AUMENTO DA EFICIÊNCIA PRODUTIVA

Inovação e competitividade: 7 dicas para investir em maquinário

Especialista do Sebrae dá dicas para que o empresário saiba o momento certo de investir e atualizar os equipamentos.

Há um ditado que diz: se conhece o profissional pelas ferramentas que ele tem. Seguindo essa linha de raciocínio, podemos dizer que o empreendedor pode ser avaliado pelo investimento que faz em seu maquinário. Saber a hora certa de comprar máquinas novas para um negócio faz toda a diferença.

A compra de máquinas pode ser uma maneira eficaz de inovar nos negócios, desde que o empreendedor faça um planejamento prévio.

Qual é a importância de investir em maquinário para inovar na sua empresa?

Quem tem a resposta é a especialista em indústria do Sebrae Nacional, Francisca Pontes. Ela lembra que, atualmente, a aquisição de máquinas está ficando cada vez mais acessível a micro e pequenos empreendimentos. Então, é bom aproveitar! Ela sugere, inclusive, algumas dicas de como os empresários podem inovar a partir da aquisição de equipamentos.

 1. Planejamento

A compra de máquinas pode ser uma maneira eficaz de inovar nos negócios, desde que o empreendedor faça um planejamento prévio. Isso significa que além do maquinário, é preciso avaliar a área disponível na fábrica e o dinheiro que será gasto na manutenção do equipamento.

2. Treinamento

Se a máquina é nova, é preciso saber trabalhar com ela, né? Ou, então, aprender. Então, o empreendedor que aposta nesse investimento deve estar consciente de que seus funcionários deverão passar por um período de treinamento para garantir que a máquina será utilizada de forma adequada.

 3. Utilidade

É necessário, ainda, refletir se o equipamento é de fato essencial para a empresa. Lembre-se: a inovação só ocorre quando a mudança adotada pelo empreendedor gera lucros. Se a máquina não for fundamental para o aumento de faturamento, ou redução de custos, é recomendável pensar no mínimo dez vezes antes de adquirí-la.

 4. Lucratividade

Não se encante apenas pelo design moderno do aparelho. Certifique-se realmente se essa compra trará ganhos a seu negócio. A tecnologia está em avanço, mas isso não significa que você deve, necessariamente, acompanhar o ritmo dos lançamentos do mercado.

5. Apoio para comprar

O programa de crédito mais indicado para a aquisição de maquinário é o Finame, criado pelo BNDES. A linha financia apenas a compra de equipamentos de fabricação nacional e que estejam cadastrados no banco. O Finame é também praticado por bancos privados em condições muito próximas às do BNDES. É possível optar também pelo cartão BNDES, que permite ao empreendedor fazer as compras pela internet, diretamente com os fornecedores credenciados.

 6. Orientação Sebrae  

Antes de investir na compra de máquinas, procure o escritório do Sebrae mais próximo e peça orientação a um consultor.

O especialista avaliará se sua empresa precisa, de fato, de novo maquinário, fará cálculos de custo e benefício, e o ajudará a escolher os equipamentos mais adequados. Assim, você se arrisca menos.

O programa do Sebrae mais indicado para quem deseja investir em equipamentos é o de Consultoria Tecnológica, que se chama Sebraetec.

 7. Avaliação da equipe

Você, empresário, também pode pedir conselhos aos seus funcionários para decidir se a compra de novos equipamentos é realmente essencial. Seu empregado é quem melhor conhece os prós e os contras de cada máquina e pode oferecer preciosas dicas. Esteja sempre aberto a sugestões.

 

O conteúdo foi útil para você?

  • Sim
  • Não

Enviado com sucesso! Agradecemos sua ajuda.


Compartilhe: