negócios para te ajudar nessa decisão. É só clicar aqui e conferir! 

Quer conferir mais histórias de pessoas que estão Lidando com a Crise do coronavírus? Veja nossas sugestões abaixo:

Compartilhar
Favoritar

    Salvo na lista de favoritos

O conteúdo foi útil para você?

Conteúdo relacionado

Fale com o Sebrae

Converse online, por chat ou email, com os técnicos do Sebrae
para tirar dúvidas e receber orientações sobre o seu negócio.
É gratuito!

Converse agora