ac am rr pa ap ma pi ce rn pb pe al se ba to mt ro ms go df mg es rj sp pr sc rs
  • RSRio Grande do Sul
  • SCSanta Catarina
  • PRParaná
  • SPSão Paulo
  • MSMato Grosso do Sul
  • RJRio de Janeiro
  • ESEspírito Santo
  • MGMinas Gerais
  • GOGoiás
  • DFDistrito Federal
  • BABahia
  • MTMato Grosso
  • RORondônia
  • ACAcre
  • AMAmazonas
  • RRRoraima
  • PAPará
  • APAmapá
  • MAMaranhão
  • TOTocantins
  • SESergipe
  • ALAlagoas
  • PEPernambuco
  • PBParaíba
  • RNRio Grande do Norte
  • CECeará
  • PIPiauí
menu Sebrae

Cursos e Eventos

Cursos e Eventos presenciais

Confira a programação do Sebrae no seu estado e inscreva-se já.

Cursos Online

Matricule-se nos cursos online 100% gratuitos e estude sem sair de casa.

Empreendedorismo
Vencedora da etapa estadual do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios 2014
Alice Caxias, o grande segredo de sua vitória foi o empenho e a coragem que foram fatores importantes para se tornar uma empreendedora de sucesso.
  • Como tudo começou
  • Crescimento
  • Valorização
  • Sucesso

Como tudo começou

Alice Caxias, Macapaense e de uma família humilde, foi morar no Rio de Janeiro, onde trabalhava em uma empresa que investia em seus funcionários com bons salários. Ao casar seu padrão de vida passou a ser de classe média alta, morava em um dos bairros mais nobres do Rio de Janeiro, porém com a queda do plano Collor viu-se descrente de um futuro promissor, morando há 23 anos em uma cidade grande juntamente com o marido e dois filhos, de 12 e 6 anos. Perante essa crise econômica, a oportunidade de voltar para sua terra natal - acostumada com uma cultura diferente - foi difícil a adaptação de iniciar tudo do zero.

Seu marido comprou um táxi para complementar a renda, entretanto era muito perigoso, e foram para outro estado tentar melhorar a situação. Tentaram, mas não deu certo, como Deus sempre abre uma janela na hora da agonia, foi quando o seu cunhado lhe ofereceu uma panificadora em Macapá, mesmo sem conhecer nada no ramo, seu esposo veio conhecer a cidade e gostou, então conversaram e resolveram adentrar nesse mercado pouco conhecido por eles. Alice foi praticando e desenvolvendo algumas inovações, sendo a primeira mulher proprietária no ramo.

Tudo foi muito rápido, e seu esposo fez um curso intensivo de quinze dias de produção, o que lhe permitiu assumir a parte prática, e ela, como mais ativa, e sem medo de trabalhar fazia as entregas e fechava parcerias. O crescimento foi muito rápido, no inicio contavam com quatro funcionários e após um mês de funcionamento já estavam com dezesseis.

Logo ao adentrarem no mercado Macapaense observaram que as panificadoras fechavam ao meio dia, então logo iniciaram sem fechar nesse horário, além de trazer a cafeteira e suqueira, e da mercearia que agregaram a panificadora.

Ficaram nesse ponto quatro anos, quando surpreenderam-se com o pedido do ponto para entregar em 15 dias, porém já haviam comprado alguns maquinários, que por sinal são bastantes caros. Fizeram o pedido de que os deixassem permanecer mais três meses, o que não se concretizou. Então foi alugado um terreno para a construção do ponto comercial, sem nenhum custo para o proprietário, mesmo sendo dificultoso conseguiram em três meses iniciar tudo novamente. Para aumentar a renda da empresa participaram de licitações e ganharam uma das melhores empresas nesse segmento de panificação.

 A maior dificuldade era de acordar às 4 da manhã, e iniciar um processo árduo, de pesar e embalar, além de sair em um carro sem ar condicionado, velho que só andava rápido nas descidas. Hoje a empresária lembra que era abordada por policiais, pois às vezes dormia ao volante, e pensavam que estava alcoolizada ou coisa do tipo, quando na verdade tinha que honrar seu compromisso e não perder clientes.

Na primeira semana que estava na nova empresa, o local pegou fogo e danificou seu principal instrumento de trabalho o Forno, e passaram um dia todo limpando a empresa, não poderiam ficar somente olhando o prejuízo. Foi alugado então um forro elétrico, que de tão velho consumia mais energia que o normal, tendo que parcelar a conta de luz, isso para economizar e fazer a reforma, e em pouco tempo estava a todo vapor.

Crescimento

Alice foi convidada pela Gestora Nelma Pires para fazer parte do Projeto Panificação Sebrae, e este propôs grande crescimento na área operacional e administrativa. Sua equipe tinha dentro do projeto treinamentos e cursos na área de panificação, e diante disto foi possível perceber que muitos no mesmo setor tinham as mesmas dificuldades e as compartilhavam entre os colegas. Receberam consultorias a preços especiais. Todos os funcionários recebem treinamentos em suas carências e incentivos para se aprimorar, trabalhando com ética e responsabilidade. Fazem reuniões periódicas para discutirem assuntos variados e trocas de informações, promoções, criticas e sugestões para mudanças.

A empresária determina suas metas, corre atrás para alcançá-las, procurando assim novas tendências para aprimorar seus produtos, apesar de não trabalhar na produção, ela perpassa em todas as áreas, seguindo sugestões e visando o futuro. Assim foi quando adquiriu uma máquina de fazer salgados, onde teve que financiá-la e ao terminar de pagar saiu pelo valor de um carro, sendo que o investimento valeu a pena, pois pôde dar melhor acabamento e menos movimentos repetitivos para seus funcionários, além de ganhar tempo e aumentar a produção.

Ao participar pela primeira do prêmio MPE, percebeu que deveria fazer os registros de todas as atividades praticadas em sua empresa, pois fazia reuniões, dividia tarefas, mas não registrava em formulários e atas. Hoje a empreendedora realiza reuniões pelo menos uma vez ao mês, com ata, registrando e mensurando tudo o que foi tratado e colocando em prática sugestões e pontos de melhoria.

Valorização

Pensando sempre em manter seus clientes satisfeitos e a única panificadora que contratou uma nutricionista para elaborar um cardápio saudável, onde pudesse diminuir sal e açúcar em algumas receitas, além de boas práticas de manipulação de alimentos. Quando precisa aumentar ou trocar o quadro sempre traz alguém indicado pela equipe, faz uma entrevista, e explica as normas e regras da casa. Se for pra produção faz o teste na prática, apresenta o novo profissional a equipe, para que este se integre. Também emprega menores aprendizes e 1º emprego.

 A proprietária Busca valorizar sua equipe de 47 funcionários através dos seguintes benefícios: pagando integralmente o salário, sem reter no contracheque nenhum imposto, assim como presenteia o funcionário destaque do mês com 100 reais, mesmo não aderindo um plano de saúde empresarial, custeia consulta médica, odontológica e exames integralmente e ainda valoriza os estudos, interessados em fazer um curso superior são custeados pela empresa.

Trabalhando com responsabilidade social, ajudando comunidades e instituições sérias na doação de pães e outros derivados de panificação, como a Igreja dos Capuchinos, Mesa Brasil e para o Pe. Raul que faz um trabalho comunitário, além de fazer em datas comemorativas uma festinha para as crianças da Casa do Amor, e com muito carinho também dedica doações para o Abrigo São José, e que como são idosos que precisam de cuidados especiais, preparam os quitutes com adoçantes e ainda pensam em cultivar o empreendedorismo nas crianças e adolescentes sendo uma das mantenedoras da Junior Achievement.

Sucesso

Seu maior projeto inaugurou em dezembro de 2014, “MEU”, analisado em relatórios uma meta de crescimento em 40%, no faturamento e em produção, com espaço para eventos culturais (sem custo), casa de sucos (primeiro espaço em Macapá) e gourmet agregando uma nova roupagem para a sua panificadora, além de melhorar o bem estar de toda a equipe, com espaço de convivência e refeitório. Alice é encantada pelo que faz e diz que “Faria tudo outra vez, se preciso fosse”, mas confessa que procuraria um caminho mais fácil, o caminho da informação. Aprendeu muito na prática, mas hoje é consciente de que o melhor é aprender na teoria e exercer os resultados obtidos na prática.  

O grande segredo para o sucesso foi e sempre será o EMPENHO e a CORAGEM de investir com cautela e com muito trabalho, além de mostrar a transparência naquilo que está fazendo, revelando a credibilidade de suas ações.

O conteúdo foi útil para você?

Conteúdo relacionado

Fale com o Sebrae

Converse online, por chat ou email, com os técnicos do Sebrae
para tirar dúvidas e receber orientações sobre o seu negócio.
É gratuito!

Converse agora