ac am rr pa ap ma pi ce rn pb pe al se ba to mt ro ms go df mg es rj sp pr sc rs
  • RSRio Grande do Sul
  • SCSanta Catarina
  • PRParaná
  • SPSão Paulo
  • MSMato Grosso do Sul
  • RJRio de Janeiro
  • ESEspírito Santo
  • MGMinas Gerais
  • GOGoiás
  • DFDistrito Federal
  • BABahia
  • MTMato Grosso
  • RORondônia
  • ACAcre
  • AMAmazonas
  • RRRoraima
  • PAPará
  • APAmapá
  • MAMaranhão
  • TOTocantins
  • SESergipe
  • ALAlagoas
  • PEPernambuco
  • PBParaíba
  • RNRio Grande do Norte
  • CECeará
  • PIPiauí
menu Sebrae

Cursos e Eventos

Cursos e Eventos presenciais

Confira a programação do Sebrae no seu estado e inscreva-se já.

Cursos Online

Matricule-se nos cursos online 100% gratuitos e estude sem sair de casa.

Fri Nov 23 12:04:24 GMT-03:00 2018
Empreendedorismo
Ação do Sebrae em Roraima apoia empreendedorismo feminino
Mulheres atendidas pelo Programa Família que Acolhe da Prefeitura de Boa Vista são beneficiadas com ações de empreendedorismo e novas perspectivas de emprego.
Compartilhar
Favoritar

    Salvo na lista de favoritos

  • Trilha do Conhecimento
  • Atuação do Sebrae
  • Depoimentos

Trilha do Conhecimento

Inserir mulheres de baixa renda no mercado de trabalho com uma bagagem técnica profissional e potencial diferenciado. É com este intuito que o Sebrae em Roraima, em parceria com o instituto Cooperforte, e apoio da Prefeitura de Boa Vista, promove até o mês de outubro de 2018 o projeto ‘Trilha do Conhecimento’.

A iniciativa contempla uma variedade de cursos gratuitos que despertam atitudes empreendedoras em mulheres com poucas perspectivas profissionais. Elas aprendem técnicas básicas de cabeleireiro, conceitos atuais do mercado de trabalho para que possam se desenvolver e ajudar na receita doméstica, conforme informações do gerente de Captação de Recursos do Sebrae-RR e gestor do projeto, Marlus Almeida.

Ele esclareceu que o projeto foi pensado e criado para 40 mulheres selecionadas de um universo de 139, que fazem parte do programa ‘Família que Acolhe’.

O Executivo Municipal disponibilizou o acesso ao cadastro das famílias inscritas, o qual atende mulheres em vulnerabilidade social com renda familiar de até três salários mínimos.

“Todas foram criteriosamente selecionadas com base na localização, forma de deslocamento, se está grávida ou não e se tinha interesse pela área proposta, que é o empreendedorismo no segmento da beleza”, detalhou Almeida, ressaltando que o desafio do ‘Trilha do Conhecimento’ é incluir até o final dos cursos 85% das participantes no mercado de trabalho.

O gestor destacou a parceria do Sebrae-RR com a Cooperforte, que segundo ele, é uma cooperativa de crédito que compreende funcionários da ativa ou aposentados dos bancos federais.

“A cooperativa nos auxilia no desenvolvimento deste trabalho, justamente por ter caráter de inclusão produtiva e social, que é de suma relevância”, disse.

O gerente assegurou que a proposta principal da iniciativa é preparar essas mulheres por meio de capacitações e inseri-las no mercado de trabalho. “O nosso objetivo é facilitar o acesso das participantes ao mercado profissional, ou seja, queremos que elas saiam com emprego garantido”, disse.

Atuação do Sebrae

Ele explicou que no primeiro momento, as participantes passaram por uma trilha de conhecimento, que envolveu o curso Aprendendo a empreender, responsável por incentivar as atitudes empreendedoras das mulheres e o de técnicas básicas de cabeleireiro. Também foi disponibilizado todo apoio teórico e estrutural para que elas pudessem conhecer como funciona o segmento de estética e beleza.

“Foi apresentada a realidade do dia a dia dos profissionais da beleza em Roraima, desde as formas de atuação até os materiais utilizados no ambiente de trabalho deste segmento. O setor da beleza tem uma demanda expressiva no mercado roraimense e, por isso, foi escolhido para ser trabalhado com essas potenciais empreendedoras”, declarou Almeida.

As mulheres também participaram das quatro oficinas SEI:

  • Sei planejar;
  • Sei comprar;
  • Sei vender e;
  • Sei controlar meu dinheiro.

A programação do ‘Trilha do conhecimento’ envolveu ainda um módulo de formação cidadã e o workshop ‘Caminhos’. “O workshop é um evento de quatro horas motivacionais, onde profissionais que já atuam no mercado ministram palestras e contam suas experiências como forma de motivar as futuras empreendedoras e auxilia-las a não caírem nos mesmos erros e dificuldades passadas por eles. Todo o processo é importante para o crescimento das participantes”, salientou o gestor.

Ao final do projeto, que está previsto para outubro, todas as 40 mulheres que participarem ao longo dos quatro meses do ‘Trilha do conhecimento’, receberão um kit profissional contendo secador de cabelo, chapinha e tesouras.

“Não adianta darmos todo o suporte teórico se elas não terão como atuar, então para que nossa meta seja atingida, elas já sairão preparadas para abrirem um negócio e já desenvolverem a atividade de cabeleireiro”, finalizou Marlus Almeida.

Depoimentos

“O Sebrae-RR está nos proporcionando uma oportunidade singular de ingressar no mercado de trabalho, por meio do projeto ‘Trilha do Conhecimento’ que nos capacita, nos tornando empreendedoras com chances reais de se estabilizar no mercado e garantir o sustento da nossa família. Obrigada a estas instituições que estão nos ajudando”, destacou a participante.

Ela complementou que os cursos vieram de encontro às necessidades do atual momento que a sociedade vive, onde prevalece à escassez de emprego e poucas oportunidades de acesso ao mercado de trabalho.

“Os assuntos abordados servem para nos capacitar profissional e pessoalmente, pois nos despertou novas habilidades que antes nem sabíamos que existiam. Possibilitou ainda, a descoberta de nossa capacidade de irmos além, em um momento único onde cada uma percebeu seu potencial empreendedor e foi desafiada a colocar seus sonhos em prática. Estamos gratas por todo o conhecimento e, tenho certeza, que sairemos prontas para iniciarmos um negócio”, disse.

Participante agradece ao Sebrae-RR

Sustentar a família não é tarefa fácil para ninguém, principalmente para as mulheres com renda econômica baixa, todavia, entre uma tarefa e outra, muitas delas buscam alternativas inovadoras.

Foi assim que a jovem Sara de Holanda, 20 anos, teve a oportunidade de obter suporte técnico e prático para desenvolver uma profissão e ampliar seu conhecimento para entrar no mercado de trabalho tão competitivo e seletivo.

Compartilhar
Favoritar

    Salvo na lista de favoritos

O conteúdo foi útil para você?

Conteúdo relacionado

Converse online com o Sebrae

Tire suas dúvidas em tempo real e receba dicas sobre os seus negócios
diretamente dos nossos especialistas em pequenas e microempresas.
Um serviço gratuito para você.

Converse agora