Microcrédito viabiliza oportunidades de negócios de quem tem pouco dinheiro. Conheça as características e condições para solicitá-lo.

O Microcrédito Empreendedor (ME) é a modalidade de financiamento direcionada aos pequenos negócios. O ME utiliza metodologia própria e adequada ao perfil e às necessidades dos empreendimentos de micro e pequeno porte. O microcrédito viabiliza, com o capital inicial necessário, oportunidades de negócios em camadas sociais de menor renda.

O Microcrédito Empreendedor observa as seguintes características e condições:

  • É voltado ao financiamento das atividades produtivas dos pequenos empreendedores, evitando financiar o simples consumo;
  • O valor financiado deve ser compatível com as necessidades do negócio e sua capacidade de pagamento;
  • Exige garantias mais simples e de acordo com as condições dos pequenos empreendimentos. Dessa forma, solicitações de garantias reais (patrimônio) são raras, mas existem. As formas mais praticadas são o aval solidário e o individual;
  • Possui prazos de pagamento normalmente curtos e sempre ligados à finalidade do financiamento e à velocidade de giro das atividades empresariais;
  • Tem um processo ágil, pois se busca permitir que o cliente aproveite a oportunidade de negócio. É importante ressaltar que os prazos para liberação dos recursos variam de instituição para instituição operadora;
  • Reduz as exigências de documentos e de outras burocracias, agilizando a análise, aprovação e liberação dos recursos;
  • Possui, normalmente, a figura do agente de crédito, que visita o empreendedor, analisa a proposta, libera o microcrédito e presta assessoria empresarial, facilitando assim os processos de renovação e ampliação dos recursos.

Conceito

Há uma crescente demanda por produtos e serviços microfinanceiros. A microfinança supre as necessidades de pessoas e empresas por meio do processo de massificação do crédito e serviços financeiros, facilita a atuação de muitos empresários de micro e pequenas empresas, contribuindo com o sucesso do empreendimento.

A microfinança é percebida por agentes financeiros, regulados e não regulados, como oportunidade de expansão de negócios e de estreitamento das relações com clientes. Hoje, é possível utilizar o cartão de crédito e débito em transações comerciais, fazer microsseguros, realizar depósitos e aplicações financeiras e ainda contratar serviços previdenciários.

A evolução do segmento de microcrédito para microfinança produz uma vantagem importante: o melhor relacionamento entre as instituições financeiras e seus clientes, visto que o melhor conhecimento e a maior confiança que se estabelece permitem objetividade, maior fidelidade e acesso permanente ao crédito.

Microfinanças é o conjunto de produtos e serviços especializados destinados ao atendimento das necessidades do empreendedor individual, micro e pequenos empreendimentos. Além do microcrédito empreendedor, são ofertados outros serviços, como o de transação eletrônica de pagamentos e recebimentos (cartão de crédito e débito), microsseguros, depósitos, aplicações financeiras e serviços previdenciários.

No Brasil, o movimento de inclusão financeira, bancarização da população e a massificação do crédito beneficiou as populações de menor renda e permitiu que as instituições financeiras e os agentes reguladores passassem a tratar essas operações de pequenos valores como sendo de microfinanças ou de microfinanças comerciais, o que, consequentemente, gerou uma oferta de produtos e serviços específicos para os segmentos dos pequenos negócios.

Fonte: Sebrae Nacional - 07/01/2016