this is an h1

this is an h2

Tue Jan 18 16:35:25 BRT 2022
Planejamento | PLANO DE NEGÓCIOS
Como elaborar o plano de negócios de sua empresa

Seguir as etapas do plano de negócios ajuda o empreendedor a descobrir a melhor maneira de atuação no mercado.

· 13/06/2015 · Atualizado em 18/01/2022
Imagem de destaque do artigo

Errar no papel é bem melhor do que errar no mercado. Esta é justamente a função de um plano de negócios: pensar em cada etapa da trajetória de uma empresa, desde a pesquisa até o desenvolvimento, descrevendo por escrito os objetivos e quais caminhos devem ser seguidos para alcançá-los, buscando diminuir riscos e incertezas. Esse planejamento vai demonstrar se o seu negócio é viável, considerando estratégia, mercado, operações e gestão financeira.

Planejar-se é um dos passos mais importantes para o empreendedor e pode definir o sucesso de sua empresa ou projeto. Com o plano em mãos, o empreendedor tem a oportunidade de antecipar-se aos possíveis erros e conhecer os pontos fracos e fortes do negócio. Poderá chegar ao mercado com mais segurança e conhecimento.

Então, vamos analisar cada uma das etapas do planejamento inicial da sua empresa - o seu plano de negócios:

Análise de mercado

A primeira etapa da elaboração do plano de negócios é analisar o mercado onde sua empresa irá atuar. Saber quem são os clientes, concorrentes e fornecedores; detalhar quais são os produtos ou serviços que vai oferecer; identificar o público-alvo de seu empreendimento e pensar qual a melhor localização, seja ela física, digital ou presente em ambos os meios, são todas ações ligadas à análise de mercado.

Quem é o público-alvo do seu negócio? Levantar informações detalhadas sobre quem é esse cliente, onde ele se encontra, se ele é pessoa física ou jurídica, como ele se comporta e o que ele busca no mercado constituem o segundo passo dessa jornada. O instrumento para obter esses dados pode ser variado, desde aplicação de questionários, entrevistas e conversas com clientes potenciais até uma análise da concorrência.

As informações coletadas vão traçar um retrato do mercado e indicar se a empresa está indo na direção do que desejam os futuros clientes. Os resultados vão ditar as ações de promoção e marketing para a empresa conquistar o público logo no início da atuação.

O empresário pode buscar empresas especializadas para realizar essa tarefa. Caso não disponha de recursos para contratar institutos estabelecidos, ele pode buscar empresas juniores ou startups em universidades, buscando alcançar bons resultados com um custo mais baixo.

Posicionamento

Como o produto ou serviço oferecido pela sua empresa quer ser visto pelo mercado? Como um item de qualidade e com bom custo-benefício, um item de luxo, alternativo, sustentável?

A partir da resposta a essa indagação, será formulado um plano de marketing, baseado em dados específicos sobre o mercado.

Operacional e financeiro

Concluídas as etapas de amadurecimento da ideia do negócio, é hora de saber a melhor maneira para executá-la: entra em cena a elaboração dos planos operacional e financeiro.

O plano operacional descreve como a empresa será estruturada: localização, instalações físicas e equipamentos. O empresário também faz estimativas acerca da capacidade produtiva ou de quantos clientes consegue atender por mês, além de traçar quantos serão os funcionários e as tarefas de cada um.

O plano financeiro busca descobrir se o negócio é viável, qual valor deverá ser investido para abrir e concretizar a empresa. O documento deve conter, basicamente, as estimativas de custos iniciais, de despesas e receitas, capital de giro e fluxo de caixa e de lucros.

Ambos os planos devem ser detalhados, etapa por etapa, para oferecer um panorama inicial de operacionalização do negócio a fim de evitar desperdícios e otimizar as rotinas.

Os custos pré-operacionais devem ser projetados, identificando o que será necessário adquirir para que a empresa seja aberta, como aluguel e reforma do espaço e as taxas de registro.

A lista de equipamentos, ferramentas e veículos, elementos dos quais a empresa dependerá para funcionar, entram no grupo dos investimentos fixos.

Nesse momento, deve ser observada a necessidade imediata de cada item ou até mesmo se alguns deles podem ser alugados ou terceirizados.

Além disso, estipular o capital de giro, que é o montante de recursos para garantir o funcionamento normal da empresa, principalmente para as despesas e receitas.


O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

Precisa de ajuda?

Nós temos especialistas prontos para atender você e o seu negócio de forma online e gratuita.

Acesse agora