this is an h1

this is an h2

Thu Dec 23 14:30:28 BRT 2021
Finanças | CAPITAL DE GIRO
Capital de giro: aprenda o que é e como fazer

Tudo o que você precisa saber sobre o capital de giro: o que é, como fazer, e porque ele é tão importante para o desempenho da sua empresa

· 27/12/2013 · Atualizado em 23/12/2021
Imagem de destaque do artigo
O que é

O capital de giro é composto pelos recursos (dinheiro, crédito, estoques etc.) que são necessários para bancar a liquidez, isto é, possibilitar que a sua empresa continue funcionando. 

Por que é tão importante? O capital de giro garante a saúde financeira da empresa, proporcionando:

  • Oferecer financiamento aos clientes (nas vendas a prazo);
  • Manter os estoques;
  • Pagar fornecedores (compras de matéria-prima ou mercadorias de revenda), impostos, salários e demais custos e despesas operacionais.

 

O capital de giro é a diferença entre os recursos disponíveis em caixa e a soma das despesas e contas a pagar.

Como calcular

Tudo começa com um bom planejamento, detalhando os gastos a curto e a longo prazo e as possíveis entradas de dinheiro.

Dicas

Como manter um capital de giro satisfatório:

1. Identifique e corte gastos
Descubra custos que podem ser diminuídos e faça o que for necessário para cortá-los.

2. Tenha disciplina

Seja chato ou chata com as contas da sua empresa! Não use seu capital de giro para cobrir despesas, a menos que seja absolutamente inevitável. Se tiver mesmo que fazer isso, reponha a mesma quantia assim que entrar dinheiro em caixa, 3. Se não sabe, aprenda a negociar com fornecedores e clientes.

3. Saiba negociar com fornecedores e clientes

Manter seu negócio saudável e operante deve ser do interesse de todos os envolvidos. Com isso em mente, converse com fornecedores, procure formas de pagamento mais confortáveis, peça aumento de prazo ou desconto no preço à vista e verifique se esse desconto cabe no seu planejamento de capital de giro.

Para os clientes, tente sempre que possível reduzir os prazos de financiamento. É difícil, já que os concorrentes podem oferecer condições de pagamento melhores que a sua. No entanto, não custa tentar.

4. Antecipe pagamentos a receber

Para ter mais dinheiro em caixa, você pode procurar instituições financeiras e receber delas os valores que teria somente no futuro. Mas, tome cuidado! Fique atento às taxas de juros cobrados por esse serviço e veja se realmente vale a pena para o seu negócio.

5. Faça um empréstimo
Se a sua empresa precisa pagar dívidas e não tem dinheiro em caixa, o empréstimo é uma alternativa. Contudo, aqui entra novamente o planejamento. Não procure esse serviço se sua empresa não possui garantias futuras para quitá-lo.

Pesquise os menores juros do mercado e não faça dessa alternativa um hábito. Corrija os procedimentos de compra e venda para conseguir ficar no azul com seu capital de giro, sem precisar recorrer a meios que podem fazer suas dívidas aumentarem mais ainda.


O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

Precisa de ajuda?

Nós temos especialistas prontos para atender você e o seu negócio de forma online e gratuita.

Acesse agora