ac am rr pa ap ma pi ce rn pb pe al se ba to mt ro ms go df mg es rj sp pr sc rs
  • RSRio Grande do Sul
  • SCSanta Catarina
  • PRParaná
  • SPSão Paulo
  • MSMato Grosso do Sul
  • RJRio de Janeiro
  • ESEspírito Santo
  • MGMinas Gerais
  • GOGoiás
  • DFDistrito Federal
  • BABahia
  • MTMato Grosso
  • RORondônia
  • ACAcre
  • AMAmazonas
  • RRRoraima
  • PAPará
  • APAmapá
  • MAMaranhão
  • TOTocantins
  • SESergipe
  • ALAlagoas
  • PEPernambuco
  • PBParaíba
  • RNRio Grande do Norte
  • CECeará
  • PIPiauí
menu Sebrae

Cursos e Eventos

Cursos e Eventos presenciais

Confira a programação do Sebrae no seu estado e inscreva-se já.

Cursos Online

Matricule-se nos cursos online 100% gratuitos e estude sem sair de casa.

Mon Jun 22 15:44:33 GMT-03:00 2020
Mercado e Vendas
Conheça o exemplo do comércio de biojoias no Amazonas
Quem nunca se maravilhou com peças artesanais geradas a partir de sementes amazônicas? Conheça o exemplo do comércio de biojoias no Amazonas
  • Comércio de biojoias
  • Lições durante a pandemia
  • Amazônia em evidência
  • O Sebrae e você

Comércio de biojoias

Como superar a crise quando se depende do turismo? 

Sementes de açaí, tucumã, jarina, babaçu. Quem mora na região Amazônica está mais que familiarizado com os nomes desses grãos e, com certeza, já se maravilhou com as peças artesanais que podem ser geradas a partir deles. Agora, imagina quando dessas sementes são produzidas biojoias capazes de contar histórias e proporcionar a quem mora longe ter um pedacinho da Amazônia consigo?

É assim que a designer de joias Rita Brasil coloca todo o seu carinho, história e respeito pela natureza em peças que traduzem seu local de origem. Com experiência no ramo de biojoias há mais de 30 anos, Rita, que já havia enfrentado outras crises, viu na pandemia do novo coronavírus um desafio diferente em sua trajetória: não se poderia mais ter contato presencial de seus clientes, que em maioria, são turistas. Então, foi a hora de se reinventar!

Proprietária da Rita Prossi Biojoalheria do Amazonas, a designer de joias teve que buscar novas estratégias e agora está Lidando com a Crise de uma nova maneira. “Durante a pandemia tudo mudou, a loja física teve que ser fechada e tivemos que optar pelas vendas online. As vendas em geral caíram cerca de 50% e tivemos que fazer mudanças rápidas para continuar ativos”, contou Rita.

A empreendedora voltou suas vendas para as plataformas digitais e teve que investir mais tempo para organizar suas redes sociais, tirando boas fotos e desenvolvendo textos para mostrar aos clientes que ainda estava produzindo e continuava com as vendas. “Hoje, meus principais canais de venda são as plataformas digitais Mercado Colaborativo, a vitrine virtual Lady’s Mall, as redes sociais Facebook e Instagram e meu site pessoal ritaprossi.com”, disse Rita sobre suas vendas online. 

A empreendedora que já produziu biojoias para a rainha Sílvia Sommerlath, da Suécia, e para o Rei Charles, da Inglaterra, aproveitou o momento para ter novas ideias e para adaptar seus produtos para o momento. 

Coleção Abraço Virtual 

A falta de contato presencial com os clientes para Rita foi um episódio que a deixou abalada. “A gente precisa cortar esse conceito que cliente não pode fazer parte da nossa rede de amigos, porque esse contato é muito necessário. A gente não se basta, a gente precisa do outro”, explicou. 

Com o distanciamento social, Rita teve uma ideia de coleção, não só para atender seus clientes, mas para oferecer conforto e esperança de que tudo iria passar. A coleção “Abraço Virtual” é composta de biojoias, como colares e pulseiras, feitas de tucumã, pedras e prata para representar o gesto que mais faz falta em tempos de isolamento. “A coleção Abraço veio para curar o emocional e levar um carinho para as pessoas. Se agora o abraço é virtual, por que não ter um abraço virtual através da biojoia?”, explica a designer de joias sobre a coleção. 

Além disso, a pandemia não deixou Rita parada e envolta apenas com suas biojoias. A empreendedora também lançou máscaras de proteção contra a Covid-19 com estampas que representam a Amazônia. As máscaras são dividas por coleções, como Pena do Gavião Real, Guerreiras Amazonas, Encontro das Águas, Folhas Amazônicas, Palha de Arumã e Espirais. Os interessados podem acessar o sitepara conferir mais.

 

Lições durante a pandemia

Para Rita Brasil, a maior lição que se pode tirar da pandemia é em como o ser humano pode ser vulnerável e precisa do contato com o outro. “Precisamos sempre fazer boas ações e estarmos atentos, porque tudo pode acabar em um segundo. Temos que dar valor à simplicidade e aos bons momentos, e eu acho que todos nós crescemos nesta pandemia como seres humanos”, conta sobre as lições deixadas pela crise.

O aprendizado também veio em forma de conhecimento, uma vez que Rita aproveitou o momento para fazer diversas capacitações com o SEBRAE. “Eu cresci, me reinventei e estudei, e isso são coisas que nunca sairão de mim. Fiz muitos cursos e ainda estou fazendo e acho que se não fosse este momento eu não teria aprendido tanta coisa em três meses”, contou.

A designer de joias é uma grande parceira do SEBRAE há muitos anos e já realizou diversos cursos de capacitação, dentre eles Gestão de Marketing na Medida, Oficina de Estratégias para Construção da Marca, Tendências Criativas para Coleções de Artesanato e Projeto Moda, além de já ter participado de diversas exposições nacionais com ajuda do SEBRAE. 

Rita também ministrou a primeira oficina de ourivesaria do Amazonas, em 2006, em parceria com o SEBRAE e já ganhou o prêmio SEBRAE Top 100 de Artesanato por três anos seguidos. A honraria é a mais importante ação para identificar e premiar as unidades produtoras de artesanato mais competitivas do Brasil. 

“Somos muito gratos a todo o aprendizado e experiências que o SEBRAE nos proporcionou em toda a nossa trajetória. Hoje estamos em casa, trabalhando com o nosso e-commerce em plataformas e no nosso website, e participando do projeto Brasil Original de Artesanato, também uma iniciativa do SEBRAE”, disse Rita.  

Amazônia em evidência

Do interior do Amazonas, Rita Brasil viveu cercada de elementos naturais que hoje se tornaram sua maior inspiração de trabalho. Filha de pais empreendedores, desde cedo observou a iniciativa do pai em construir casas, barcos, esculpir em madeira e trabalhar na agricultura e pesca, e da mãe em costurar roupas para toda a família e depois montar um ateliê. A combinação de seus pais como grandes influências e da vivência na região Amazônica tornou a designer de joias o sucesso que é hoje.

Rita gosta de contar lendas amazônicas através de suas peças, que levam conceitos e histórias por trás de cada fabricação. Além disso, sua matéria-prima é adquirida de indígenas e ribeirinhos do interior do Amazonas, o que faz do seu trabalho uma forma de gerar renda para outras famílias e povos nativos da região. 

Hoje, a empreendedora de sucesso toca o seu negócio ao lado do marido Elizeu Souza, que conheceu em uma reunião de negócios para exportar biojoias para outros países. Parceiros na vida e nos negócios, os planos pós-pandemia é de continuar com o e-commerce e de reabrir a loja, tomando as devidas medidas de segurança, para entrar em contato novamente com seus clientes.  

“Vai ser um momento muito bom, além de fazer bem ao psicológico. Finalmente, poderemos conversar com as pessoas pessoalmente e colocar para fora nossos sentimentos”, disse Rita sobre as expectativas com a reabertura do comércio. 

O Sebrae e você

Durante a crise surpresa ocasionada pela pandemia do novo coronavírus, o SEBRAE reuniu esforços para fazer adaptações que pudessem auxiliar milhares de empreendedores pelo Brasil para manter e reerguer seu negócio durante a crise.

Foram cursos, lives, consultorias e diversos outros conteúdos online criados especificamente para a superação da crise. Você pode acessar a página que reúne conteúdos sobre a temática clicando aqui. (https://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/coronavirus)

Para saber mais informações sobre o que o SEBRAE pode fazer pelos empreendedores amazonenses, basta entrar em contato com o SEBRAE/AM através do atendimento online ou do número 0800 570 0800. 

E se você quer se tornar um empreendedor mas não sabe por onde começar ou qual negócio abrir, o SEBRAE fez diversos estudos sobre mais de 350 Ideias de Negócios para te ajudar nessa decisão. É só clicar aqui onferir! 

 

Veja outros cases de pessoas que estão Lidando com a Crise

 

 

 

Compartilhar
Favoritar

    Salvo na lista de favoritos

O conteúdo foi útil para você?

Conteúdo relacionado

Fale com o Sebrae

Converse online, por chat ou email, com os técnicos do Sebrae
para tirar dúvidas e receber orientações sobre o seu negócio.
É gratuito!

Converse agora