DESIGN

O que é design e como ele influencia na rotina de uma empresa

Descubra como um bom design influencia na percepção da sua marca pelo cliente e em quais frentes este segmento atua no mercado e no seu dia a dia.

O que é o design
  • Atuação e benefícios

Design é uma atividade responsável pelo planejamento, criação e desenvolvimento de produtos e serviços. É um processo que busca soluções criativas e inovadoras para atender características dos produtos, necessidades do cliente e da empresa de forma sintonizada com as demandas e oportunidades do mercado.

O design está presente em todas as áreas da empresa e em todos os elementos que relacionam comunicação com o mercado. Está na marca e no logotipo, na forma, nos materiais, nas cores e na embalagem dos produtos, nos pontos de venda, nos impressos, nas redes e em todos os materiais promocionais.

O design ajuda sua empresa na melhoria e no desenvolvimento da inovação, identidade, comunicação e qualidade.

Atuação e benefícios
  • O que é o design
  • Áreas de atuação

O design é o caminho para sua empresa alcançar:

Áreas de atuação
  • Atuação e benefícios
  • O perfil do designer

Ambiente

Consiste em planejar e arranjar espaços, sejam eles residenciais, públicos ou comerciais, escolhendo e/ou combinando os diversos elementos de um ambiente de forma funcional, segura, econômica, estética e confortável. Para os espaços comerciais, podem ser elaborados projetos para lojas de varejo, escritórios, hotéis, restaurantes, feiras, eventos, entre outros.

Comunicação

Faz o planejamento e realiza atividades necessárias para a construção de mensagens diretas e indiretas ao público-alvo, em sua maioria para comercialização e divulgação de produtos e serviços. Abrange elaboração de design gráfico, de embalagem, identidade visual e corporativa, design de informação, editorial, de superfície, de estamparia, design digital, sinalização, tipografia, material promocional e de divulgação.

Produto

Compreende o uso criativo e científico de habilidades técnicas no desenvolvimento de projetos de produtos com o objetivo de determinar sua forma, função, uso e tecnologia. É um campo de atuação que permite desenvolver atividades para diversas áreas.

Serviço

É o processo de realização de um trabalho para satisfazer a necessidade de um consumidor ou para agregar valor a determinado tipo de produto cujo resultado pode ser tangível ou intangível. Sua classificação pode se dar de acordo com suas características de consumo, os tipos de usuários, as funções desempenhadas ou o conteúdo de conhecimento agregado.

O perfil do designer
  • Áreas de atuação

O profissional que realiza todas essas funções do design é conhecido como designer. É ele quem avalia e combina:

  • Técnicas e tecnologias
  • Métodos e processos produtivos
  • Materiais e custos

Normas técnicas e legais, para atender a todos os requerimentos do projeto de forma compatível com o investimento e necessidades do cliente. Ele pode desenvolver suas atividades como contratado, dentro das empresas, atender em escritórios próprios ou atuar como consultor autônomo em intervenções pontuais e isoladas.

Em um processo de design, ele pode atuar em uma ou várias etapas, desde o planejamento, criação e desenvolvimento dos produtos e serviços até a gestão integrada do projeto e o acompanhamento da produção.

Requisitos para ser um bom designer

O designer, além de estar sintonizado às mudanças e novidades do mundo globalizado, deve atender a alguns requisitos, como:

  • Criatividade para propor soluções inovadoras
  • Formação e capacitação técnica para desenvolver projetos
  • Capacidade para analisar, avaliar e solucionar problemas
  • Habilidade para atuar em equipes e com profissionais de outras áreas
  • Responsabilidade e ética para atuar segundo os valores da sociedade

Conversamos com a Business & Innovation Developer na MJV Tecnologia & Inovação, Anna Carolina Maccarone, sobre a importância do investimento em inovação e design.

Como a pequena empresa pode inovar utilizando o design?

O design ainda é muito associado à estética de produtos, mas sua função transcende este ponto. O design é uma disciplina transversal a qualquer setor econômico e permeia de pequenas a grandes empresas, pois utiliza como premissa promover o bem-estar na vida das pessoas através da experiência.

A pequena empresa pode iniciar seus passos com inovação, organizando seus processos internos utilizando a metodologia de design thinking. Esta metodologia é aplicada a qualquer tipo de negócio e auxilia a empresa a compreender seus processos e solucionar seu desafio de negócio.

É composta por quatro fases: Imersão (identificação do problema e conhecimento de suas variáveis), análise/síntese (análise dos dados coletados), ideação (cocriação de ideias para solucionar os problemas identificados na fase de Imersão) e prototipação (validação e teste de uma ou mais ideias geradas).

Na sua visão, qual é a importância do design para os pequenos negócios e por que é tão importante o investimento nesse tema?

Design é uma ferramenta estratégica que compõe o mix de marketing e estratégia das atividades econômicas das empresas. Através do design, pode-se trabalhar a diferenciação dos atributos de um produto ou serviço por meio do design gráfico, design de produto, melhorar os processos das empresas, conhecer a experiência de um usuário, além de fomentar a inovação. Não precisa ser uma grande empresa para investir em design. A inovação deve ser a corrente sanguínea das empresas que buscam melhorar sua competitividade e transformar seus negócios.

Você pode citar algum caso interessante de pequeno negócio que investiu em inovação e design e ganhou com isso?

As startups são um bom exemplo. São pequenos negócios que começam a partir de uma ideia baseada na necessidade do usuário de um determinado mercado. Algumas premissas são importantes no momento de inovar no pequeno negócio: planejamento, disposição para mudar o modelo mental, buscar novos conhecimentos e usar a tecnologia a seu favor (quando aplicável). Inovar também significa a capacidade de enquadrar e reenquadrar problemas, pois são necessárias muitas perspectivas diferentes para ser possível propor uma solução diferenciada.

Aqui, vale destacar um exemplo da empresa Pega Plantão, que começou suas atividades há alguns anos, identificou uma deficiência na gestão de trocas de plantões no ambiente corporativo, ou seja, identificou uma necessidade a partir da experiência do usuário e seus stakeholders. Criou uma plataforma na nuvem e um aplicativo, onde o cadastro dos funcionários e das empresas se cruzam para obter o máximo da organização de escalas, ou seja, a empresa usou a tecnologia a seu favor.

O modelo de negócio da empresa está baseada em reduzir o absenteísmo, economia de tempo, melhoria no fechamento de pagamentos, valorização dos profissionais, além de se tornar a primeira empresa em gestão de escalas corporativas no ambiente de saúde.

Conteúdo complementar

Quer saber mais sobre design thinking? Veja um infográfico sobre esse assunto tão importante e atual para as empresas.

Além disso, separamos para você no botão abaixo a cartilha Design para todas as empresas, conteúdo preparado pelo Sebrae que explica como as empresas usam o design para serem reconhecidas.

Design para todas as empresas

O conteúdo foi útil para você?

  • Sim
  • Não

Enviado com sucesso! Agradecemos sua ajuda.


Compartilhe: