Pular para o conteúdo principal
Fri Aug 25 10:37:53 BRT 2017
Planejamento | ANÁLISE EXTERNA E INTERNA

Planejamento e controle devem integrar todos os setores

Centro dos processos produtivos, o Planejamento e Controle da Produção (PCP) garantem a sintonia entre o trabalho dentro e fora da empresa.

· 02/12/2013 · Atualizado em 25/08/2017

Conhecer as atividades da empresa, suas particularidades, como elas funcionam e se relacionam. Eis aí o ponto de partida para a criação de um Planejamento e Controle da Produção (PCP).

O PCP deve facilitar a integração entre os setores produtivos e de vendas, ou seja, deve equilibrar os trabalhos internos (com processos adequados e pessoas qualificadas) e externos da empresa (conectando-a com o mercado). Para tanto, deve ser assumido por profissionais qualificados e neutros (sem tendências para o setor de vendas ou produtivo).

O foco do PCP é facilitar as práticas de planejamento e padronização de produtos e processos. São seus objetivos:

  • Determinar o produto a ser entregue;
  • Estabelecer a quantidade a produzir;
  • Definir e prover o material a ser usado;
  • Quantificar a necessidade de mão-de-obra;
  • Calcular o prazo de execução.

São pré-requisitos para o processo de PCP (mesmo que suas funções sejam realizadas, de maneira menos formal, junto com outras atividades administrativas ou geralmente concentradas em poucas pessoas):

  • Previsão de vendas;
  • Nível de estoque de produtos acabados;
  • Capacidade de produção;
  • Estrutura dos produtos;
  • Tempo das operações;
  • Nível de estoques de matérias-primas e insumos.

Natureza do PCP

Planejamento, programação e controle formam um processo que deve ser repetido todo mês, toda semana, todos os dias. O plano determina o que vai ser feito e com quais recursos. A programação ou organização sequencia e abastece com ordens os centros produtivos. Por fim, se dá o controle ou monitoramento, assegurando que o executado esteja dentro do previsto. Portanto:

  • Caso não haja desvios, segue-se executando e controlando;
  • Mesmo sem a ocorrência de desvios, podem-se analisar os processos buscando melhorias contínuas por meio da implementação de ações preventivas;
  • Caso ocorram desvios, deve-se buscar identificar causas e implementar ações corretivas.

As funções/atividades do PCP visam gerenciar as atividades do sistema para satisfazer a demanda dos consumidores. Algumas operações são mais complexas de planejar, como as de alto nível de imprevisibilidade; outras são mais difíceis de controlar, como as de alto grau de contato com os consumidores.

Fique atento aos conceitos

Planejamento é a formalização do que se pretende que aconteça. Contudo, um plano não garante que um evento vá realmente acontecer:

  • Os consumidores podem ter mudado de ideia sobre o que querem e quando querem;
  • Os fornecedores nem sempre podem entregar pontualmente o produto ou serviço;
  • Máquinas podem quebrar;
  • Funcionários podem errar ou faltar;
  • Inúmeros imprevistos podem provocar mudanças.

Controle é o processo de lidar com esses desvios, podendo desencadear ações corretivas (planos redesenhados) ou intervenções na operação ao implementar ações preventivas (corrigir possíveis desvios futuros):

  • Encontrar um novo fornecedor;
  • Consertar a máquina que quebrou;
  • Deslocar pessoas de um setor para outro;
  • Providenciar um treinamento visando melhor capacitação dos funcionários.

Resumindo: o planejamento é um conjunto de intenções para “o que deveria ocorrer” e o controle é um conjunto de ações que visam redirecionar o plano, monitorando o que está acontecendo e fazendo eventuais mudanças (corretivas e/ou preventivas).

Compartilhar

O conteúdo foi útil pra você? Sim Não
Obrigado!

Foi um prazer te ajudar :)

Conteúdo relacionado

Fale com o Sebrae

Converse online, por chat ou email, com os técnicos do Sebrae
para tirar dúvidas e receber orientações sobre o seu negócio.
É gratuito!

Converse agora