Gestão

Mercado Azul oferece espaço para pequenos negócios movimentarem estoque parado

Plataforma gratuita, criada pelo Sebrae, também facilita contato entre empresários e pequenos fornecedores

Os donos de pequenos negócios do varejo que estão com dificuldades para movimentar o estoque durante a pandemia podem contar com o auxílio do Mercado Azul, plataforma digital gratuita, criada pelo Sebrae. A ferramenta online oferece espaço para o empresário anunciar produtos e serviços e encontrar fornecedores de forma fácil e rápida, sem custo algum.

De acordo com a 3ª edição da Pesquisa Qualitativa “Pequenos Negócios e o enfrentamento da crise do coronavírus” realizada pelo Sebrae, entre os dias 18 de maio a 16 de junho, um dos maiores problemas do ramo do pequeno varejo durante a pandemia tem sido controlar o estoque, tendo em vista a queda das vendas. A pesquisa apontou também que a crise tem exigido dos empresários a capacidade de ampliar a produtividade com produções mais enxutas e eficientes, além de habilidade em gestão empresarial, com foco em finanças.

Para a analista de soluções do Sebrae, Louise Machado, o Mercado Azul é uma ótima alternativa para os varejistas resolverem dois problemas ao mesmo tempo: a necessidade de aliviar o estoque em excesso (devido à baixa procura dos consumidores) e a de encontrar novos fornecedores (que ofereçam condições mais proveitosas), de acordo com o giro do estoque e fluxo de caixa, vivido pelo negócio, naquele momento. “É uma ótima forma de anunciar esses produtos, encontrar compradores para estoques que estão parados. Às vezes, esse pequeno comprador está ali do lado do empresário, na mesma cidade ou bairro, e ele nem sabe", destacou.

Lançado no início do avanço da pandemia no país, o Mercado Azul já registra 500 mil visualizações no site - e quase 10 mil empresas cadastradas. Os cinco setores que possuem a maior quantidade de anúncios publicados são: indústria, agronegócios e comércio; alimentos e bebidas; casa, móveis e decoração; beleza e cuidado pessoal e informática.

Para divulgar o produto no Mercado Azul, basta que o empresário cadastre os dados pessoais e CPF para acessar a plataforma, que solicitará informações sobre o negócio e detalhes do produto a ser anunciado. A ferramenta é integrada às principais redes sociais, permitindo não só o compartilhamento de anúncios como também canal de contato pelo Whatsapp, Facebook, Instagram e Linkedin, além de comunicação via celular. Conheça mais clicando aqui.